Saiba o que comer para melhorar a memória no dia da prova

Será que existe uma resposta única ou verdadeira para a pergunta sobre o que comer para melhorar a memória? Muita gente logo pensa no bom e velho chocolate, né. Tem ainda quem fale das maças ou até mesmo do ômega 3, presente nos peixes.

Só que o que será que os especialistas dizem sobre isso? A verdade é que tem sim alimentos que colaboram e muito para o processo de memorização. No entanto, apenas consumir alimentos pensando nisso pode ser o seu maior erro na hora de fazer uma prova.

A gente tem o intuito de falar ou citar alguns alimentos que ajudam na memorização. No entanto, o foco não é esse. A ideia é a de trazer dicas sobre o quão importante é a alimentação durante o estudo, durante um exame.

O que comer para ter melhor memória

É indiscutível em toda área de pesquisa que os alimentos saudáveis são aqueles mais recomendados. Isso vale para tudo na vida, inclusive, na hora de pensarmos no estudo e no poder de concentração ou de memorização também.

Os alimentos saudáveis são aqueles como as frutas, os legumes, as folhas, as hortaliças, etc.

Por outro lado, aqueles alimentos que não são saudáveis, obviamente, não são recomendáveis. E isso tem uma explicação óbvia: eles não possuem valor nutricional que colaboram com o sistema cerebral e com a disposição do estudante.

Portanto, para quem quer saber o que comer para melhorar a memória, basta considerar que os alimentos saudáveis são sempre a melhor pedida. E aqueles que não são, de modo lógico, não devem fazer parte da sua dieta.

Quais são os alimentos saudáveis

Agora, nesse tópico, vamos falar sobre quais são os alimentos saudáveis. E você sabe que a lista é grande. Mas, a gente vai focar naqueles que são indicados para quem quer manter uma boa memória e a disposição para o estudo.

Anote aí! Do lado das frutas, a gente tem a maça como carro chefe. E também podemos incluir aqui os grãos e as castanhas. O chocolate também entra, só que não o chocolate branco, mas sim aquele mais amargo, que tem mais cacau na sua composição.

Você também vai gostar de ler: 47 Alimentos que ajudam a melhorar a memória

Além do mais, é muito interessante sempre pensar nos alimentos in natura. Tanto é que do outro lado da moeda, do lado negativo, a gente tem aqueles alimentos não naturais, que são os condimentados, os industrializados, etc.

Assim sendo, fica bem simples entender que alimentos saudáveis são indicados e os não saudáveis, não são tão bons assim.

A importância de uma dieta saudável

Agora que você já conhece o assunto e sabe considerar os alimentos saudáveis para ter mais disposição no estudo e mais chance de manter uma memória boa para o dia da prova, vamos falar da dieta toda.

Seja para o dia da prova ou os dias de estudo, ter uma alimentação saudável faz toda a diferença. Se você comer alimentos gordurosos, apimentados, industrializados pode ter problemas estomacais e de indisposição.

Agora, na contrapartida, uma maça, uma fruta, um alimento saudável vai trazer disposição e não vai lhe causar problemas no corpo, por exemplo. Assim sendo, temos aqui o fato de que uma dieta equilibrada é a melhor resposta para isso.

E ainda vale considerar o fato de que a dieta equilibrada e saudável inclui não apenas pensar em alimentos integrais e cereais e frutas, como também o tanto que se come e em quais horários. O certo você já sabe: comer a cada 3 horas e de forma nada exagerada, nem pouco demais.

Mas, em caso de problemas…

Agora, se você tiver tido algum problema com a alimentação no dia da prova ou durante um dia de estudo, considere que existem algumas alternativas inteligentes para você cuidar disso.

Por exemplo, qual é a recomendação dos especialistas para esses casos? Consultar um médico especialista. Ele vai poder orientar o paciente melhor sobre o que se deve fazer. Na maioria das vezes, alguma medicação pode fazer efeito, dependendo de qual for o diagnóstico.

Até mesmo porque mesmo que você saiba o que comer para melhorar a memória, pode ser que as vezes algo “desça” errado, né? Quem nunca passou por isso, ainda vai passar um dia. Portanto, é sempre bom saber o que se deve fazer nessa hora.

O mais importante aqui é nunca se automedicar porque isso pode gerar efeitos contrários. Até mesmo porque cada remédio tem uma função e uma dosagem que deve ser seguida.

Prevenir é melhor do que remediar

Para finalizar o conteúdo, o que a gente pode considerar aqui? Uma coisa é simples: comer bem é comer saudável e isso faz muito bem para você e para o seu corpo. O que reflete também no seu dia a dia, no seu estudo e na hora da prova.

Por outro lado, nem sempre é fácil se alimentar tão bem assim. Aí pode acontecer alguma coisa bem irritante, como dores e desconfortos. Nesses casos, que ninguém está imune, a dica é procurar a ajuda médica.

E, para terminar, o que a gente tem que saber é que é sempre melhor prevenir do que remediar. O que quer dizer que quanto melhor você se alimentar, menores as chances de você ter os problemas devido à alimentação. Não concorda?

Você, que está lendo este conteúdo, já passou por alguma coisa como essa? Alguma situação constrangedora, irritante, que te deixou sem condições de estudar ou de fazer a prova? Conte-nos através de comentários.