ENEM é porta de entrada para Estudar no Exterior. Descubra Como isso é Possível!

0
33

Estudar fora é uma boa oportunidade, mas é uma decisão que deve ser cuidadosamente pensada porque afeta toda a carreira do estudante. Portugal costuma consolidar melhor o estudante brasileiro. Então, é uma ótima oportunidade, mas quem pretende voltar ao Brasil precisa saber que algumas universidades portuguesas tem graduação de 3 anos, o que não é suficiente para ser bacharel ou licenciado no Brasil. Daí, existem também a opção de fazer o mestrado integrado, com duração de 5 anos, quem soma à licenciatura ao mestrado. É uma forma de ser aceito no mercado brasileiro”.

A frase acima é do Leonardo Souza, coordenador de Intercâmbio da Assessoria de Assuntos Internacionais da Universidade de Brasília.

Na metade de março, três Instituições de Ensino Superior de Portugal passaram a usar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como seleção para admissão de alunos brasileiros. São elas: Instituto Universitário de Ciências da Saúde, Escola Superior de Saúde do Vale do Ave e a Escola Superior de Saúde do Sousa. Agora, ao todo, são 21 Instituições Portuguesas que aceitam o exame como porta de entrada para os brasileiros.

A lista com todas as Universidades Portuguesas que Aceitam o Enem está no final do texto.

Os acordos são firmados entre as instituições, o Inep e os alunos e acontecem desde 2014. O diretor da Cespu (Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário), Luis Manuel Duarte Martins da Silva, disse que mais de 20% das vagas dessas instituições são direcionadas à estudantes estrangeiros.

Para a seleção, eles vão usar a nota da prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, somada com a nota do ensino médio do candidato.

Entre as Universidades, há de se destacar a Universidade Veiga de Almeida (UVA), que está oferecendo mais de 500 bolsas de estudo para alunos que tiveram pontuação acima de 350 no Enem de 2016. Assim, quanto maior a pontuação, mais chance ele tem de conseguir a vaga.

No entanto, nesse caso há de se notar que as vagas não são apenas para descontos. No caso da mensalidade do 1º semestre, o aluno ganha 50% de desconto, enquanto que nas demais a porcentagem cai para 40%. Conforme o vice-presidente da UVA, Davino Pontual, o objetivo é estimular quem tem o sonho de fazer uma graduação e está sem condições financeiras para tal.

Para 2017, a instituição apresenta alguns novos cursos, tais como o de Jogos Digitais, Produção Audiovisual, Fotografia e Engenharia Mecânica, além dos já existentes, como Educação Física, Biomedicina, Nutrição, Relações Internacionais, Design Gráfico, Publicidade, entre outros. Também há oportunidades para os cursos à distância (EAD), como Negócios Imobiliários e Gestão de RH.

Calendário do ENEM 2017

  • 10 de abril – Será lançado o edital, com todas as informações, desde o local de prova até a data de divulgação dos resultados.
  • 8 de maio – Início das inscrições, que exige informações de dados pessoais, como nome completo e até mesmo o idioma escolhido, que deve ser inglês ou espanhol.
  • 19 de maio – Prazo final para a inscrição. O processo, apesar de ser simples, exige essa data final, então, o indicado é que o aluno faça a inscrição logo no início da abertura para garantir a participação e o pagamento.
  • Outubro – O local da prova será divulgada no Cartão de Confirmação de Inscrição e, portanto, o MEC não envia mais o documento pelo correio. O Cartão de Confirmação costuma ser liberado algumas semanas antes da prova, por isso, a expectativa é que aconteça na metade de outubro.
  • 5 e 12 de novembro – São as datas da prova, que agora vão acontecer em 2 domingos consecutivos. Assim, no primeiro dia, os estudantes terão 5h30 para realizar a prova, e no outro dia, haverá 1 hora a menos.
  • Novembro – Alguns após a prova os gabaritos são divulgados.
  • 19 de janeiro de 2018 – Mas é só no primeiro mês de 2018 que sai a classificação final e os resultados do ENEM, com o desempenho individual de cada aluno.

