Concurso Público PM-SP – Tudo o que você Precisa Saber

0
279

O Concurso Público da Polícia Militar do Estado de São Paulo é, sem dúvidas, um dos mais concorridos do país. Porém, a seleção é considerada desgastante já que tem muitas etapas a ser seguidas até que se chegue à aprovação final. Portanto, o candidato que tem interesse nessa vaga precisará se preparar.

E é justamente esse o objetivo deste artigo – mostrar Tudo o que você Precisa Saber sobre o Concurso Público PM-SP.

Banca Organizadora da PM-SP é Escolhida

Essa é a notícia mais recente que foi publicada sobre o concurso público da PM-SP. A banca organizadora é aquela responsável pelos concursos autorizados. O Departamento de Seleção da Polícia Militar de São Paulo escolheu a Vunesp como Banca Organizadora.

A expectativa já era essa mesmo porque a empresa tem tradição de organizar todos os concursos da PM de São Paulo, inclusive, nos últimos concursos, que foi para Soldado e para Oficial.

Além disso, a instituição já tinha mostrado interesse para prover os cargos.

A escolha foi publicada no Diário Oficial no dia 24 de agosto – “sobre a contratação de serviços técnicos especializados, de planejamento, organização , controle e execução de concurso para provimento ao cargo de Soldado de 2ª Classe PM, junto à Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Vunesp”.

No mesmo Diário só que de dois dias antes, a Vunesp também foi escolhida para selecionar os oficiais da Academia de Barro Branco.

Conforme o Departamento de Alistamento de Seleção da PM de São Paulo, os oficiais já se reúnem para definir os detalhes do edital. A expectativa é conseguir publicá-los nos próximos meses, já que, segundo a corporação, a autorização prevê que o edital seja lançado ainda em 2017.

Cronograma dos Editais

O Governador Geraldo Alckmin autorizou no dia 25 de julho a abertura de 2.421 vagas para a PM-SP, sendo que 2,2 mil serão para o cargo de Soldado, enquanto que 221 para alunos oficiais. (O número é menor do que o previsto). O planejamento da corporação diz que tudo será definido para a abertura do edital em três meses.

A escolha da Vunesp foi considerada rápida, mas sem surpresas.

O concurso será para o ingresso em 2018.

Quanto aos cargos, saiba que o de Soldado exige nível médio de formação e tem vencimento inicial de 3,3 mil reais. Já para o Oficial, os requisitos são os mesmos, porém é preciso ter também exigências como altura e idade.

Conheça agora as etapas de seleção para os dois cargos.

Reprodução: Google

Seleção Para Oficial da Polícia Militar de São Paulo

As exigências são básicas e fundamentais: nível médio completo, altura mínima de 1,60 cm para homens e 1,55 cm para mulheres, além da idade, que deve ser entre 17 e 30 anos. Esses requisitos fazem parte de uma nova lei de ingresso que foi sancionada no ano passado e aumenta as chances de ingresso dos candidatos.

À esse cargo compete a fiscalização, gestão e o comando direto do efetivo que atua no policiamento ostensivo. Após o curso de formação e o término do estágio probatório, o salário pode chegar à 6 mil reais.

Quem se candidatar à essas vagas precisam se preparar muito bem e, ainda que o edital não tenha sido divulgado, é possível ter uma base no último publicado, que é da Academia do Barro Branco, realizado em 2016.

Confira todas as etapas para conseguir a aprovação de Oficial da PM-SP.

Prova Escrita

As provas escritas são mais comuns – objetivas e discursivas, sendo ambas de caráter eliminatório e classificatório. A parte objetiva é composta por 80 questões, divididas da seguinte forma:

  • 8 de História,
  • 5 de Filosofia,
  • 5 de Sociologia,
  • 8 de Geografia,
  • 28 de Língua Portuguesa,
  • 6 de Língua Estrangeira,
  • 10 de Matemática,
  • 5 de Administração Pública e
  • 5 de Informática.

Já a prova dissertativa tem uma redação, com um tema a ser escolhido no dia do exame. A banca organizadora disponibiliza textos de apoio, que servem como referencial. Quanto ao aluno, precisará mostrar domínio textual e todos os possíveis mecanismos que compõem um texto desse formato.

