Os 15 principais concursos públicos previstos para 2018

0
427

Para o ano de 2018, muitos concursos públicos são esperados – mesmo porque nos últimos tempos foram raros esses eventos. Com isso, dá para imaginar uma série de oportunidades para todos os concurseiros, independente do nível escolar.

O destaque está voltado para concursos federais, mas também teremos vagas nos órgãos estaduais e municipais.

E por que é muito provável que em 2018 tenhamos concursos públicos? Porque a defasagem desse setor é uma realidade em várias instituições. Para se ter uma ideia, a Receita Federal tem um déficit de mais de 20 mil servidores.

Mas, antes de citar os principais concursos públicos deste ano, fica uma pergunta:

Será que vale a pena estudar para se tornar um servidor público?

No Brasil, todos os anos milhões de pessoas prestam provas para conseguir uma vaga nas empresas e instituições públicas. Agora, será que há motivos especiais para fazer isso no próximo ano?

Com certeza, sim. Além de o salário continuar sendo um ponto positivo, também podemos comemorar o fato de que no próximo ano mais vagas serão abertas.

Isso ainda sem contar o fator “estabilidade” que, segundo o Artigo 41 da Constituição Federal, garante ao funcionário a demissão apenas em casos extremos de falha, após ele cumprir o estágio probatório, que é de exercer as atividades do cargo durante 3 anos.

E o vale-alimentação, vale-refeição, vale-transporte… Também contam.

Em números, isso significa uma alta taxa de inscritos nos 5 concursos mais concorridos nos últimos anos.

Segundo o Guia de Carreira, ao todo foram mais de 1,2 milhões de inscrições nos concursos:

  • Senado Federal (642 candidatos por vaga),
  • Receita Federal (138 candidatos por vaga),
  • Tribunal de Contas da União (158 candidatos por vaga),
  • Ministério Público da União (mais de 1,2 mil candidatos por vaga) e
  • Polícia Federal (200 candidatos por vaga).

José Roberto Afonso é do Ibre/FGV e publicou uma pesquisa que mostrou que o serviço público é um ótimo negócio. Os dados mostraram que a elite estatal, por exemplo, ocupa 6 a cada 10 profissões mais bem-remuneradas em todo país.

Mais Vagas em 2018

O governo já anunciou que novas vagas serão abertas, inclusive, alguns editais serão lançados no começo do ano.

O número de aposentados também é alto nesse mercado de trabalho e, ao que tudo indica, muitos trabalhadores devem finalizar suas contribuições em breve!

Estima que nos próximos anos, 48% dos servidores (praticamente metade) terão direito a pedir a aposentadoria. Logo, em números, são mais de 1,8 milhão de servidores com esse direito.

O levantamento é de Nelson Marconi, da FGV (Fundação Getúlio Vargas).

Ainda que o governo não queira fazer novos concursos públicos, ele não terá muita opção de escolha.

Salários acima da Média

Conforme pesquisa do Banco Mundial, o Brasil é um dos países que tem maior diferença de salários entre as empresas privadas e as públicas.

Logo, se você é servidor público, é muito provável que tenha salário mais alto – ainda que sejam cargos semelhantes e com funções parecidas.

Carreira Ascendente

Apesar de ser o maior atrativo, algumas pessoas têm dificuldade em se adequar aos parâmetros e cotidiano da vida pública.

Isso acontece principalmente com aquelas pessoas que são empreendedoras e não toleram às ordens de chefes.

“Agora, se a pessoa é regrada e extremamente preocupada com o futuro, geralmente ela se dá bem nesses cargos”, comenta Lílian.

Burocracias

No longo prazo, estamos falando em projetos profissionais e garantias de serviço prestado, como a aposentadoria do INSS – Instituto Nacional do Seguro Social.

Ainda que não seja regra, em muitas empresas privadas, os trabalhadores e colaboradores precisam acompanhar os depósitos feitos pela empresa ao governo, sendo que algumas não cumprem tal exigência.

Em um órgão público, essa falha é muito rara de acontecer.

Para os especialistas, o trabalho público é menos exigente, em termos de documentação e leis, quanto à serviço de empresas privadas.

Isso vale para benefícios como Aposentadoria, Licenças, Férias e mesmo referente ao Ritmo do Trabalho.

“Embora não gostem de ouvir isso, as empresas privadas tem maior grau de exigência do que o emprego público”, comenta Lílian Graziano, coordenadora de MBA Gestão de Pessoas da Trevisan Escola de Negócios.

Benefícios em Programas Sociais

Existem muitos benefícios que os servidores públicos tem, como o programa para adquirir o primeiro imóvel: Minha Casa Minha Vida.

O programa dá um benefício ainda maior para quem trabalha para o governo e é concursado.

Além disso, os créditos têm juros menores, como os consignados e os empréstimos pessoais, emitidos pelas instituições financeiras.

Leia Também – Estudar nunca foi tão fácil: 10 Técnicas para Memorizar Conteúdos

Ajudar outras pessoas

Essa é uma questão totalmente pessoal, mas que tem que ser levada em conta. Quando fazemos bem a outra pessoa, isso nos enriquece de várias formas, inclusive, como pessoas.

Os concursados podem ter esse sentimento e ainda ganhar para isso. Imagina a sensação de você poder solucionar problemas de outras pessoas, isso não é maravilhoso?

Qualidade de Vida

A maioria das pessoas que estudam para os concursos deixa de ter uma boa qualidade de vida. Essa é uma notícia verdadeira, no entanto, não deveria ser.

Com as técnicas de memorização, entre outras, o candidato passar a ter mais tempo hábil para outras atividades, como a física, o lazer e a cultura.

Então, estudar para concursos e deixar de sair com os amigos ou praticar esportes não precisam se relacionar dessa forma. É possível fazer ambos.

Não precisa ter experiência profissional

Alguns concursos de alto escalão exige essa experiência, sim. Mas, para início de conversa, se estamos falando de um emprego, então, não há problemas para o candidato, mesmo que ele nunca tenha trabalhado antes.

A exigência para prestar a prova é ter ensinos escolares, a partir do fundamental.

Essa flexibilidade já não é tão acessível na maior parte dos empregos privados, onde “ter experiência profissional” é um dos tópicos mais exigidos em todo país.

Além disso, a sua idade também não será um problema para o mercado de trabalho – desde que você tenha mais de 18 anos.

15 principais concursos públicos para 2018

Separamos os principais concursos (e os mais esperados) para 2018. Confira e prepare-se!

1 – Concurso do Ministério Público da União

Este concurso público é um dos mais aguardado e a notícia é boa: ele já está em elaboração para os cargos de técnico (mais de 6 mil reais) e analista (mais de 10 mil reais).

O MPU adiou os preparativos em 2017 e a promessa foi jogada para este ano. O certame vai abrir oportunidades para o nível médio e nível superior em vários estados.

O que se tem falado hoje em dia é sobre a escolha da banca organizadora, que está definindo detalhes de seleção.

2 – Concurso Público da Receita Federal

Este é outro concurso que vai acontecer em 2018, mas, para isto acontecer, ainda precisa de autorização.

Os cargos abertos serão para assistente, analista e auditor.

O que se sabe é que a Receita precisa repor seu quadro de funcionários e já solicitou ao Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG) para a abertura de mais de 2 mil novas vagas.

Do todo, 630 são para auditores e mais de 1,4 mil para analistas. Ambos precisam ter formação em cursos superiores em várias áreas de atuação

Os salários vão até 16 mil reais.

3 – Concurso Público da Polícia Federal

Este é um concurso público que tem esperanças para acontecer em 2018. Só que ainda não há confirmações, levando em conta que o status é o de “dependente da liberação de verbas”.