Redação do ENEM 2016

Ainda sobre o ENEM, vamos falar um pouco sobre o processo de 2016, que contou com mais de 6 milhões de candidatos. A última notícia é que eles vão ter acesso ao espelho da correção da redação até o dia 10 abril, conforme previsão do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP).

Nesse espelho será possível saber quais foram as correções e qual a nota de cada competência avaliada, sendo que as provas receberam nota de 0 à 1 mil. Até então, as notas já haviam sido divulgadas, no entanto, agora será possível verificar os detalhes de cada uma. Na última edição, o tema da redação foi “Caminhos para Combater à Intolerância Religiosa no Brasil” e “Caminhos para Combater o Racismo no Brasil”.

Veja Como Se Preparar para o Enem 2017 e Saiba Tudo sobre as Novas Mudanças

Conforme balanço do MEC (Ministério da Educação), apenas 77 candidatos tiraram nota máxima no ENEM, sendo que mais de 290 mil outros candidatos tiveram a redação anulada.

Descubra como usar as Cores para Estudar para o Enem e para Concursos

Fatos Importantes: As cores podem melhorar em 40% o rendimento de uma leitura, entre 55 e 68% o aprendizado dela e em 73% a compreensão da mesma. Leia o texto até o final e entenda tudo sobre a Psicologia das Cores e o possível uso correto delas para mandar bem nos Concursos Públicos e até mesmo no Enem!

Alguns pesquisadores da University of British Columbia (UBC) fizeram um estudo acerca do comportamento de mais de 600 pessoas que executaram tarefas que exigiam atenção à pequenos detalhes, como a revisão de texto, por exemplo; e outras que exigiam a criatividade, como resolver um problema, por exemplo.

Eles foram melhores naquele que exigia os detalhes quando o computador que usavam era vermelho e apresentaram melhores resultados nos testes criativos quando o plano de fundo era azul. Leia na íntegra!

ENEM como Porta de Entrada para Universidades

Como já visto, o ENEM cria a possibilidade de o estudante entrar em uma universidade pública pelo SISU ou tentar uma bolsa de estudos pelo ProUni ou o Financiamento (FIES), se cumprir todos os requisitos para tal.

Se você ainda não entende muito bem esses sistemas, vamos simplificar para você: o Sisu seleciona candidatos à uma vaga em uma Universidade Pública por meio da nota do ENEM. Em 2015, por exemplo, 58 universidade aderiram à esse sistema, sendo que ao todo são 63 instituições públicas no país. Já o Prouni usa a nota do ENEM para incentivar o aluno à ir para uma universidade particular, com bolsas parciais ou integrais. Em 2015, mais de 1 mil universidades particulares aderiram ao sistema.

Os 5 erros mais comuns do Enem e as 10 melhores dicas para tirar nota máxima na redação

Fora isso, algumas faculdades, tanto públicas quanto privadas, também considerada a nota do Enem como porta de entrada para seus cursos superiores. Ou seja, elas não fazem um processo seletivo próprio e usam o ENEM para tal. Assim, cada uma tem seu próprio critério. Ao todo, e até então, 7 universidades aceitam tal processo, são elas:

  1. Centro Educacional Anhanguera,
  2. Universidade Cruzeiro do Sul (UNICSUL)
  3. Universidade de Franca (UNIFRAN)
  4. Universidade Cidade de São Paulo (UNICID)
  5. União Metropolitana de Educação e Cultura (UNIME)
  6. Faculdade Pitágoras
  7. Universidade Estácio de Sá

Além disso, as universidades estrangeiras, tais como essas portuguesas citadas acima, também costumam aceitar tal nota para o ingresso do aluno.

