Ler é essencial para passar no vestibular – como adquirir o hábito em 5 passos?

0
7

No Brasil, até alguns anos atrás, a leitura era um hábito das pessoas mais abastadas (isso se explica pelo fato de só os ricos terem o dom da leitura).

Atualmente, a atividade é necessária para muitos fins, especialmente para conseguir boas notas em provas de vestibulares.

Se antes nem todo mundo conseguir ler qualquer silaba ou palavra, hoje os alunos que querem conseguir bons resultados precisam criar o hábito de ler constantemente – e não entender apenas algumas frases.

É no livro que está a resposta para várias perguntas e também a função de movimentar o cérebro de forma inteligente, criando novas conexões neurais e atuando em várias partes, como na criativa e na do pensamento lógico.

Criamos este artigo para falar um pouco mais da leitura e da importância dela na vida dos vestibulandos – confira cada tópico com bastante atenção.

A história dos livros impressos

O 1º livro impresso surgiu em 1436 a partir de uma invenção tipográfica de Gutemberg.

Os livros tinham letras irregulares e imperfeitas devido à ausência de paginação, assinaturas, títulos, margens, capítulos, pontuação… Mas, após 1.500 anos, com o aperfeiçoamento da imprensa, o livro se modificou e ganhou nova forma.

Isso possibilitou a tiragem e a divulgação em maior número – além de serem mais rápidas.

Para alguns historiadores, os livros abriram fronteiras para a construção de novos mundos. Neste caso, a leitura estaria intrinsecamente ligada à ideia de liberdade e de modernidade.

No Brasil, a leitura é uma atividade apreciada por poucos. As pesquisas dizem que os brasileiros leem em média 4,7 livros por ano, sendo que a maior parte é obrigatória pelas escolas.

Logo, a leitura torna-se diálogo, sendo que poderia ser uma troca muito mais estimulante.

Os Benefícios da Leitura para as pessoas

Separamos alguns dos benefícios que a leitura leva a vida das pessoas. O hábito precisa ser criado pouco a pouco e isso pode fazer surgir um grande efeito.

Se você não sabe por onde começar, teremos um bônus ao final do artigo indicando um passo a passo para você começar a ver a leitura com outros olhos. Leia!

A leitura aumenta o conhecimento

Um dos principais benefícios da leitura é o fato de dar ao leitor o conhecimento.

Portanto, esqueça essa ideia de que você vai descobrir se o mocinho ficou com a mocinha ou não. Ler vai muito além.

Você aprender novas palavras para o seu vocabulário, melhorar sua escrita, compreender melhor o senso crítico, entre tantas outras vantagens.

Os livros estimulam o conhecimento de novas culturas

É claro que viajar para todos os lugares do mundo poderia te trazer uma bagagem imensurável de cultura. Só que isso nem sempre é possível.

Neste caso, os livros abrem portas para sabermos como as outras culturas se comportam e por que são distintas da nossa. Além disso, é possível conhecer a história que nos levou a termos essa diferenciação.

Consequentemente, podemos lidar com o que é diferente de nós e dos nossos costumes – inclusive, com opiniões diferentes.

Ler habitualmente melhora a comunicação

Se você tem o hábito de ler terá vantagens como conhecer mais palavras novas, melhorar a escrita, melhorar a fala e, de forma geral, ter melhor comunicação nas suas mais variadas formas.

Se você tem mais assuntos na mente, com histórias e relatos, tem maior capacidade de puxar conversa com qualquer pessoa sobre determinado assunto.

Você pode, inclusive, se tornar especialista em um assunto a partir da leitura de vários livros do mesmo gênero.

A leitura nos torna mais reflexivos

Conseguimos formar uma opinião mais madura do que aquela que tínhamos antes.

Só que já leu, sabe o quão prazerosa é aquela sensação de: “nossa, como eu não havia pensando nisso antes” ou “eu realmente não sabia que aquele povo tinha esse hábito e essa opinião”.

A descoberta é algo que está totalmente ligado aos livros.

Muito mais do que isso, os livros nos fazem conhecer opiniões totalmente adversas a nossa. E isso é muito importante para o crescimento pessoal. O resultado é válido porque nos leva até um consenso ou, no mínimo, amadurecimento de ideias.

Os livros estimulam a criatividade e a imaginação

Quando uma pessoa lê, ela consegue se “transportar” para lugares de qualquer parte do mundo – ou além. Logo, a criatividade aflora.

A leitura aumenta a capacidade de memorização

Se você muito, com certeza, tem mais capacidade de memorizar histórias, relatos ou acontecimentos.

Isso porque a simples atividade de acompanhar as palavras de um livro faz com que o conteúdo fique mais tempo fixado no seu cérebro.

O hábito de ler aumenta a concentração

É impossível ler algum livro sem que você esteja totalmente dedicado e concentrado no que está lendo. Portanto, esse hábito treina a sua mente para a concentração e com o tempo, isso te ajuda em situações das mais adversas.

Inclusive, na hora de fazer a prova final para conseguir uma vaga na faculdade.

A leitura constante cria a “leitura dinâmica”

Essa é, inclusive, uma técnica de memorização muito usada pelos universitários.

Quem lê muito, consegue refletir mais rapidamente sobre ideias e isso influencia na agilidade com que lê os novos livros. É como se fosse preciso apenas passar os olhos e o texto já estará falando por si só.

Entenda que essa é uma leitura mais rápida, mas não significa que tenha menor qualidade.

Abaixo teremos um tópico falando mais sobre a leitura dinâmica… Leia Também!

O hábito da leitura diminui a chance de doenças mentais

Especialmente o Alzheimer.

Isso porque o cérebro necessita de treinamento para manter-se forte e saudável e a leitura faz isso de uma ótima maneira.

Os estudos sobre o tema são vários e todos provam que o hábito de ler estimula o cérebro e desacelera as doenças como demência.

A estimativa é que essa queda seja de 30%.

Os livros reduzem o estresse

Quando você fica entretido em uma nova história, o nível de estresse abaixa radicalmente.

Isto também está em pesquisas e prova que uma história bem escrita pode transportá-lo para uma nova realidade e te distrair dos problemas do momento.

Essa prática também tem a ver com o fato de ser uma ótima ferramenta para alcançar a paz interior – no quesito tranquilidade. Logo, o livro pode melhorar o seu humor.

A leitura torna as pessoas mais empáticas

Empatia é o fato de se colocar no lugar do outro.

Conforme um estudo da Psychology Today, a leitura aumenta a empatia das pessoas e a razão é óbvia: quando estamos lendo, nos conectamos com a realidade do outro (mesmo que fictício) e assim podemos entender o que é ser aquela pessoa.

Outro estudo, da Itália, mostrou que jovens que leram Harry Potter tem mais probabilidade de se solidarizar com as minorias sociais, inclusive, os homossexuais e os negros.

Quem lê consegue os melhores empregos

Conforme uma pesquisa da Universidade de Oxford quem lê de forma espontânea (ou seja, que não seja a obrigatoriedade dos vestibulares) tem mais chances de conseguir os melhores empregos do mercado.

Isso se deve a vários fatores, inclusive, a ampliação de vocabulário e a compreensão de conceitos abstratos.

A pesquisa levou em conta mais de 17 mil pessoas que tinha entre 16 e 33 anos… A conclusão foi a de que a única atividade substancialmente relevante foi a ascensão a leitura. Logo, quem dedica algum tempo aos livros tem um futuro mais brilhante.

Reprodução: Google

O que fazer para Começar a Gostar de Ler

Para ler tem que gostar!

Isso é o que as pessoas dizem, mas sem pensar que é um hábito que pode ser criado.

A leitura nada mais é do que um treino – que requer prática e persistência.

Se você quer saber como criar esse hábito, confira algumas dicas.

1 – Comece com séries ou best-sellers

Um best-seller é um produto literário que é muito vendido. E isso, normalmente, tem uma explicação simples: o público aceita a publicação.

A adoração deve-se ao fato de, muito provavelmente, ter uma linguagem fácil e divertida.

Começar por eles pode ser uma boa ideia para quem quer entrar no mundo da leitura.

Normalmente, as séries são vários livros e quando um termina você já quer ler o próximo porque há uma continuidade entre um e outro.

2 – Leia inspirações ou adaptações

Sabe o filme “Jogos Vorazes”? Então, ele saiu de uma literatura. O mesmo vale para Diablo 3, Divergente, A Culpa é das Estrelas, Godo f War…

Se você gostou do filme, há grandes chances de se atrair também pela leitura – que é muito mais rica em termos de detalhes.

3 – Conheça o seu gênero preferido

Cada pessoa tem um gosto próprio para leitura, portanto, nem todas as indicações que vai receber serão correspondidas por você.

O ideal, neste caso, é conhecer a si próprio.

Você não precisa, necessariamente, ler clássicos. Existem várias opções, como: ficção cientifica, terror, suspense, romance, fantasia… Entre tantos outros.

4 – Vá devagar e se não estiver gostando, pare!

Você não tem que insistir em algo que não gosta se não isso se tornará um martírio – o que é bem longe de ser prazeroso.

Tudo que é obrigação é chato, ok?

Se achar o começo um “saco”, pare de ler e troque por outro autor ou gênero.

Só que fique atento porque nem sempre você vai conhecer toda a narração apenas com a primeira linha da obra. Leia, ao menos, um capítulo inteiro – alguns autores demoram a engatar o enredo da história, mas depois “arrancam” de uma só vez.

5 – Tenha um horário para se dedicar aos livros

Como todo treino, a leitura vai exigir algum tempo do seu dia.

Se você anda de ônibus, até esse horário pode ser usado. Antes de dormir, também. Durante o almoço ou na saída da escola… Você é quem vai definir. O importante é fixar a rotina e se dedicar ao livro, ao menos 30 minutos diários.

Esse hábito tem a ver, inclusive, com a sua postura durante a leitura. O recomendado é ficar em uma cadeira, ereto, com a coluna apoiada. E, se for possível, opte por um lugar calmo. Mas, não faça disso uma dificuldade – algumas pessoas leem em qualquer lugar.

Curiosidade – Ler dá Sono?

As pessoas costumam acreditar e afirmar que ler dá sono. Porém, a questão está relacionada com o organismo e não com o meio – por exemplo, a sensação do sono incontrolável não é causada pelo livro propriamente dito. Entenda!

Quando ficamos muito tempo acordados, o nosso corpo começa a acumular adenosina no cérebro – essa substância inibia o “estado de vigília”.

Logo, há a vontade de dormir – e para isso você nem precisa de livros.

Se você opta por ler um livro à noite, entenda que o seu corpo já está com grande quantidade de adenosina, logo, você sentirá sono.

Também podemos citar a melatonina, que é produzida por uma glândula pineal a partir da serotonina, que também se inicia a noite (normalmente, duas antes do horário que a pessoa está acostumada a dormir).

Essa produção tem a ver com a baixa luminosidade – quanto mais escuro o lugar, maior a síntese. E isso, novamente, não tem a ver com o livro.

Portanto, cientificamente, ler não dá sono e sim o estado de cada pessoa, inclusive, com o ambiente e horário em destaque.

Para evitar criar essa sensação de sonolência, recomenda-se:

  • Evitar ler deitado na cama ou no sofá,
  • Manter-se com uma postura adequada,
  • Se sentir sono, faça alongamentos,
  • Procure ler temas que deem prazer.

Leitura Dinâmica, Como Funciona?

A Leitura Rápida com compreensão possui o objetivo de fornecer uma visão global do conteúdo que será abordado.

Seria como ir ao shopping sem levar dinheiro. Você faz um passeio pelo texto, verificando o tamanho do texto, a complexidade do texto, se possui imagens ou não, se você terá tempo para estudar aquele texto ou não.

Com a Leitura Rápida, você irá verificar se você irá avançar ou não na leitura. Ela é fundamental, mas não tem a pretensão de que você irá completar o texto, apenas para verificar se o conteúdo merece uma leitura aprofundada ou não.

A Leitura Dinâmica, é um tipo de leitura mais rápido que o normal, mas em um nível de compreensão que você consegue compreender o assunto.

Você lê o texto para aprender, mas aplicando as técnicas, você consegue ler de 3 a 6 vezes mais rápido que uma pessoa normal.

Estes tipos de Leitura pedem alguns pré-requisitos. Neste mundo de muita informação, é preciso que você tenha recursos para ler mais rápido.

Os Melhores Livros para Pegar Gosto pela Leitura

O Sol É Para Todos

Autor: Harper Lee

Sinopse:Trata de desigualdade social na Alabama nos anos 30. A obra, lançada em 1960, tornou-se sucesso e foi adaptada para o cinema, alguns anos depois do seu lançamento. O livro é referencia quando o assunto é racismo e preconceito.

Sugestão de Onde ComprarAmazon, por R$ 29.

Nada de Novo no Front

Autor: Erich Maria Remarque

Sinopse:Nada de Novo no Front foi escrito em 1930 e é um dos livros anti-guerra mais conhecido do mundo. Narra a 1ª Guerra Mundial sob a visão de um jovem soldado alemão. O livro também foi banido e queimado pelos nazistas.

Sugestão de Onde Comprar: Na Saraiva, na coleção Pocket, o livro custa R$ 19,90.

O Morro dos Ventos Uivantes

Autor: Emily Bronte

Sinopse:É uma narrativa contada pela governanta Ellen Dean, que descreve a vivência em uma propriedade rural do Condado de Yorshire, na Inglaterra.

Sugestão de Onde Comprar: A própria editora (LPM) vende o livro por R$ 27,90.

Ensaio sobre a Cegueira

Autor: José Saramago

Sinopse:A obra narra a história de uma cidade abatida por uma epidemia repentina de cegueira, em que somente uma mulher fica imune. A doença é uma metáfora utilizada para retratar a impotência humana, o preconceito e outros traços psicológicos e sociais da nossa existência.

Sugestão de Onde Comprar: A editora (Companhia das Letras) comercializa o livro por R$ 52,90.

A Cabana do Pai Tomás

Autor: Harriet Beecher Stowe

Sinopse:O livro foi escrito em 1862 e tornou-se o 2º best-seller mais vendido do século XIX, ficando atrás apenas da Bíblia. Ele narra a história do pai Tomás, um escravo afro-americano e é um “chute no estômago” quando o assunto é escravidão.

Sugestão de Onde ComprarAmazon, com preço sugerido de R$ 63,20!

 1984

Autor: George Orwell

Sinopse:O livro traz a história de uma sociedade (não tão distante) distópica que vive sob um regime totalitário. É nesse livro que surgiu o termo “Big Brother” e a inspiração para outras obras como “Laranja Mecânica”, de Anthony Buregess.

Sugestão de Onde Comprar: São várias edições, em vários sites. Uma sugestão é a Saraiva, onde o livro custa R$ 40.

A Selva

Autor: Upton Sinclair

Sinopse:Foi escrito em 1906 e explora as condições de trabalho, inclusive a extrema pobreza e a exploração vivida por trabalhadores imigrantes nas indústrias de carne de Chicago. Foi considerado um dos romances políticos americanos mais influentes do último século, o que levou à uma série de investigações nas indústrias, uma derivante da Lei de Inspeção de Carne.

Sugestão de Onde Comprar: Encontramos apenas uma edição (a 1ª edição) à venda no ebay, com valor sugerido de 2 mil dólares.

As Vinhas da Ira

Autor: John Steinbeck

Sinopse:A obra conta a história de uma família miserável de Oklahoma pela Rota 66 e retrata a Depressão e a Pobreza que forçou milhares de pessoas à migrarem para a Califórnia em busca de trabalho. O livro foi banido em lugares como Kern Country e Califórnia.

Sugestão de Onde Comprar: Na Livraria Culturahá uma versão de bolso que custa R$ 32,90.

O Mundo se Despedaça

Autor: Chinua Achebe

Sinopse:Foi escrito em 1958 e é um romance narrado acerca de uma sociedade tribal que está ruindo conforme chegam os missionários cristãos. O livro vendeu mais de 10 milhões de cópias e é uma ferramenta de estudo sobre o impacto do colonialismo na cultura africana e em sua identidade.

Sugestão de Onde Comprar: A própria editora (Companhia das Letras) vende o livro por R$ 44,90.

The Ragged Trousered Philanthropists

Autor: Robert Tressel

Sinopse: É a única indicação que não tem tradução, mas por se tratar de um livro escrito por um brasileiro, vale a pena. Foi escrito em 1914 e fala sobre um grupo de homens honestos que são explorados por capitalistas e foi narrado conforme o sofrimento das classes trabalhadoras durante o período Eduardiano na Inglaterra.

Sugestão de Onde Comprar: Na Amazon, por 19,99 euros!

 Amada

Autor:Toni Morrison

Sinopse:Conforme a autora, o livro demorou 3 anos para ter começo a ser escrito. Mas, depois, foi premiado. Publicado em 1987, o livro conta a história de uma escrava fugitiva que para não abrir mão de seus filhos para o seus “donos”, corta a garganta da filha. É considerado o melhor livro de ficção americana dos últimos 25 anos, conforme o New York Times.

Sugestão de Onde Comprar: Na Saraivacusta R$ 59,90.

Odisséia

Autor:Homero

Sinopse:Nossa citação sobre clássicos não poderia começar de outra forma. Odisseia narra grandes acontecimentos da Grécia Antiga, porém sem comprovação histórica. O livro é uma continuação da Ilíada, que narra, por sua vez, a Guerra de Troia. Já em Odisseia, o leitor embarca no enredo de Ulisses, um herói grego também chamado de Odisseu.

Sugestão de Onde Comprar: Na Saraivaestá R$ 31,90.

Dom Quixote

Autor:Miguel de Cervantes

Sinopse:A 1ª publicação é de 1605 e a obra tornou-se uma das maiores e mais populares do mundo ao contar a história de Dom Quixote de La Mancha, um fidalgo que começou a confundir realidade com fantasia após muitos anos de dedicação à leitura de romances de cavalaria.

Sugestão de Onde Comprar: Na Saraivapor R$ 20.

Dom Casmurro

Autor:Machado de Assis

Sinopse:É um dos livros mais populares da literatura nacional e conta a história de Bento Santiago, que vive em sua velhice tentando recuperar fatos da época em que era jovem para unir as duas pontas da vida.

Sugestão de Onde ComprarO livro pode ser baixado gratuitamente.

Com informações do escreverbem, administradores e abril

Ler é essencial para passar no vestibular – como adquirir o hábito em 5 passos?
5 (100%) 1 vote

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA