Última Dica antes do Enem: a Ansiedade – 13 Maneiras Simples de Controlar

0
6

A data da prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) está próxima e os alunos começam a se perguntar o que fazer nesses minutos finais… A dica dos especialistas é manter o controle da ansiedade para que isso não atrapalhe o resultado final.

Se você é uma pessoa que não entende muito bem essa questão e nem se quer sabe o que é a tal da ansiedade, então, leia este artigo agora mesmo. Temos dicas fáceis e simples para você manter o equilíbrio e mandar bem no Enem.

No dicionário, a ansiedade é “o estado emocional frente a um futuro incerto e perigoso no qual um indivíduo se sente impotente e indefeso”. Conclui-se que é uma sensação de receio, falta de tranquilidade, medo, insônia e tudo acontece de forma subjetiva.

Bônus no Final do Artigo – Diversidade de Gênero é aposta para a Redação do Enem 2017

Nas pesquisas, a ansiedade é provada como a descarga da Noradrenalina, que informa o corpo que você está em estado de alerta. Quando ela se eleva, acontecem as causas mais primárias, como a dor de cabeça, falta de sono, taquicardia, tremores, dores de barriga.

E, na prática, a ansiedade é um sentimento normal e comum, que pode afetar todas as pessoas ao longo da vida. Os pensamentos ficam agitados, assim como o corpo.

Então, para começar controlar a ansiedade, o ideal é encontrar uma forma de reduzir essa agitação.

Se você duvida que ficar ansioso pode prejudicar o seu desempenho, então, confira o que diz Julio Peres, psicólogo clínico – “o nervosismo faz o hormônio cortisol, que está relacionado ao estresse, subir, o que pode bloquear a memória e a evocação dos conhecimentos”.

13 Maneiras Simples de Controlar a Ansiedade

Geralmente, a ansiedade acontece em momentos difíceis, decisivos e que precisam de concentração, tal qual o concurso público e o processo seletivo dos vestibulares, o Enem.

Portanto, confira essas dicas simples e vá preparado par ao seu exame.

1 – Reconheça a Ansiedade

O primeiro passo para controlar a ansiedade é saber que ela existe.

Muitas vezes nem tomamos conta do distúrbio e já estamos em pânico.

Tudo começa com uma questão difícil, depois, as mãos soam. E, por fim, as pernas trepidam, você começa a roer a unha, dá calafrios… Esse é um quadro típico de ansiedade.

Além disso, tremores, tontura, boca seca, braços rígidos são sintomas clássicos.

2 – A Noite de Sono

A primeira dica para combater a ansiedade é ter um corpo descansado. E a melhor forma de fazer isso é dormindo. Quando estamos ansiosos, porém, dormir se tornar um martírio.

Assim sendo, os especialistas da saúde recomendam que os estudantes vão para a cama no mínimo 1 hora antes do horário que você deveria dormir. Ir para a cama cria a sensação de que você vai dormir em breve.

Essa hora a mais, além de tudo, pode te ajudar a pensar no que te aflige e te auxilia a encontrar formas de colocar tudo em prática no dia seguinte.

Se você sofre de insônia, existem algumas dicas para conseguir dormir mais facilmente:

  • Ler um livro ou blog que você gosta,
  • Tomar um banho quente,
  • Trocar os lençóis da cama,
  • Ouvir uma música ambiente,
  • Se imaginar alcançando o objetivo,
  • Respirar vagarosamente.

Pesquisas comprovam que se você conseguir se concentrar no som da música ambiente, os seus pensamentos (do sistema nervoso) devem diminuir e, aos poucos, você ficará mais relaxado para dormir.

Mesmo que, com a rotina de estudos, você esteja acostumado a dormir poucas horas por noite, o ideal é dormir um pouco mais nas vésperas das provas, garantindo que energia suficiente para o próximo dia.

3 – Consuma Alimentos Saudáveis

Pode parecer simples, porém, é um exemplo importante para que todos entendam como os alimentos podem influenciar na ansiedade – a falta ou o excesso causam malefícios.

Mas a água é só um exemplo. Imagine agora as frituras, comidas gordurosas, bebidas alcoólicas, café… Tudo isso se for consumido em demasia faz mal à saúde e prejudica totalmente o nível de ansiedade dos estudantes.

O conselho é ter uma alimentação saudável, com ingredientes integrais, por exemplo. Isso ajuda a controlar a ansiedade.