São vários os cargos possíveis a Polícia Federal, inclusive, para níveis médios.

A intenção é a de que a Polícia Federal abra uma seleção para quase 2 mil novos servidores, distribuídos entre as carreiras de agente, escrivão, delegado e perito – todas para nível superior completo.

Os vencimentos atuais são de até 22 mil reais.

4 – Concurso Público da Polícia Rodoviária Federal

A Polícia Rodoviária Federal já está com a comissão pronta e agora aguarda autorização, especialmente, para o cargo de policial rodoviário.

O trâmite está no Planejamento e o pedido é para quase 3 mil novas vagas destinadas ao posto de policial rodoviário, que exige ensino superior e carteira de habilitação a partir da categoria B.

A média salarial pode chegar até os 10 mil reais, com uma jornada de 40horas semanais.

Guia Prático para manter o Foco nos Estudos e passar no Concurso Público?

5 – Concurso Público do Ministério do Trabalho

É outro concurso que está aguardando autorização para vários cargos.

O Ministério do Trabalho solicitou ao MPDG aval para realizar certame com 2,5 vagas, sendo a maioria para agente administrativo e outras para auditor-fiscal do trabalho e postos gerais de nível superior.

No caso do agente administrativo, a exigência é apenas para nível médio.

6 – Concurso Público do Instituto Nacional do Seguro Social

O INSS aguarda autorização para preencher quase 17 mil vagas. O pedido para os cargos de técnico, analista e perito foi feito ao Ministério do Planejamento.

Do todo, ao menos 7 mil vagas terão que ser preenchidas ainda este ano, garante os especialista. Outras serão para excedente da seleção natural.

7 – Concurso Público da Policia Civil de São Paulo

Esse é um dos concursos públicos para 2018 que já está autorizado.

São diversos cargos e os preparativos está pausado na escolha da banca organizadora do certame, que vai visar o preenchimento de quase 3 mil vagas. A maior parte é para o ensino médio, sendo que há também para o nível superior.

O salários são de até 10 mil reais.

8 – Concurso Público do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região

Também está autorizado para as vagas de técnico e analista.

O TRT2, como é chamado, compreende toda capital paulista e diversas cidades menores da região e foi autorizado a abrir uma seleção com vagas nas carreiras judiciárias.

No momento, o órgão está em fase de levantamento de pessoal para verificar a quantidade de postos que precisam ser preenchidas pelo novo certame.

9 – Concurso Público do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região

Para técnico e analista, o concurso também está autorizado.

O Tribunal fica em Campinas e tem jurisdição em quase todo o interior do estado.

O novo concurso público terá vagas para níveis médio e superior de ensino.

Sendo que a banca organizadora está definida e em breve será assinado o contrato de prestação de serviços.

10 – Concurso da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária de São Paulo

São vários cargos para o concurso que já está autorizado, também.

A SAP/SP programa para o começo deste ano o lançamento dos seus editais, sendo que visa o preenchimento de quase 500 novas vagas distribuídas em cargos de nível médio e superior.

A banca organizadora também será escolhida nos próximos dias.

11 – Concurso Público da Companhia Metropolitano de São Paulo

O concurso ainda está aguardando autorização para diversos cargos.

O metrô de São Paulo quer abrir ainda no começo deste ano um concurso público para o preenchimento de vagas para agente de segurança, que precisa de nível médio completo e altura de 1,70 metros para homens ou 1,65 metros para mulheres.

12 – Concurso Público da Junta Comercial de São Paulo

Aguarda autorização para técnico, analista e especialista.

A Jucesp ainda aguarda o aval do governador Geraldo Alckmin para realizar o concurso para 70 vagas, sendo 35 para técnicos (ensino médio).

Os salários podem chegar a 6,5 mil reais.

13 – Concurso Público da Câmara dos Deputados

Com a falta de pessoal, especialmente técnico e analista, o concurso deve ser aberto em 2018.

A expectativa, de modo geral, é muito grande e a competição também, considerando que os salários são de mais de 13 mil reais e mais de 20 mil reais.

14 – Concurso da Polícia Civil de Minas Gerais

Este faz parte dos concursos já autorizados.

As vagas são para delegados e o processo seletivo vai ofertar mais de 70 oportunidades.

O passo atual é escolher a banca organizadora.

15 – Concurso Público da Secretaria da Fazenda do Distrito Federal

É um dos concursos mais buscados pelas pessoas e neste ano vai ofertar mais de 100 vagas para auditor fiscal – porque já está autorizado.

Para concorrer ao cargo, é preciso ter curso superior em qualquer área.

Outros concursos e suas previsões

Além desses citamos acima, também há outras previsões. Separamos as principais. Veja.

ABIN – autorizado para 300 vagas. Falta o edital.

ANA – em análise pelo Ministério do Planejamento para 88 vagas.

Ancine – em análise pelo Ministério do Planejamento para 15 vagas.

Aneel – em análise pelo Ministério do Planejamento para 148 vagas.

ANTT – aguarda autorização e edital para 700 vagas.

Banco Central – em análise pelo Ministério do Planejamento para 990 vagas.

BNDES – aguarda autorização e edital para várias vagas.

Correios – aguarda autorização e edital para 2 mil vagas.

CVM – em análise pelo Ministério do Planejamento para 128 vagas.

DEPEN – em análise pelo Ministério do Planejamento para 1,4 mil vagas.

DNIT – em análise pelo Ministério do Planejamento para 360 vagas.

FBN – em análise pelo Ministério do Planejamento para 132 vagas.

Funarte – em análise pelo Ministério do Planejamento para 200 vagas.

Funasa – em análise pelo Ministério do Planejamento para 459 vagas.

IBAMA – em análise pelo Ministério do Planejamento para 1,6 mil vagas.

ICMBio – em análise pelo Ministério do Planejamento para 1,1 vagas.

INMETRO – em análise pelo Ministério do Planejamento para 435 vagas.

IPHAN – em análise pelo Ministério do Planejamento para 516 vagas.

MEC – em análise pelo Ministério do Planejamento para 688 vagas.

MinC – em análise pelo Ministério do Planejamento para 102 vagas.

Ministério da Fazenda – em análise pelo Ministério do Planejamento para 1,3 mil vagas.

MMA – em análise pelo Ministério do Planejamento para 158 vagas.

MME – em análise pelo Ministério do Planejamento para 145 vagas.

MTE – em análise pelo Ministério do Planejamento para 2,5 mil vagas.

STM – em análise pelo Ministério do Planejamento para 41 vagas.

Susep – em análise pelo Ministério do Planejamento para 290 vagas.

Tesouro Nacional – em análise pelo Ministério do Planejamento para 120 vagas.

Curiosidade – Concursos mais Difíceis do Brasil 

A lista pode se estender a cada dia, mês ou ano, mas para hoje, sem dúvidas, esses são os mais difíceis. Veja!

Magistratura Federal

Esse concurso é muito conhecido pela sobra de vagas! E isto não é uma resultante da falta de preparo de candidatos, mas sim da dificuldade das provas, além das fases, que são muitas.

Para ser um Juiz Federal, o candidato tem que passar por testes objetivos, prova de sentença, prova oral e prova de títulos. Ao menos da área federal, esse concurso é o mais difícil.

Porém, não a toa, os interessados também são muitos, a começar pelo salário inicial, que é de mais de 30 mil reais!

Procurar da República

O salário inicial é o mesmo do Juiz Federal e também por isso é considerado um dos cargos mais atraídos pelos candidatos que tem graduação em direito.

O nível da prova é complicado e muito alto e possui as mesmas fases da prova para Juiz Federal.

A diferença é que o reconhecimento é um pouco mais plausível do que o de Juiz, no entanto, também sobram vagas como na Magistratura.

Existem candidatos que miram o Concurso de Juiz e acabam por ser aprovados no de Procurador.

Consultor Legislativo da Câmara dos Deputados e do Senado Federal

A dificuldade da prova e o número de testes é que levou esse cargo ao topo da lista.

A concorrência dos candidatos é muito grande porque a maioria deles são altamente qualificados, além disso, tem o diminuto número de vagas (as vezes com 1 ou 2), além de ter uma pequena falta de regularidade em certos certames.

O salário atrai os candidatos: 28 mil reais.

Prático de Navios

Tem um salário tão bom que você pode ficar milionário facilmente em um único ano de trabalho.

E aí entram algumas curiosidades: é um concurso altamente desconhecido no Brasil e, além do mais, as provas tem uma dificuldade gigantesca, que envolvem provas orais e práticas, inclusive, em língua estrangeira.

Por ser um concurso público não tão constante, a dificuldade é ainda mais aumentada.

Normalmente, os candidatos que miram esse cargo já estão empregados em outros de nível alto, mesmo porque ele exige uma especificidade grande com matérias e pré-requisitos de cursos voltados à área naval.

O trabalho é dividido em plantão e cada um desses plantões rendem até 10 mil reais, já o salário inicial é de 100 mil reais, aproximadamente.

Cartórios

É um concurso exclusivo para os formados em direito, com matérias bastante específicas.

Quem estuda para esse tipo de concurso acaba por não aproveitar as demais matérias, o que faz com que os candidatos sejam altamente qualificados, inclusive, com já atuações como juízes, procuradores ou consultores legislativos.

O salário inicial é muito variável, conforme a função, mas alguns podem chegar à 200 mil reais.

Diplomata

Se formos falar do Poder Executivo Federal, então o Diplomata é o cargo mais difícil de alcançar. O número de vagas é super limitado e tem uma grande cobrança de conteúdos, com diversas fases, o que exige muita preparação dos candidatos.

Com as matérias restritas, os candidatos costumam focar muito nesse cargo, o que dificulta outras aprovações. Mas, para quem conseguir êxito, o salário agrada: 16 mil reais.

Analista de Processo Legislativo da Câmara e do Senado

Os especialistas dizem que metade de Brasília estuda para esses cargos, já a outra metade queria estudar também.

Essa ironia deve-se ao fato de o número de candidatos que disputam o concurso ser um dos mais altos e, como consequente, as notas também costumam ser altíssimas.

A maior dificuldade não é acerca do conteúdo em si, mas sim na quantidade de matéria que precisa ser estudada. Se pensarmos nas fases, também veremos que não é tão fácil assim. Existem candidatos que estudam por 5 anos apenas para esse cargo.

Afinal, um salário de 22 mil reais parece agradar!

Auditor Federal de Controle Externo do TCU

O concurso é um dos mais disputados da área de controle e fiscalização. Tem muitos candidatos e a maioria de alto nível, sendo que já ocupam cargos como CGU, Tesouro, MPOG, Bacen e outros.

O número de matérias também é alto, assim como o status do órgão, que foi eleito como a Melhor Administração Pública para se trabalhar, em 2014, conforme a Revista Exame.

O salário inicial é de 18 mil reais.

Auditor-Fiscal da Receita Federal

É a menina dos olhos dos concurseiros, ou seja, com muitos candidatos, é muito concorrido e fica entre os mais difíceis do país. As matérias são bem especificas na área de exatas e, por isso, atrai muitos engenheiros, contadores, administradores e economistas.

O nível dos candidatos é alto, assim como a concorrência e o salário inicial também aumenta o interesse, sendo de 17 mil reais.

Com informações da uol e concursosnobrasil

Os 15 principais concursos públicos previstos para 2018
5 (100%) 1 vote

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.