Exames de Aptidão Física

Esse exames são de responsabilidade do Centro de Capacitação Profissional – Escola de Educação Física (CeCap – EEF) da PM de São Paulo. Para participar, o candidato tem que ser aprovadas nas provas objetivas e escritas, aí a nomeação para a prova de aptidão física será feito por meio de publicação no Diário Oficial.

O candidato que vai prestar esse exame tem que apresentar também um atestado médico, que tem que ser feito por órgãos púbicos ou particulares da área da saúde, contando que está apto para realizar tais atividades. Os atestados precisam ter validade de 45 dias a data marcada.

Já quanto à prática dos testes, precisam ser feitas as seguintes modalidades:

  • Aferição de Altura,
  • Flexão e Extensão de Cotovelos,
  • Teste Abdominal,
  • Corrida de 50 Metros,
  • Corrida de 12 Minutos,
  • Prova de Natação.

Esses exames também tem caráter eliminatório e com pontuação máxima de 100 pontos. Para ser aprovado, o candidato tem que obter, no mínimo, 20 pontos em cada um dos testes e, obviamente, 201 no somatório geral.

O traje é de responsabilidade do candidato e o recomendável é ir com roupas leves e tênis confortável, ambos apropriados para esse fim.

Como Ser Aprovado no Concurso da Polícia Federal?

Exames de Saúde

Também tem caráter eliminatório e são realizados pela junta médica do Centro Médico da Polícia Militar. Os concorrentes serão sujeitos a exames médicos, odontológicos e toxicológicos, tendo cada um deles um tipo de avaliação específica.

Nesses exames, os médicos farão avaliações clínicas gerais, oftalmológicas e otorrinolaringológicas.

Exames Psicológicos

De caráter eliminatório também e tem como objetivo avaliar se o concorrente tem as características adequadas, conforme aspectos cognitivos e de personalidade, a fim de que desempenhe corretamente as atividades que o cargo exige.

Essa avaliação é feita pela banca examinadora e tem dias e horários diferentes. Conforme recomendado, o candidato precisará se preparar na véspera do exame, com uma boa noite de sono, alimentação saudável e sem que passe por estresse ou qualquer outro comportamento que possa atrapalhar o desempenho no exame psicológico.

Avaliação de Conduta Social

Essa é uma etapa que exige do candidato muito cuidado e atenção, principalmente porque é eliminatória. O objetivo dessa avaliação é de avaliar as condutas sociais, da reputação e da idoneidade de cada candidato.

Para isso, eles precisam preencher um formulário especifico, anexando diversos documentos comprobatórios.

O candidato precisa comprovar todos os dados para a organização do concurso público, sendo eu cabe à ele a responsabilidade por todas as informações.

Análise de Documentos

Essa fase é aquela que comprova que o candidato atende aos requisitos exigidos e ela também é de caráter eliminatório. O candidato fica responsável por entregar toda a documentação que comprove as exigências do ato da inscrição.

Neste caso, é preciso se atentar ao fato de que o candidato poderá ser convocado a comparecer à Divisão de Seleção e Alistamento, para esclarecer dúvidas ou informações divergentes. Aí, quem não comparece ou não entrega os documentos, é reprovado.

Seleção para Soldado da Polícia Militar de São Paulo

Apesar de ter itens que se assemelham aos citados anteriormente, existem outros que são diferentes, portanto, se esse for o seu objetivo, confira as etapas que acontecem.

O concurso público vai abrir 2,2 mil vagas para soldados e, como se sabe, no último concurso com esse mesmo cargo tiveram mais de 137 mil inscritos. O candidato precisa ter ensino médio completo e estar na lista dos classificados.

Prova Escrita

A prova objetiva tem 50 questões e uma redação dissertativa. Na parte objetiva, os candidatos vão ser avaliados da seguinte forma, com as seguintes divisões:

  • 18 de Língua Portuguesa,
  • 12 de Matemática,
  • 10 Conhecimentos Gerais,
  • 5 Informática e
  • 5 de Administração Pública.