4 – Faça um Planejamento do Trajeto

Enfrentar situações na qual já está acostumado é uma boa pedida para evitar a ansiedade. Portanto, evite imprevistos, visite o local de prova antes do dia, anote o endereço.

Análise também o transporte – ônibus, táxi, metrô. Com isso, no dia da prova, você já saberá que horas deverá sair de casa e onde estarão os pontos de ônibus, por exemplo.

5 – Música Relaxante

Se o candidato tem algum gênero musical de preferência (melhor ainda se for músicas calmas e relaxantes), ele pode ouvi-las no período que antecede a prova, isso também diminui a ansiedade do candidato.

Em qualquer momento de nervoso, mesmo durante a prova, vale muito a pena pensar na música – ela funciona como um controle do nervoso.

6 – Encontre um Amigo

É uma dica um pouco “batida” demais, no entanto, muito importante. E recomendadíssima por médicos especialistas, como os psicólogos.

No dia da prova, se você tem aquela pessoa que considera muito, que te agrada, que te ajuda, que te traz confiança, chame-a para ir contigo no local da prova.

Conforme pesquisas, as pessoas se sentem muito mais confortáveis quando falam com os amigos antes de momentos difíceis e decisivos, como os testes dos concursos públicos ou do Enem.

Aqui vale um adendo muito importante – só faça isso se o seu amigo não for tão ou mais ansioso do que você. Se ele for ansioso, melhor vê-lo apenas após o teste.

Além disso, outro ponto importante é quando encontrar esse amigo, você ter a ideia clara de que é preciso conversar sobre assuntos bons e leves, como seriados, filmes, músicas, histórias cômicas… entre outros temas.

Evite falar sobre a própria ansiedade ou sobre os simulados e as provas.

7 – Considere quem Não Vai Fazer a Prova

Sabemos que nos dias que antecedem os testes, os candidatos ficam muito informados e com relação muito próxima a outros candidatos. Isso até é saudável, mas para 1 dia antes da prova, a recomendação é considerar pessoas que estão fora dessa realidade.

É possível participar de algum jogo com os irmãos, primos, pais, avós. Também vale a pena pensar em atividades físicas (que não sejam violentas) e podem te ajudar a aliviar a tensão.

Observe apenas que se esses amigos te pressionam na busca pelos melhores resultados, melhor evita-los. E, em alguns casos, a solidão pode ser uma boa alternativa para esse dia.

8 – Esqueça os Concorrentes

Nos dias que antecedem a prova e no próprio dia, não é cômodo ficar pensando nos concorrentes – quantos estão mais bem preparados que você? Isso só vai ser pior para a sua concentração.

Se isso acontecer, tente desviar o assunto pensando no quanto tempo você dedicou aos estudos, nas noites mal dormidas, nos exercícios feitos e em toda dedicação que fez até chegar ao dia da prova.

“O maior equívoco que leva à ansiedade em uma prova é colocar a avaliação como parâmetro para seu bem-estar. O bem-estar tem que vir de sentir que fez o seu melhor”, diz o psicólogo clínico e doutor em neurociências Julio Peres.

9 – A Técnica da Respiração

A técnica diz que respirar devagar ajuda a diminuir a ansiedade, portanto, inspire-se lentamente e expire o dobro do tempo.

Geralmente, o que acontece é que a respiração acontece de forma involuntária, mas pode ser controlada por cada indivíduo, tendo a grande capacidade de acalmar o corpo e a mente.

Os praticantes de ioga, acupuntura e meditação garante que esse comportamento traz resultados positivos e tranquilizantes de maneira imediata.

Antes da prova, use cerca de 20 minutos ou mais e controle a respiração. Inspire lentamente e expire no dobro do tempo. Se você consegue inspirar por 5 segundos, solte a respiração em 10 segundos.

Se durante a prova acontecer algo que tire o aluno do sério, em um momento de nervosismo, dedique minutos para a prática até que a sua mente fique mais tranquila – com os pensamentos calmos, o rendimento será muito maior.

10 – Cuidado com os Detalhes das Provas

Antes de entrar na sala de prova, o candidato precisa se atentar à alguns detalhes importantes – ir ao banheiro, verificar os alimentos, o relógio, desligar o celular, encher a garrafinha de água.

No caso do Enem, por exemplo. O teste começa as 13h30, mas os alunos precisam chegar não mais do que as 13 horas, correndo o risco de perder a oportunidade de executar as questões. Mesmo porque alguns trâmites, como a inscrição, pode requerer algum tempo.

11 – Sair da Sala de Prova é Permitido

Se esse é um benefício dado ao candidato, então, faça uso sempre que for necessário.