Confira as outras 18 Instituições que já aceitam tal modelo, além das já citadas:

  1. Universidade de Coimbra,
  2. Universidade de Algarve,
  3. Instituto Politécnico de Leiria,
  4. Instituto Politécnico de Beja,
  5. Instituto Politécnico do Porto,
  6. Instituto Politécnico de Portalegre,
  7. Instituto Politécnico de Cávado e do Ave,
  8. Instituto Politécnico de Coimbra,
  9. Instituto Politécnico Guarda,
  10. Universidade de Aveiro,
  11. Universidade de Lisboa,
  12. Universidade de Porto,
  13. Universidade da Madeira,
  14. Instituto Politécnico de Viseu,
  15. Instituto Politécnico de Santarém,
  16. Universidade dos Açores,
  17. Universidade da Beira Interior,
  18. Universidade do Minho.

Passou e não sabe como se comportar?

Thayna Linhares é uma carioca que conseguiu o êxito de ir estudar em Portugal. Então, criou um canal de vídeos onde publica sua rotina no país europeu. Em um desses vídeos, ela comenta sobre algumas burocracias dessa viagem, mas explica muito bem que tudo vale a pena. Entre os documentos necessários estão: identidade e passaporte, declaração do ensino médio, nota do Enem, seguro saúde e vacina antitetânica.

Isso sem contar com o visto temporário de residência na embaixada portuguesa. “O documento tem validade de 120 dias e no caso da Universidade Coimbra, por exemplo, é preciso solicitar a carteira de residência, que tem validade de 12 meses e depois ir pedindo a renovação”, ela conta.

De posse com a autorização de residência, é possível encontrar trabalho part ou full time, além de estágios remunerados. Aí, vai ser preciso ficar atento aos horários das aulas e também ao ano letivo, que lá tem início em setembro. Depois, as férias acontecem em 3 períodos: natal e páscoa, que duram 15 dias e as de verão que duram 2 meses.

Planejamento Financeiro

A blogueira e estudante conta que o planejamento financeiro é essencial para não passar apertos. São custos como a mensalidade da universidade, que para os portugueses é a “propina”, além da alimentação, moradia e lazer. É importante saber que mesmo as universidades públicas de Portugal cobram mensalidades, ou seja, não há oportunidades com bolsas integrais.

“Estando aqui, vejo que o custo varia muito de acordo com o estio de vida que cada um leva”, conta a estudante que mora com 3 amigas brasileiras em um apartamento alugado. “Em Coimbra, por exemplo, há quartos entre 100 e 250 euros, além de flats, que passam de 400 euros”.

Um caso diferente é do estudante gaúcho André Ries que mora na própria instituição. “Atualmente, gasto 450 euros mensais e mais 200 com o curso, foram a residência que é 120 e uns 15 para o plano do celular”, ela conta.

A recomendação final é que se você tem interesse na vida acadêmica em Portugal precisa ter cuidados com a pesquisa do curso e o planejamento financeiro. Depois, é preciso estar apto para conviver com uma nova cultura, pensando sempre na receptividade e no melhor proveito da experiência. “Ser organizado e ter força de vontade é fundamental para um estudante aqui”, completa Isa Bendahan.

Selecionamos algumas características dos lugares mais escolhidos pelos brasileiros, confira!

  • Coimbra – Fica na região central do país e abriga a Universidade de Coimbra. “Boa parte da tradição é sustentada pela figura do estudante da instituição, aquele que usa o traje, o famoso uniformo com capa preta estilo Harry Potter que todo mundo tanto fala”, diz Rebeca.
  • Faro – É formada por locais históricos e de belezas naturais e culturas, sendo que o Algarve é referencia no turismo. Para André Ries, a região possibilita um custo de vida e acadêmico baixo, além de ser uma região com muitas praias e um clima parecido com o do Brasil.
  • Covilhã – É a cidade da montanha, pois está em uma região montanhosa e de serras, chamada de Serra da Estrela. É uma cidade que mistura o novo com o antigo, conforme Thayna.

O Passo a Passo para aumentar as chances de ser aceito em uma universidade no exterior

  • College List – É importante para você pensar em outras opções e não apenas naquela universidade que você tanto quer. Afinal, com os olhos vedados, você pode perder outras oportunidades de estudar em lugares maravilhosos apenas porque não pesquisou mais sobre eles. Entenda e descubra, de fato, qual o melhor colégio para você.
  • Organização – Evite o estresse do fim de ano e da época das provas e para isso prepare um calendário com as melhores datas para fazer as inscrições nas universidades escolhidas no College List. Estipule prazos!
  • Atividades – É importante estar envolvido com atividades que deem prazer e não apenas aquelas que te darão um bom currículo. O que te deve unir ao seu contexto é a sua paixão, primordialmente porque isso pode se tornar essencial na sua vida.
  • Motivos – Entenda e veja os motivos pelos quais você quer estudar fora. Isso pode ser longo, cansativo e requer muita persistência, mas se você tem objetivo e motivos tudo valerá a pena. Se você quer estudar fora apenas para ter o gostinho da aventura, então, pode pensar, por exemplo, em um intercâmbio. Faça sempre análises para ver se não há caminhos alternativos para atingir o mesmo objetivo.

Confira agora mais 6 notícias sobre Estudar no Exterior

1 – Universidade de Londres oferece Bolsa para Curso de Verão em Direito

Os interessados tem até dia 13 de abril para fazer a inscrição na Escola de Direito da BPP University, uma das maiores do Reino Unido no curso que tem duração de 2 semanas. As bolsas custam 2,4 mil libras e não incluem acomodação, passagens e alimentação.

O primeiro módulo é “Introdução a Direito Empresarial Internacional”, que começa no dia 3 de julho. Depois, outros módulos contam com “Introdução à Lei Civil e Criminal”, a partir de 17 de julho. Todos são ministrados em Waterloo, no centro de Londres.

19 Filmes Imperdíveis para Entender tudo sobre o Estudo da Memória

Para concorrer é preciso estar cursando graduação ou já ter se formado em Direito, sem a obrigação de apresentar comprovantes de proficiência. Por outro lado, é preciso ter um bom nível de conhecimento e fluência em inglês.

Inscrição pelo site.

2 – Santander oferece 100 Bolsas para Brasileiros em Curso na Espanha

O 1º passo é que os estudantes precisam estar em algumas instituições brasileiras conveniadas com o Santander Universidades, que farão parte do programa Top España Santander. Ao todo são 100 bolsas voltadas à um curso de 3 semanas. Os alunos e professores poderão aprimorar seus conhecimentos em um curso de 3 semanas!

Estão incluídos no pacote voos de ida e volta de Madrid, translado até Salamanca (onde acontecerá o curso), hospedagem, alimentação, cursos do curso, material de apoio e certificado. Além de um passeio cultural.

Todas as etapas do processo seletivo e critérios utilizados na seleção serão definidos pelas universidades participantes, que tem disponível edital com informações necessárias. Então, o 1º passo é procurar se a sua instituição está nessa listagem, confira aqui.

3 – Bolsa para Curso de Curta Duração na Holanda

A agência Nuffic Neso Brazil é responsável pela promoção do ensino superior na Holanda e desenvolveu o projeto “De Malas Prontas para a Holanda – Transformadores, Educadores e Inspiradores”, um programa que oferece aos brasileiros a oportunidade de fazer um curso de curta duração no país. Para tal, as inscrições devem ser feitas até dia 14 de abril.

As bolsas são integrais e incluem passagem e hospedagem para aqueles que conseguem desenvolver projetos e iniciativas com impacto nas áreas de educação, cultura e tecnologia. O objetivo é fornecer mais informação, conhecimento e networking para os desenvolvedores.

E as oportunidades são para cursos de psicologia, desenvolvimento sustentável, urbanismo, resolução de conflitos e arte, e outros. E as universidades participantes também são várias, como a Universidade de Utrecht, a de Amsterdam e a de Hague de Ciências Aplicadas.

Se você gostou disso, pode ler tudo sobre e fazer a inscrição pelo link.

O concurso é aberto e exige apenas a disponibilidade para viagens na data do curso, assim como os requisitos de admissão do curso e a fluência em inglês, doutrina dominante. Os projetos serão analisados e levarão em consideração itens como replicabilidade, continuidade e alcance.

4 – Bolsas para MBAs no Reino Unido

A Universidade de Bath, no Reino Unido, está entre os 5 melhores MBAs no Reino Unido e entre os 100 melhores do mundo, conforme ranking da Times Higher Education. Assim, para comemorar o seu 50º aniversário, a universidade está oferecendo bolsas de 15 mil libras para o MBA através de uma competição online, com inscrições até 30 de maio.

O programa tem duração de 12 meses e a bolsa é para turma que vai iniciar os estudos em setembro de 2017. É preciso saber que a bolsa é de 15 mil libras e será revertida em descontos na anuidade do programa, que tem custo de 33 mil libras, isso sem contar as passagens aéreas e os custos com alimentação, que são de responsabilidade do estudante.

Por sinal, o interessado tem que possuir graduação completa e ter proficiência em inglês, além de 3 anos de experiência na área. Para concorrer de imediato, é preciso enviar o currículo pela página da competição, sem taxas adicionais, nesse caso. Tudo está no site.

5 – 10 Bolsas Integrais para Curso de Inglês na Irlanda

A chance única da sua vida está sendo disponibilizada pelo SEDA College, que fica em Dublin, na Irlanda e é através do programa SEDADream. “Não serão, necessariamente, 10 pessoas contempladas, pois o candidato pode selecionar a opção de receber bolsas parciais. Com isso, podem ser distribuídas 5 bolsas de 100% e 10 bolsas de 50%”, afirma Gianfranco Bolognese, estudante do SEDA e co-idealizador do programa.

Vai prestar uma Prova Muito Difícil? 5 Lições Fundamentais do filme Divertida Mente!

As inscrições devem ser feitas até dia 29 de março, próxima quarta-feira, sendo que o sistema foi liberado hoje, ás 9 horas. Podem concorrer estudantes brasileiros com mais de 18 anos e que não tenham estudado inglês no exterior anteriormente. Após 15 dias da aprovação o candidato partirá para a 2ª fase, que é uma entrevista online. Veja outras informações no site.

6 – Iniciativa dos EUA e da Europa oferecem bolsas de estudos para mães

O programa Marie Sklodowska-Curie Actions é organizado pela Comissão Europeia que contempla candidatas brasileiras e já investiu mais de 218 milhões de euros em Individual Fellowships. Assim, para se candidatar é preciso ter 4 anos de experiência em pesquisa ou já ser doutora em alguma áreas de ciências.

“Em outras palavras, uma doutoranda que passou o último ano dedicada à cuidar do filho recém-nascido, por exemplo, pode ser encaminhada para um programa de reinserção junto à bolsa”.

Já o Soroptimist Live Your Dream Awards tem uma proposta mais direta de fazer com que as mulheres vivem seus sonhos no exterior. Lá, os prêmios são destinados para elas, inclusive que tenham baixa renda e estejam cursando em cursos de graduação. O apoio é de 10 mil dólares sendo que ela pode usar o dinheiro para pagamento de transporte, livros e cuidados com o filho, caso já esteja com alguma bolsa.

Saiba Mais sobre Isso no site.

Com informações da Terra, EstudarFora e Globo

ENEM é porta de entrada para Estudar no Exterior. Descubra Como isso é Possível!
5 (100%) 1 vote

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA