Guia prático para estudar desde o começo do ano com qualidade

0
225

A maioria das pessoas tem o mau hábito de sempre dizerem que o tempo para estudar para uma prova é curto demais. Lógico, algumas esperam o edital sair.

No entanto, há uma maneira de conseguir o resultado esperando: estudando com qualidade desde o começo do ano.

Se você tem dicas e técnicas para antecipar os estudos por que vai esperar o edital sair?

Isto é provado na prática: basta analisar os estudantes do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio)… Aqueles que começam a estudar, o ano letivo, desde o início do ano conseguem ter as melhores notas.

Portanto, nesse começo de ano faça diferente: comece a estudar hoje!

Isso pode fazer muita diferença no futuro (no dia da sua prova) porque você vai conseguir visualizar mais conteúdos, tirar as possíveis dúvidas e ter mais tempo para levar uma vida tranquila, entre lazer e estudo.

Bem, não há muitas dúvidas de que começar a estudar antes é benéfico para quem tem uma prova difícil pela frente. A grande questão mesmo é: como começar a estudar desde o começo do ano?

E é sobre isso que vamos falar neste artigo.

Guia prático para estudar com qualidade

Fizemos um guia rápido, simples, mas muito importante para você que está nessa fase. A ideia não é jogar um monte de tópicos e dizer: “siga-os”. Nada disso. Nós queremos que você comece a se observar sobre como está sendo o seu comportamento.

Óbvio que quanto mais desses itens você conseguir produzir, melhor será seu desempenho no final – porque estamos falando em dicas verdadeiras e reais, nada de fórmula mágica.

Independente de quando, você vai ter que estudar se quiser passar, portanto, que seja logo.

Saiba o que você realmente quer da vida neste ano

Se o seu objetivo é procurar um trabalho melhor, cuidar de uma pessoa que está doente, viajar o mundo todo… Talvez seja muito complicado você passar em um concurso público, por exemplo. Ainda que isso seja possível.

O ideal é você ter em mente o objetivo de ir bem na prova – seja vestibular ou concurso.

Porque quando realmente queremos algo, somos capazes de conseguir.

E, vamos falar a verdade, tomar essa decisão não é tão fácil assim: muitas vezes, temos que ir contra a opinião dos nossos pais, ir contra as nossas dificuldades cotidianas (transporte, dinheiro, local de estudo).

Mas, como falamos, quem quer algo, já tem um passo importante para conseguir: a meta!

Torne-se uma pessoa organizada em todas as áreas

Está bem: você não precisa ser aquela pessoa muito metódica e que não consegue ficar 1 minuto sem cumprir o cronograma. Não precisa ser assim – apesar de que isso poderia ser interessante para você manter a meta em destaque.

Ser organizada, neste caso, é o mesmo que conseguir ter horários para fazer as várias coisas que você precisa: trabalhar, estudar, se divertir, comer, dormir. Tudo isso é importante na vida de um estudante.

Entenda que mesmo que você tenha um sonho de passar em um concurso público super difícil, a sua vida não pode ser só estudar – porque não é isso que vai te levar ao sucesso. Você tem que ter equilíbrio.

E se estamos falando em equilíbrio, note que você não tem que ter mais tempo para o lazer do que para o estudo – mas deve haver um meio termo nisso.

Seja realista consigo mesmo

Será que você está sendo justo par alguém que quer passar na prova? Seja leviano na hora de pensar em se divertir, mas seja sincero também na hora de estudar muito e com qualidade.

A Universidade da Carolina do Norte é uma instituição especialista em estudo e afirma, em seu site, que: “os procrastinadores tendem a ser heroicos em relação ao tempo: eles estimam que levarão 2 horas para completar uma tarefa para a qual a maioria das pessoas levariam 4”.

Na hora de fazer o seu planejamento, descubra quanto tempo leva, ao menos na média, para efetuar as tarefas. E, nesse cronograma, inclua os imprevistos e as ininterrupções.

Em um dia disposto, você pode levar apenas 30 minutos, só que em um dia sem motivação, o tempo seria de 1 hora para resolver todas as questões de gramática.

O ideal, nesse caso, é ser realista.

O importante é começar agora

Timothy A. Pychyl é um especialista em procrastinação também. Ele afirma que deixar tudo para depois pode virar mania na vida dos estudantes, o que é um péssimo hábito.

A dica dele é trocar o “depois eu faço” pelo “vou resolver logo isso”. Isso é fundamental para quem quer vencer a prova lá na frente.

Pychyl também diz que quanto mais uma pessoa enrola, mais complicadas as tarefas ficam. Porque elas se acumulam e por que o conteúdo está fresco na sua memória.

Aula dada é aula estudada

Essa é uma expressão muito usada pelos cursinhos de todo país e traz um ensinamento importante para quem também está estudando sozinho, de cada.

Aula dada é aula estudada quer dizer que estamos falando da memória. Se você viu uma aula hoje (que pode ser palestra, vídeos, presencial, o que for), o ideal é você fazer atividades sobre o tema hoje mesmo, que é quando o assunto está recente na memória.

Isso ajuda a fixação de informações e vai ser importante para evitar o famoso branco.

É claro que estamos falando de um comportamento que é ideal, mas que se não der para ser seguido tudo bem porque você deve considerar também outros fatores: como uma boa noite de sono.

Não vai adiantar ir dormir as 3 horas da manhã para ficar fazendo exercícios e acordar as 6 horas para ir trabalhar. Nesse caso, não vale a pena.

Mas, se você tem tempo, faça isso: aula dada é aula estudada.

Priorizar os assuntos que serão estudados

O edital quase sempre é extenso – há uma lista quase que infinita de temas que vão cair na prova, não é verdade? Priorizar é saber o que tem que ser estudado primeiro e com qual proporção.

Porque, acredite, você não vai conseguir estudar tudo da mesma forma e com a mesma intensidade, logo, o jeito é selecionar os mais importantes.

Ah, e entenda que priorizar não é deixar umas coisas de lado, nada disso. Mas é dar mais importância para alguns temas que podem fazer a diferença na sua prova. O que os especialistas dizem é para avançar com os estudos mais relevantes primeiro.

Para fazer essa análise, basta pensar nos seguintes itens: básico (análise de questões), intermediário (correlação indireta) e avançado (traçar o perfil ideológico da banca). A partir disso, você sabe o que precisa estudar com prioridade.

Se você tem base sólida para começar os estudos, basta usar técnicas eficientes para compreender bem os assuntos e não esquecer mais o que foi estudado.

Evite as distrações durante o momento do estudo

Já falamos que ter um lazer é importante, portanto, considere isto quando for se distrair com algo durante o estudo.

O exemplo mais simples é a internet. Ela é sim uma ferramenta muito positiva na hora de buscar conteúdos programáticos e dicas para estudar. Só que também é um campo aberto para as distrações – estamos falando especialmente em redes sociais.

Então, a dica é a seguinte: na hora do estudo, estude mesmo. Desligue a TV, deixe o celular no modo avião, pare de pensar no videogame e evite tudo que for distração.

Se o seu caso é mais sério e você é um procrastinador profissional, então, a saída é tomar atitudes mais drásticas, como instalar programas que inibem acesso a certas páginas, desinstalar jogos de aplicativos.

Preste atenção no horário de estudo

Existem pessoas que gostam de estudar de manhã, outras a tarde e outras a noite. E não há nenhum problema nisso.

O fato é que, conforme pesquisas, o mais recomendável é estudar até o começo da noite (por volta das 19 horas). Isso para quem faz cursinho e estuda de manhã e a tarde. Nesse caso, o período da noite tem que ser para descanso, quase que obrigatoriamente.

Para quem trabalha em um dos períodos diurnos, então, ai o cronograma deve ser diferente e o estudo a noite tem que ser feito – mas sem exageros.

Também conforme o horário, a recomendação é sempre folgar no domingo. Ao menos 1 dia semana, conforme pesquisadores, o estudante precisa ter um tempo para “ficar a toa” e descansar o cérebro.

Estudar é uma profissão – por isso, leve a sério

Esse tópico é um complemento do que foi citado acima, portanto, uma dica para você evitar desculpas e começar a estudar agora mesmo.

Se você vai entrar numa faculdade ou vai sentar em uma cadeira pública, então, terá uma profissional oficial, logo, a sua caminhada até lá é, no mínimo, um treino. E, sendo um treino, faz parte da profissão também.

Faça cronogramas e siga-os. Isso é o que você faria se trabalhasse em um escritório, não é mesmo? Comece a adquirir a responsabilidade de começar agora mesmo a ser um profissional dedicado, comprometimento e que traga resultados a sua empresa.

Não Use Ilícitos

Durante o estudo e no dia da prova, muitas pessoas optam por usar produtos ilícitos, como drogas, a fim de manter-se acordado por mais tempo. Esses elementos diminuem sua capacidade de concentração, causando efeito contrário.

Se estiver com sono ou cansado, opte por dormir alguns minutos, tome um banho gelado ou faça exercícios de alongamento – não brinque com a sua saúde durante a preparação.

Cuidado com os gatilhos de ansiedade

Às vezes não basta dominar suas próprias emoções – é preciso ir além.

Em um processo de estudo (que é longo e árduo), os estudantes ficam expostos a diferentes gatilhos de ansiedade, como a cobrança dos familiares pela aprovação, pela abertura do edital ou pela proximidade do dia da prova.

Livrar-se desses gatilhos tem a ver com controlar as emoções e evitar as cobranças.

Pegue gosto pelo estudo

Ok, ok. Ninguém aqui está falando que estudar álgebra ou aritmética é a coisa mais legal do mundo. Tá bom?

Mas, há muitos estudos que indicam que quanto mais uma pessoa se interessa e pega gosto pelo estudo, mais chance de aprender e com mais qualidade ela tem. Então, se você quer sair na frente dos outros candidatos, faça isso.

A ideia tem que ser pensado como na hora de comer legumes, você já passou por isso?

No começo quase ninguém aceita comer legumes. Mas, com o tempo, passamos a ver que isso é necessário porque é saudável. Assim, começamos a comer aos poucos e quando vemos já nem achamos tão ruim assim. Isso porque a gente cria hábitos.

Estudar tem que ser um hábito, um hábito saudável, promissor, positivo e que vai te ajudar a se tornar um profissional melhor.

Use técnicas que ajudem na memorização de informações

Fazer redações constantemente, resolver provas anteriores, revisar o conteúdo, usar flash cards… E muitas outras técnicas são importantes para quem está estudando no longo prazo.

Leve em conta que este tipo de estudo é positivo porque abrange todas as matérias de forma completa. Só que como o tempo é longo, revisões (principalmente) tornam-se fundamentais.

As pessoas costumam considerar essas técnicas como sem importância, mas o fato é que quanto mais um estudante consegue memorizar o conteúdo, mais facilidade ele tem na hora de responder as questões da prova.

Observar as Bancas Examinadoras

Elas são as responsáveis pela elaboração, divulgação e organização do concurso público.

Normalmente, é composta por professores permanentes ou contratam alguns especificamente para a elaboração das questões das provas.

No país existem várias bancas e, por isso, é tão importante conhecer cada uma delas, conforme o concurso a ser prestado. Se você já sabe qual é a sua prova, confira abaixo as informações preliminares de cada uma delas.

Quanto à criação das provas dos concursos públicos, o órgão passa à banca organizadora o perfil do candidato desejado e com esse limite de proficiência mínimo estabelecido, caberá a banca desenhar o processo de forma eficiente.

Quanto maior é o processo, menor é o risco de alguém não ter as habilidades necessárias e exigidas. Ao menos, na teoria.

Assim, por mais rigorosa que seja a avaliação, sempre o candidato vai ter chances estatísticas de passar e outros de não serem aprovados, por inaptidão.

Para ir um pouco mais além, e falando em termos informais, algumas pesquisas indicam que, na média, a cada 20 concursos públicos, existe 1 sortudo dentro todas as vagas, ou seja, alguém que passou “por sorte”.

Esse número representa uma porcentagem de 0,05%. Mas, isso não quer dizer que ele não sabia nada, mas que tinha o mínimo para ter sucesso.

Portanto, a outra grande parte, que á maior parte, representa as pessoas que estudaram muito, inclusive, buscaram conhecimentos sobre as bancas.

Explique o conteúdo a você mesmo

Após fazer uma leitura de um capítulo ou de um tema, faça uma auto explicação. Assim, você cria perguntas e você mesmo responde ou você faz uma explanação de uma aula, como se fosse um professor.

Quando fazemos esse stand up falando sobre um assunto pensamos mais nele e damos enfoque diferente do que quando apenas lemos. Essa atividade nos ajuda a fixar o conteúdo porque linkamos o que já conhecemos com as novas informações.

Agora, não vale você falar o que acabou de ler. Você deve explicar com as suas próprias palavras, está bem? Exatamente como se fosse um professor.

Uma forma mais efetiva de fazer isso é explicando o tema a outras pessoas. Monte um grupo de estudos e combine de fazer apresentações periódicas, onde cada um poderá falar sobre um tema – essa é uma ótima forma de aprender conteúdos.

E priorize fazer isso com aquele tema que você tem dificuldades porque a explicação é um excelente método para gravar informações. Na hora da prova você vai se lembrar daquela aula que deu, pode ter certeza!

Saúde e Alimentação

Pode parecer bobagem, mas faz toda a diferença. Se você dorme pouco, se alimenta mal ou está sempre pessimista, dificilmente vai conseguir criar um bom hábito de estudo.

Os estudos, como visto, não precisam ser de 24 horas diárias, mas, mesmo assim, podemos considerar ele uma maratona, já que exige concentração, tempo e disciplina.

Aquela coisa das dietas milagrosas, seja para emagrecer ou ganhar massa muscular, devem, sim, serem deixadas para outro período.

Lembre-se que “estudar para o vestibular” deve ser uma escolha e tem que haver um grau de prioridade. Então, se você decide por estudar, coloque isso como objetivo e foque nele.

Foco

Evite deixar tudo para a última hora, isso se chama procrastinar, que é quando você não faz acontecer e vai jogando tudo para mais para frente.

Sabe aquela história do “amanhã eu faço” ou “Depois eu vejo isso”, então, isso é um grande problema para muitos estudantes. É preciso foco e fazer acontecer, simplesmente.

Deixar tudo para a última hora é dar um tiro no próprio pé, então, se você quer uma ajudazinha nisso, o Renato Alves pode dar aquela força com as técnicas que ajudam a manter o foco nos estudos.

Isso é importante porque pode fazer você produzir mais e sem ver o tempo passar.

Leitura é obrigatória

Só vai mandar bem na redação quem ler muito, fim de papo! É regra, e aqui, infelizmente, não tem como falar em “sorte”, por exemplo.

Os livros obrigatórios, como o nome diz, são obrigatórios e incontestáveis.

As revistas semanas, que costumam ser mais leves, são indicadas para aqueles momentos de relaxamento e durante a consulta no médico, mesmo porque vai te ajudar a manter o foco, mesmo que o assunto não esteja, inteiramente, ligado ao tema do vestibular.

Os artigos de jornais são ótimos para você treinar o tema “atualidades” e para formar opinião crítica, que é fundamental durante a escrita da redação. Aliás, quer saber como mandar bem na redação? Leia.

E já os livros, seja de romances ou ficção, são muitos bons para treinar a criatividade, além de ser um prato cheio para o relaxamento e descanso do cérebro.

A leitura, de forma geral, ajuda muito na organização das ideias, e dá reportório de palavras e culturas, que vão te impulsionar exponencialmente para uma redação nota 100.

Sem contar que você deixa de ter erros bobos na gramática, concordâncias e ortografia, por exemplo. E se na sua prova terá questões dissertativas, além das de múltiplas escolhas, então, a leitura, para você, é mais do que obrigatório, valeu?

Crie formas de mensurar os resultados

Como saber se você está indo bem com os estudos, se está evoluindo com os temas? É preciso ter formas de mensurar isso e uma das melhores dicas é fazer isso através das provas anteriores.

E é muito importante considerar também que é através dos erros que a gente se torna melhor a cada dia. Sabe o famoso “é errando que se aprende”? Então!

Crie comportamentos saudáveis para passar em concursos públicos

Após a leitura deste artigo, não restam dúvidas de que para ser um servidor público, o estudante precisa criar métodos e comportamentos que vão condizer com esse objetivo.

O concurso público é um sonho buscado por muitas pessoas e nem sempre vence aquele que é mais inteligente, mas sim aquele que está mais bem preparado. Isso tem a ver com a sabedoria intelectual e também com o mérito pessoal.

Algumas pessoas acabam deixando as oportunidades passarem simplesmente por não terem tentado novamente ou se sentirem fracassadas. A esperança precisa ser um desses comportamentos, que somados ao estudo, devem trazer bons resultados.

Leia as dicas acima quantas vezes forem necessárias e faça de 2018 um novo ano.

Com informações da abril

Guia prático para estudar desde o começo do ano com qualidade
Vote nesse post

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.