Lembre-se que você pode sair da sala quantas vezes quiser, sem que haja limites para isso. Se durante as questões você ficar nervoso demais ou ansioso, vá ao banheiro, lave o rosto e feche os olhos. Faça a técnica da respiração.

E, nesses momentos, sempre se atentem ao fato de que se trata de uma prova difícil. Em 2015, o índice de abstenção do Enem foi de 25% e, portanto, você é um guerreiro por estar lá dentro da sala de aula. Considere essa oportunidade e tenha coragem.

12 – Você não vai conseguir responder todas as questões

Apenas se você for o novo Albert Einstein. Porque, do restante, todos os candidatos vão errar algumas questões ou não saber responder outras. Isso vale para o Vestibular e para os Concursos Públicos.

Em toda prova há questões mais difíceis do que outras, portanto, se o candidato não sabe responder alguma, não tem que ficar intranquilo com isso – até então, torna-se normal. A se considerar, tem áreas que você domina mais do que outras, não é?

O conselho para quem se depara com questões difíceis é marca-la com algum sinal e prosseguir para a próxima até encontrar uma pergunta que seja mais fácil – experimente começar pelo tema que você mais gosta.

13 – Persistência é Fundamental

Se estivermos muito pressionados a passar na prova a qualquer custo, então, teremos que trabalhar muito bem com a ansiedade e o nervosismo. É importante saber que não ir bem a alguma prova não é o fim do mundo e você terá outras oportunidades no futuro.

“Muitos entendem concursos como o Enem ou o Vestibular como algo categórico, sucesso ou fracasso. Não ponderam que não são sistemas avaliativos por si só, mas que envolvem fatores diversos, dentre eles o número de concorrentes”, diz a psicóloga cognitivo-comportamental Márcia Copetti.

O Controle da Ansiedade

Para sintetizar o assunto da ansiedade, o jeito é mudar hábitos comportamentais e fazer atividades físicas, incluindo o pensamento positivo, otimista e deixar a emoção de lado.

Saray Azenha é diretora pedagógica da Oficina do Estudante e afirma que o esporte ajuda a conter a ansiedade em época de estudos – “exercitar-se ativa os hormônios, como a adrenalina, responsável pela sensação de euforia e a endorfina, que causa bem-estar”.

“Para relaxar, tento dormir cedo para estar bem no dia seguinte. Meu passatempo é o celular e as redes sociais”, garante Rafael Gasparini, estudante do Enem.

A psicóloga também garante que ter contato com pessoas é importante – “para que os estudantes tenham disciplina, rotina, planejamento”.

A recomendação dela é ter alimentação adequada e noites de sono satisfatórias, sem estudar na véspera das provas, o que pode levar à exaustão, esgotamento da emoção e do cérebro.

“Eu sou uma pessoa mais tranquila, mas já vi vários amigos ficarem mal por conta da ansiedade. Eu faço Enem e vestibulares desde o segundo ano. É importante treinar para não deixar a ansiedade tomar conta”, conta Rafael.

Reprodução: Google

Consideração Importante

Se você se considera uma pessoa muito ansiosa todos os dias – e não apenas nos dias que antecedem as provas – a recomendação é buscar auxílio psicológico ou falar sobre isso com amigos e familiares.

O mundo moderno é palco para o transtorno de ansiedade generalizada.

Também não consideramos citar aqui alguns pontos simples, como as revisões periódicas e o planejamento estudantil que devem ter início desde o começo do ano.

Acabou a prova? Saiba como consultar o resultado do Enem 2017

Quando saiu o edital do Enem 2017 (Exame Nacional do Ensino Médio), o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) divulgou que as provas seriam aplicadas em dois domingos 5 e 12 de novembro.

Esse novo edital foi publicado no dia 10 de abril. Confira o cronograma das datas!

As Inscrições do Enem 2017

As inscrições do Enem 2017 se iniciaram no dia 8 de maio e foi até o dia 19 do mesmo mês.

A organização leva em conta o horário de Brasília, no Distrito Federal.

Para se inscrever, o candidato precisou se cadastrar no portal do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) – http://enem.inep.gov.br/participante.

Neste ano, a inscrição foi de 82 reais. Em 2016, o valor era de 68 reais.

Os candidatos que cursaram a vida estudantil no ensino público, pessoas cadastradas no CadÚnico ou em algum sistema do Governo Federal para famílias baixas puderem ter isenção da taxa.