Na parte da redação, a prova é corrigida em uma escala de zero a 50 pontos, com cada questão valendo um ponto. Logo, o mínimo é que o candidato faça 25 pontos.

Exames de Aptidão Física

Após a prova escrita, os candidatos devem ficar atentos aos resultados e, se forem positivos, serão divulgados no site da banca organizadora e publicados no Diário Oficial.

Para esse exame, o candidato tem que apresentar o atestado médico com um prazo de 45 dias ou levar assinado um termo de responsabilidade, que estará anexo no edital, declarando tal aptidão para participar da etapa.

Nesse exame são exigidos os seguintes itens:

  • Aferição de Altura,
  • Flexão e Extensão de Cotovelos,
  • Resistência Abdominal,
  • Corrida de 50 Metros,
  • Corrida de 12 Minutos.

Para ser aprovado, o candidato precisa ter, no mínimo, 10 pontos em cada prova, além e somar 201 no geral. Todos os testes serão feitos no mesmo dia e o traje é de responsabilidade do candidato – sendo recomendável ir de tênis confortável e roupa leve.

Exames de Saúde

Os participantes terão que fazer o exame médico e laboratorial, que tem caráter eliminatório também. Eles serão feitos pela junta médica do Centro Médico da Polícia Militar, sendo classificados em médicos, odontológicos e toxicológicos.

Exames Psicológicos

Tem a função de avaliar o perfil adequado do candidato, buscando compreender se ele poderá exercer a função de soldado da Polícia Militar. A avaliação terá caráter eliminatório, avaliando as características cognitivas.

Serão aplicados testes de inteligência, teste de personalidade e entrevista psicológica.

O material para a realização do teste é de responsabilidade do candidato e deve ser lápis, caneta e borracha.

Esse exame não é considerado uma prova, propriamente dita, mas ele precisará ir de maneira tranquila, já que naquele momento será avaliada a personalidade.

As principais dicas são:

  • Durma bem na Véspera,
  • Alimente-se bem nos dias que antecedem e no dia do exame,
  • Haja com calma e naturalidade,
  • Chegue com uma hora de antecedência.

Investigação Social

Nessa etapa é feita uma avaliação de conduta social, da reputação e da idoneidade dos candidatos. Logo, a PM-SP verificará alguns documentos com a intenção de avaliar a vida passada e atual do candidato, identificando comportamentos inadequados. Se forem encontrados, o candidato será reprovado.

O candidato não pode mentir, em hipótese alguma, já que todos dados serão verificados e atualizados em cada parte da etapa. Assim, ele estará garantindo o passaporte para a próxima fase do concurso.

Essa investigação social é totalmente sigilosa e garante a privacidade do candidato. Porém, essa é mais uma fase que pode eliminar qualquer candidato.

Como Passar no Concurso da Policia Civil do Estado de São Paulo, confirmado em 2017!

Reprodução: Google

Análise de Documentos e de Títulos

A entrega dos documentos é importante para comprovar que o candidato tem todos os requisitos necessários e exigidos no edital para exercer o cargo de soldado da PM. Após a análise, o candidato poderá ser classificado se tudo estiver correto.

Curso de Formação

É oferecido pela Escola Superior de Soldados da Polícia Militar para os candidatos aprovados em todas as seleções anteriores, inclusive, após a homologação. Lá eles vão ter aulas de respeito, conduta e disciplina.

O Curso de Formação da PM-SP é realizado na Escola de Soldados, que fica em Pirituba, na Zona Oeste da Capital Paulista, que tem capacidade para receber 1,6 mil alunos.

Nesses cursos, os alunos terão uma rotina intensa de estudos em período integral. O curso tem duração de 1 ano e nesse período os soldados já recebem remuneração de 2,9 mil reais. Ao todo, serão 49 disciplinas ministradas no curso de formação.

Para cada disciplina, o soldado será avaliado com uma prova. E, assim, ele precisa atingir a nota necessária para a aprovação, após três chances, se não obtiver sucesso, ocorrerá o desligamento, sem chances de refazer o módulo.

Leia Também: Como Conciliar os Estudos com o Trabalho e os Treinamentos Físicos?

Pense em uma pessoa que trabalha em horário comercial, das 8 horas da manhã até às 18 horas da tarde, durante 5 dias da semana e aos sábados até o meio dia. Aí, uma das primeiras coisas a se pensar é: “Será que existe uma fórmula do tempo”? Bom, conforme os especialistas tem que haver uma lista de itens a serem pensados para encontrar tal fórmula:

  • Estabeleça Prioridades,
  • Organize o Tempo,
  • Trace Metas de Curto e Médio Prazo,
  • Registre suas Intenções no Papel.

Mas, será que tudo isso é possível? Essa é a grande questão a ser respondida por que a teoria parece dar certo, mas na prática as coisas são bem complicadas de serem executadas. E, aliás, essa dificuldade é justamente o 1º ponto a ser pensado por quem quer encontrar a fórmula do tempo.

Força de Vontade! Essa é a palavra de ordem. Analisando por fora, fica muito bonito de se ver as pessoas que obtém êxito e conseguem, quase que literalmente, “tirar leite de pedra” e chegar à aprovação. É um ato heroico, louvável e, com certeza, vai significar um sacrifício de esmiuçar metodicamente a quantidade de tempo que ainda sobre no dia a dia.

Esse sacrifício envolve acordar mais cedo e aproveitar, ao menos, 1 hora de estudo nesse período. Fazer o mesmo no horário de almoço. Aproveitar o caminho de deslocamento entre a casa e o trabalho. E vice-versa. Aproveitar alguma parte do final de semana para estudar matérias do concurso. Dividir aquilo que é considerado um estudo fácil, do difícil e do que é muito ainda mais complexo. E, obviamente, abrir mão de alguns prazeres e lazeres da vida. Isso tudo faz parte do sacrifício.

A rotina, na maior parte da vida dos estudantes, vai precisar ser metódica ao ponto de contar as horas, os minutos e os segundos do dia a dia. Ah, e nunca ache que alguém está atestando a sua incapacidade, isso é um sofrimento que causa muito dilema, mas quase nenhum resultado positivo.

Desistência

Normalmente, um dos principais motivos para a desistência dos candidatos dos concursos da Polícia Federal é quanto à musculação, ou seja, os exercícios físicos. A prática da musculação, por necessitar de muita paciência, torna-se um dos primeiros itens à serem deixados de lado, mesmo sendo tão importantes quanto os outros.

Para se ter uma ideia, os praticantes de futebol conseguem treinar apenas 2 ou 3 horas diárias em dias alternados, se divertem e tem bons resultados de melhoria nas sua aptidões no esporte. Já na musculação a intensidade precisa ir além disso e envolvem, de forma muito assídua, uma nutrição balanceada, além de exigir um período maior de descanso.

Reprodução: Google

Aí, quando a pessoa está focada na musculação e na dieta, ela acaba, quase que automaticamente, ficando com déficits no aspecto social. Afinal, com as festas regadas á alimentos não saudáveis e bebidas alcoólicas, é difícil manter-se dentro das exigências de quem quer estar dentro da Polícia Federal em alguns meses.

Ah, além da seriedade da musculação e dos fatores sociais, tem também a questão dos aspectos econômicos, os quais são limitadores para muitos indivíduos.

Para evitar que você desista do seu objetivo, principalmente, quando falamos da parte dos exercícios físicos e da alimentação saudável, fizemos uma breve busca na internet e encontramos algumas fórmulas que podem te ajudar a manter-se no caminho correto. Leia!

  • Trabalho em Local Rígido: O ideal é que, em lugares onde a alimentação saudável é muito difícil de ser feita, utilize-se os shakes, que garantem uma boa nutrição e são fontes de proteínas, aminoácidos e outros nutrientes.
  • Para quem Gosta de Cerveja: A cevada é considerada uma fonte energética, porém, nem sempre é indicado tomar muita cerveja entre os treinos. Também não é aconselhável “encher a cara” nos finais de semana.
  • Alimentos Perigosos: Seja para agradar a mãe, o pai, a namorada ou o amigo… Tem gente que aceitar comer qualquer coisa para agradar os outros. No entanto, existem alguns alimentos que fazem muito mal à saúde e que pode colocar tudo por água abaixo, como as guloseimas e os lanches gordurosos.
  • Falta de Tempo: Os Shakes, como dito, são boas alternativas. Além disso, existem várias alternativas de lanches práticos e saudáveis, além de barras proteicas, entre outros. O ideal é que se evite comer aquele cachorro quente ou os salgados durante o caminho para a casa ou para o cursinho.
  • Desejos Proibidos: Não sofra por não poder comer algo, mas forneça ao corpo apenas pequenas quantidades daqueles alimentos que não são indicados. É melhor comer uma barra de chocolate durante a semana, do que comer uma caixa de bis em uma única “sentada” no final de semana.
  • Drogas e Entorpecentes: Se você faz uso desses tipos de substancias, então, precisa procurar imediatamente um auxílio médico e também psicológico. Nós não estamos aqui para julgar quem faz o uso dessas substancias, porém, um bom candidato à Polícia Federal precisa se preservar durante a preparação da prova.

Como Considerar o Papel da Atividade Física na Preparação do Concurso Público

Os benefícios das atividades físicas são imensos e não nos cabe aqui listar todos. Para o concursando, eles também se mantêm e contribuem de forma significativa por melhorar as habilidades cognitivas e o desempenho mental, além de proporcionar um bem-estar psicológico imenso, o que reduz o estresse, por exemplo.

Um estudo feito na Irlanda comprovou, com pesquisas, que os exercícios físicos afetam o cérebro. Os cientistas concluíram que quem pratica exercício físico tem desempenho melhor do que os voluntários que apenas ficam descansando.

atividade física tem que ser vista como uma tática adotada pelos vencedores e não como uma perda de tempo. Logo, eles podem ser feitos em qualquer lugar, como no quarto, no quintal, em uma sala de ginástica, na escada do prédio ou nas redondezas do apartamento.

Agora, para os candidatos à carreiras policiais e militares, esses exercícios tem que ser melhore pensados, já que prática tem que estar dentro do TAF, Teste de Aptidão Física, que é importante para que o candidato chegue ao êxito.

AS 10 MELHORES DICAS PARA VOCÊ GABARITAR AS PROVAS DO CESPE/UNB….

Para se ter uma ideia, esse teste é feito por etapas e costumam ser eliminatórios e com provas consideradas difíceis e sofridas, entre elas, a barra fixa, o salto em distancia, natação, corrida de 12 minutos, entre outros.

Aí, como já falamos, o Treinamento Físico é um dos pontos na qual o candidato mais se perde e se distancia de obter um bom resultado final na prova da Polícia Federal. Sobre isso, um erro fatal é começar a estudar apenas após a divulgação do edital. Se isso acontecer, lamentamos dizer, mas é muito difícil que o candidato consiga cumprir as exigências da prova física.

Para se ter uma ideia, em 2016, um concurso da Polícia Militar de Pernambuco reprovou muitos candidatos no exame que avaliava as condições física, sendo que em um total foram excluídos mais de 2,7 mil candidatos.

Se não é o correto começar a treinar quando sai o edital, qual a recomendação?  Conforme especialistas, o ideal é começar a treinar, no mínimo, 3 meses antes da prova e mantendo sempre uma regularidade. E, é importante não começar a treinar sem a orientação de um médico especialista.

Nenhuma prova exige que o candidato esteja matriculado em alguma academia, mesmo porque existe a questão das limitações financeiras. No entanto, o ideal é que haja um acompanhamento baseado nas exigências feitas pelo concurso, com treinos que envolvam força, flexibilidade e resistência.

A prova objetiva contém 50 questões de conhecimentos básicos e 70 de conhecimentos específicos, além da redação. Depois, há a avaliação psicológica, prova de capacidade física e os exames médicos. Há algumas mudanças para os cargos de papiloscopista e escrivão.

Com informações da Folha Dirigida

Concurso Público PM-SP – Tudo o que você Precisa Saber
5 (100%) 1 vote

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.