Os 130 termos do mercado financeiro que mais caem em concursos públicos

0
53

Independente de qual prova você vai prestar, já deve ter sentido a sensação de desespero que dá quando não conhecemos o significado de uma palavra, não é? Isso acontece, normalmente, em provas de línguas.

Mas, é muito comum também quando o assunto é finanças.

Você acha que já estudou tudo que poderia e de repente cai aquela pergunta bem bobinha, só que ao invés de usarem “investidores”, os criadores usaram “acionistas”… E agora, será que a mesma coisa? Um investidor é um acionista e vice-versa?

A ideia desse artigo é justamente a de facilitar as coisas. Selecionamos as palavras e expressões do mercado financeiro que mais caem em concursos. Leia cada uma delas e evite ficar desesperado quando elas aparecerem na sua prova está bem?

1 – A Termo

É uma operação de compra e venda de ações (ou mercadorias) sob a condição de entrega do que foi negociado. Normalmente, acontece em prazo futuro e sob determinado preço, que é convencionado e aprovado por ambas as partes.

2 – Ação

É negociada no mercado de ações, da bolsa de valores. Logo, quem possui ações de sociedades anônimas é um acionista.

3 – Aceite

É o ato pelo qual uma pessoa se vincula à obrigação cambial, colocando sua assinatura no título contra ela sacada (normalmente, letra de câmbio ou duplicata).

4 – Acordo de Basiléia

Foi um acordo firmado em 1988 pelos Bancos Internacionais e que tem resoluções para o requerimento de capital próprio das instituições financeiras em função do risco das operações.

5 – ADR (American Depositary Receipt)

São papéis emitidos e negociados no mercado exterior, especialmente nos Estados Unidos.

6 – Ágio

É o prêmio estabelecido na troca de um valor com base no principio de que o transcurso do tempo é gerado de juros.

7 – Alavancagem

É um termo usado para designar a obtenção de recursos para realizar determinadas operações. É como um empréstimo de longo prazo, onde o investidor usa um dinheiro para investir e comprar ações.

8 – Alienação Fiduciária

É uma operação de alienação , em garantia, feita pelo credor pelo tomador de empréstimo. O fato é que logo a dívida seja saldada e a coisa alienada volta ao antigo proprietário.

9 – Amortização

É uma redução gradual de uma dívida através de pagamentos periódicos combinados entre o credor e o devedor.

10 – Ancora Cambial

É uma referência de valor oficial feita entre a moeda de um país com taxa inflacionária e uma moeda forte com pequenas flutuações no mercado internacional.

11 – Aplicação

É o uso de recursos para comprar títulos a fim de ganhar rendimentos.

12 – Aresto

É uma decisão judicial, sentença.

13 – Arresto

É a apreensão judicial do bem do devedor, ordenada pela justiça, como forma de assegurar ao credor a garantia da sua cobrança.

14 – ATA

É um registro por escrito de tudo o que ocorreu em certas reuniões.

15 – Ativo

É o conjunto de valores que representa as aplicações do patrimônio e de capital da empresa.

16 – Auditoria

É uma palavra que consiste na análise e avaliação de contas de uma escritura contábil.

17 – Balanço Comercial

Designa parte do balanço de pagamentos de um país, formada pelo conjunto de todas as importações e exportações.

18 – Banco Central

É a autoridade monetária governamental que funciona como o “banco dos bancos”.

19 – Bem Público

É um benefício concedido pelo estado para todos os cidadãos.

20 – Benchmarck

Significa ponto de referência e serve para que se estabeleçam comparações entre produtos, serviços, processos, títulos, taxas… E tudo que se encontra acima ou abaixo em relação ao que serve como referência.

21 – Blue Chip

É uma expressão destinada as empresas de grande porte e alto conceito no âmbito da bolsa de valores.

22 – Bolsa de Futuros

É o mercado de commodities em que os contratos de futuros em instrumentos financeiros ou as mercadorias físicas como o trigo e a soja são comercializadas.

23 – Bolsa de Mercadorias

É centralizado para as mercadorias, como os produtos primários de maior importância: café, açúcar, algodão. Isso minimiza a variação d preço.

24 – Bond

São títulos, bônus, obrigações, fianças, garantias.

25 – Bonificação

É uma vantagem concedida pelo vendedor ao comprador em uma transação comercial.

26 – Borderô

Denomina a relação de títulos de créditos que um cliente leva ao banco a fim de realizar uma operação de desconto ou cobrança.

27 – Bradies

São papéis da dívida externa de países emergentes que foram renegociados de acordo com as regras do Plano Brady.

28 – Break Even Point

É o ponto de equilíbrio entre o volume exato de produção ou de vendas.

29 – Broker

É um corretor que atua como intermediário entre duas ou mais pessoas em uma transação comercial ou financeira.

30 – Bull

É um especulador que espera uma alta do mercado.

31 – Câmbio

É a troca da moeda de um país pela divisa do outro.

32 – Carry-Back

É usada pelas empresas para evitar a incidência do imposto de renda, quando as perdas observadas em um período podem ser lançadas retroativamente.

33 – Carry-Over

É quando o detentor de um título pode adiar a data do resgate, recebendo juros pelo prazo maior.

34 – Cartel

É um grupo de empresas que, embora se mantenham formalmente independentes, fazem acordos para atuar em sintonia com os interesses comuns no domínio de mercado.

35 – Cash-Flow

É uma expressão para definir a movimentação de entradas e saídas do caixa de uma empresa.

36 – Caução

É o contrato pelo qual uma pessoa se obriga a satisfazer e cumprir as obrigações contraídas por um terceiro, se ele não cumprir.

37 – Certificado de Depósito Bancário (CDB)

É um dos títulos mais antigos dos bancos e uma forma de investir dinheiro. Os bancos usam os recursos para financiar seus projetos e o investidor ganha em juros.

38 – Certificado de Depósito Interbancário (CDI)

É um título semelhante ao CDB, porém de uso restrito às instituições financeiras.

39 – Cédula Hipotecária

É um tipo de crédito que é lastreado por hipoteca.

40 – Cesta de Moedas

É a forma de determinar o valor ponderado e moedas de diversos países, inter-relacionadas comercial e financeiramente.

41 – Ceteris Paribus

É uma expressão que significa “permanecer constante em todas as variáveis”. Na prática, é o mesmo que avaliar as consequências de mudanças de uma variável sobre outra.

42 – Circuit Breaker

É quando medidas são adotadas para evitar uma queda muito brusca na bolsa de valores. O objetivo é evitar a queda do mercado e permitir uma reavaliação das ordens.

43 – Clearing

É um termo inglês que significa a sistemática da compensação de cheques ou de contas entre bancos.

44 – Commercial Paper

É um título nominal para pessoa jurídica e de exclusividade que coloca no mercado um desconto a favor de quem investir pela rede de distribuição de mercado.

45 – Commodities

Significa mercadorias, produtos básicos, primários, como café, algodão, minérios.

46 – Compensação

É um ajuste de contas entre duas pessoas ou empresas, reciprocamente credoras e devedoras através do acerto dos valores.

47 – Concordata

É uma sentença judicial pela qual um comerciante esta com seus credores o modo de pagar o que lhes deve, fiando se há condições para efetuar os pagamentos.

48 – Confisco cambial

É um ato praticado pelo governo brasileiro a exportadores, que consiste na retenção de parte do valor, exibido, em moeda estrangeira, como pagamento pela exportação de bens.

49 – Consignação

É o ato de entrega de uma mercadoria, por parte do proprietário, a um comerciante e se obriga a prestar contas apenas da parcela que foi vendida.

50 – Contencioso

É um serviço jurídico ou uma consultoria de um banco encarregado dos litígios em justiça.

51 – Contingência

É o mesmo que contingente: reserva de produtos exportáveis e importáveis usada como medida de política protecionista.

52 – Conversão de dívidas

É a troca de títulos de dívida pública, vencidos ou a vencer, por outros com vencimentos a prazos maiores.

53 – Cooperativas

São sociedades de pessoas, com forma jurídica, sem fins lucrativos, constituída para prestar serviços aos associados.

54 – Correção Monetária

É uma sistemática concebida e implementada para atenuar o efeito da corrosão da moeda pelo processo inflacionário e atualizar os valores financeiros.

55 – Corretagem

É uma taxa cobrada em operações financeiras sempre que existir um intermediário entre o vendedor e o comprador.

56 – Cota

É um contingente ou uma porção de bens ou valores a ser entregues pelo sócio para a composição do capital social.

57 – Cotação

É o preço oferecido em bolsa ou câmara de comércio para a compra e venda de títulos.

58 – Crash

É a denominação para uma forte queda na bolsa de valores.

59 – Credit Rating

Significa um índice de crédito, uma avaliação da capacidade de pessoas ou empresas cumprirem suas obrigações financeiras.

60 – Currency Board

É uma situação em que o volume de dinheiro que circula internamente fica na dependência do nível das reservas internacionais.

61 – Custo Brasil

É a denominação genérica para uma série de custos de produção que tornam difícil ou desvantajoso para o exportador brasileiro colocar seus produtos no mercado internacional.

62 – Custódia

É a guarda dos títulos assumida por instituição financeira, departamento, bancos, corretoras.

63 – Comissão de Valores Mobiliários (CVM)

É uma autarquia federal vinculada ao Ministério da Fazenda, sendo que o objetivo é fiscalizar e disciplinar todas as operações em bolsa de valores ou mercado de capitais.

64 – Dação

É um acordo entre credor e devedor pelo qual um bem é dado em pagamento por outro que era devido.

65 – Day Trade

É a realização de uma operação financeira que tem liquidez no mesmo dia. Ou seja, é quando acontece a compra e a venda de uma ação no mesmo pregão, por exemplo.

66 – Dealer

É um intermediário de negócios. No Brasil, é exercida pelas instituições financeiras e pelo Banco Central.

67 – Debênture

São títulos de crédito causais que representam frações do valor de contrato mútuo, com garantia real sobre determinados bens.

68 – Default

É a declaração de insolvência do devedor, feita pelos credores quando as dívidas não são pagas nos estabelecidos.

69 – Deflação

É um fenômeno oposto à inflação.

70 – Depreciação

É uma reavaliação do valor dos equipamentos, considerando os desgastes gerados pelo tempo.

71 – Derivativos

São operações financeiras cujo valor de negociação deriva de outros ativos.

72 – Desvalorização

É a perda de um valor de um elemento patrimonial, por razões diversas.

73 – Disclosure

É um termo que significa a obrigação que têm todas as empresas que lançam títulos no mercado de revelar as informações relevantes da sua situação econômica.

74 – Dividendo

O dividendo é uma parcela do lucro que corresponde a cada ação – verificado o lucro da companhia, o balanço e outros resultados durante o exercício do período.

75 – Drawback

É um termo que significa devolução ou reembolso e tem a ver com o comércio internacional.

76 – Duplicata

É chamada de conta assinada e entende-se como um título que se extrai em consequência de uma venda mercantil ou prestação de serviços no pagamento a prazo.

77 – Endosso

É o ato de assinar nas costas do título de crédito à ordem. Ele transfere os direitos declarados nos títulos. É uma forma de fazer a transmissão de propriedade.

78 – Especulação

É quando a compra e a venda sistemática de títulos, ações, imóveis acontece com a intenção de obter lucro rápido e elevado – conforme a oscilação de preços.

79 – Estagflação

É a situação econômica caracterizada pela conjunção de uma tendência a estagnação ou recessão seguida de inflação.

80 – Estagnação

Fase de parada de crescimento.

81 – Eurobond

É um título com valor nominal expresso em dólares norte-americanos ou outras moedas.

82 – Exchange

Significa câmbio, troca.

83 – Export Credit

É o crédito de exportação.

84 – Factoring

É o contrato pelo qual uma das partes cede a terceira os créditos provenientes de vendas mercantis ou serviços – e passa a assumir o risco da inadimplência.

85 – Fiança

É a garantia contratual pelo qual uma pessoa se obriga a pagar a obrigação contraída por outra pessoa, caso não pague.

86 – FLAT

Significa sem juro e pode dizer também um cheque em transito entre instituições bancárias.

87 – Float

É o prazo de compensação e número de ações em circulação.

88 – Floating

Quer dizer flutuante e tem a ver com as obrigações de curto prazo periodicamente renovadas.

89 – Free on Board

É uma expressão para dizer sobre o uso corrente no comércio internacional que define o preço de uma mercadoria posta a bordo.

90 – Forfaiting

É uma operação de financiamento de títulos a receber semelhante ao factoring.

91 – Franchise

É o mesmo que franquia, concessão, isenção. Pode ser também uma parcela não coberta pelo seguro.

92 – Free Curency

É uma moeda conversível, de livro curso.

93 – Funding

É o mesmo que consolidar e isso tem a ver com a conversão de um débito de curto prazo ou de longo, mas que tenha a emissão de novos títulos.

94 – Fundo Mútuo

É o total dos recursos aplicados por um conjunto de investidores, sob a administração de uma corretora de valores.

95 – Fundo de Pensão

É um pecúlio ou uma poupança formada por um conjunto de pequenos investidores com o intuito de garantir para si uma pensão mensal depois de um determinado tempo.

96 – Fungível

É aplicado ao mercado financeiro e significa instrumento financeiro de valor equivalente a outro e facilmente trocável ou substituível.

97 – GAP

É uma fenda, brecha e em economia diz respeito ao déficit comercial ou escassez de dinheiro.

98 – Good Will

Boa vontade, ou seja, algo aplicado a uma atividade empresarial, que denota a reputação que os produtos gozam junto aos consumidores.

99 – Hiperinflação

É um caso especial de inflação em que os preços aumentam tanto que as pessoas não procuram reter o dinheiro.

100 – Hipoteca

É a garantia de pagamento de dívida dada a um credor, representada por um bem imóvel que permanece na posse do devedor.

101 – Holding

Caracteriza uma empresa que mantém o controle sobre outra pelo fato de deter a propriedade da maioria das ações.

102 – Hot Money

São aplicações em títulos ou no câmbio, que são atraídas por taxas de juros elevados ou diferenças cambiais significativas, de curto prazo.

103 – Iliquidez

É a falta de liquidez (de dinheiro) para realizar pagamentos.

104 – Inadimplência

É o não cumprimento de uma obrigação financeira, com cláusula contratual.

105 – Incentivo Fiscal

É a redução da carga tributária concedida a certas empresas com o objetivo de incentivá-las.

106 – Indexação

São mecanismos de política econômica pelo qual as obrigações monetárias têm seus valores em dinheiro corrigidos com base em índices oficiais do governo.

107 – Inflação

É o processo de aumento geral e persistente dos preços por forças de elevação excessiva da demanda dos custos dos fatores de produção e à depreciação do valor da moeda.

108 – Insider

É um termo usado no mercado de ações para dizer que uma pessoa que dispõe de informações privilegiadas sobre a situação de empresas que têm seus títulos cotados.

109 – Insolvência

A situação de uma pessoa que não tem dinheiro disponível e não pode honrar suas dívidas.

110 – Inventário

É uma relação pormenorizada dos bens e valores de uma pessoa ou firma.

111 – Investidor

É uma pessoa que investe seus recursos financeiros em negócios do mercado.

112 – Joint-Venture

É uma associação de empresas que dispõe de capital para assumir investimentos de risco com outras empresas para realizar projetos de investimento.

113 – Just-in-Time

É a quantidade necessária para destinar a um método que se aplica a administração da produção, destinado basicamente a redução dos estoques.

114 – Know-How

Se diz a experiência, quase sempre com referência a tecnologia.

115 – Leasing

É um arrendamento mercantil entre empresas para aquisição de bens. São contratos específicos, por tempo indeterminado, na qual o arrendatário tem a opção de comprar os bens posteriormente.

116 – Markup

Designa a diferença entre o custo total de produção e o preço de venda ao consumidor final, indicando o custo da distribuição.

117 – Meio circulante

Na economia, tem a ver com o volume do dinheiro em circulação no sistema econômico de um país, como parte integrante dos meios de pagamento.

118 – Mico

Ação que perde valor e totalmente a liquidez em determinado período.

119 – Money Market

Os mercados financeiros nos quais os recursos são emprestados a curto prazo.

120 – Mora

É o conceito jurídico definido do retardamento da solução de uma dívida tanto pelo credor como pelo devedor.

121 – Off Shore

É um banco que para exercer suas atividades internacionais se estabelece em um território onde se encontra privilégios especiais.

122 – Oligopsónio

É uma situação de um mercado em que a concorrência é imperfeita do lado da demanda, devido à presença de um número limitado a compradores.

123 – Penhor

É a entrega de um bem móvel por parte do devedor como garantia para o pagamento da dívida.

124 – Performance Bond

É uma garantia prestada por uma pessoa para assegurar alguém sobre o prejuízo resultante do inadimplente dos termos.

125 – Permuta

Em publicidade, é a negociação de espaço ou de tempo de um veículo, em troca de produtos ou serviços do anunciante.

126 – Pregão

É o anúncio em voz alta dos feitos na bolsa de valores.

127 – Project Finance

É o financiamento de projetos estruturado que permite dividir o risco.

128 – Pro-Rata

É uma expressão que tem a ver com a proporção. Os juros pro-rata, por exemplo, são aqueles definidos por uma taxa nominal, mas que seja proporcional ao tempo de vigência do empréstimo.

129 – Quarteirização

É a transferência da gestão dos serviços já terceirizados de uma grande empesa para outra instituição.

130 – Rating

É a avaliação e classificação de empresas que atuam no mercado de capitais, possibilitando ao investidor a definição do grau de risco que se assume.

Com informações do tudosobreconcursos

Os 130 termos do mercado financeiro que mais caem em concursos públicos
5 (100%) 1 vote

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.