Provas em 2 Dias

A mudança mais impactante divulgada no edital tem relação aos dias de provas – 5 e 12 de novembro. Isso porque a data representa 2 domingos e não um único final de semana, como era habitual.

Nessa alteração também foram envolvidas as áreas de conhecimento. No 1º domingo, foram aplicadas Linguagens, Ciências Humanas e Redação. No outro dia, Ciências da Natureza e Matemática.

O tempo da prova para o dia 5 é de 5h30 e para o dia 12, 4h30, devido à redação.

O Enem não mais terá condição de dar a certificação do ensino médio e todos os cadernos de questões vieram com a impressão dos nomes dos candidatos.

As mudanças, conforme o Inep, tem a ver com opiniões coletadas durante uma consulta pública que aconteceu entre janeiro e fevereiro deste ano. A finalidade é aumentar a segurança das provas e reduzir os custos em suas aplicações.

Resultado Individual do Enem 2017

Todos os candidatos que prestarem o Enem 2017 poderão saber seus resultados oficiais no dia 19 de janeiro do próximo ano. As notas ficam no site do Inep e o candidato precisa ter em mãos o número do CPF e a senha – usada durante o cadastramento.

As notas serão usadas também em programas de educação superior do MEC (Ministério da Educação e Cultura), que garantem o acesso à universidades e também para bolsas e financiamentos de cursos em faculdades particulares.

Notícia Importante: Provas do Enem somente aos Domingos

Essa é uma notícia importante e tem a ver com a atualização de notícias.

A partir deste ano, as provas do Enem serão todas realizadas aos domingos, sendo em dois consecutivos – antes acontecia em um único final de semana, sendo sábado e domingo.

A ideia também deve acontecer em concursos públicos que acontecem em mais de um dia.

O “respaldo legal” está nos fiéis da Igreja Adventista do Sétimo Dia e aos praticantes do judaísmo (que também não fazem essas atividades aos sábados). A novidade foi aprovada pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público.

O Projeto de Lei 6542/16 consiste na proibição da aplicação aos sábados, em todo Brasil, das provas do Enem e também nos concursos públicos.

Para este ano, o Enem já mudou e vai acontecer em dois domingos consecutivos. O Ministério da Educação avisou que o fato ocorreu após a realização da consulta pública – o projeto será analisado em caráter conclusivo.

Reprodução: Google

Diversidade de Gênero é aposta para a Redação do Enem 2017

Se você ainda não ouviu falar da “Revolução do Gênero”, então, talvez ainda dê tempo de se preparar um pouco melhor para o Enem.

Essa expressividade tem tudo a ver com a indústria cultural, que também tem a ver, por sua vez, com um nome muito intrínseco no tema: Pablo Vittar. Aí podemos citar ainda as séries: “Orange is the New Black” e “Sense8”.

Por fim, a novela global “A Força do Querer” trouxe o tema a tona, talvez, de uma forma que nunca ninguém havia visto.

Para quem vai prestar o Enem, a discussão é importante.

A ONU (Organização das Nações Unidas) lançou um documento chamado de “Livres & Iguais”, que cita que a identidade de gênero tem a ver com a experiência das pessoas com o próprio gênero.

Assim, o gênero que é designado no nascimento é chamado de cisgênero. Esta é a identidade da pessoa e está totalmente de acordo com as características físicas (genitais e hormonais).

Depois disso, existem outras opções – como as pessoas que não se identificam com o sexo biológico. Essas são as pessoas transgêneras, como acontece na novela da Rede Globo.

Yuri Branco é o primeiro homem trans a usar o nome social na faculdade (Universidade Veiga de Almeida). Para ele, a desinformação é uma das principais fontes do preconceito.

“As pessoas devem aproveitar o acesso à informação para aprender mais. Há quem confunde identidade de gênero com orientação sexual, algo que pode ser buscado na internet facilmente”, diz.

“Ao mesmo tempo, temos que ter paciência com quem deseja saber mais e perdoar as pessoas pela ignorância. Isso é diferente de alguém bem informado que escolhe ser preconceituoso”, pontua.

Yuri dá uma boa dica para os últimos dias que antecedem o Enem. Se você ainda não conhece muito do filme, pode investir seu tempo assistindo o filme “Meninos não Chora”, que é de 1999 ou podem optar pela leitura de “Viagem Solitária”, de João W. Nery.

Com informações da Geekiegames, Abril e Vestibular

Última Dica antes do Enem: a Ansiedade – 13 Maneiras Simples de Controlar
5 (100%) 1 vote

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA