Como Estudar com Videoaulas? 5 Dicas Rápidas

0
162

As videoaulas surgiram como ferramentas indispensáveis para todos os estudantes que sofrem com a falta de tempo para o estudo. Sem poder ir à uma aula presencial, eles podem optar por essa forma de aprendizado que, sim, exige muita dedicação, mas que, ao mesmo tempo, pode trazer resultados surpreendentes.

Também do lado positivo está a flexibilidade de horários para estudo, assim como a facilidade em se guiar com o estudo conforme a necessidade de cada estudante, sendo possível pausar o vídeo em qualquer momento.

Além disso, é possível assisti-las em qualquer lugar do planeta, desde que tenha acesso à internet e em qualquer momento, como em finais de semana, feriados, madrugadas.

“As videoaulas facilitam a vida não só de quem tem um tempo escasso para frequentar um curso preparatório, como também conseguem chegar a lugares com poucas opções de transporte, onde as pessoas não podem se deslocar”, diz Juliano Colombo, que é professor do curso Verbo Jurídico.

“Mas, para ser bem-sucedido, o candidato precisa ser muito disciplinado, como se estivesse em uma aula presencial”, ele garante.

No Brasil, no entanto, os estudantes sentem dificuldades em estudar de forma solitária sem que tenha um professor ou orientador para guiar os passos deles durante o momento de estudo.

Por isso, fizemos este artigo com a intenção de mostrar como é possível estudar apenas com vídeoaulas e de forma prática, simples e objetiva. Confira.

Regra Número 1: Qualidade é mais Importante do que Quantidade

Antes de iniciar as suas videoaulas, vale a pena se atentar para a qualidade delas. Não saia comprando tudo que vê pela frente ou aquilo que parece ser o método mais extraordinário do mundo.

“Antes de comprar uma videoaula, busque referências do site com amigos e professores e em fóruns de concurseiros espalhados pela internet”, dizem os especialistas.

Tudo deve funcionar como em uma sala de aula, onde nem sempre conseguimos identificar a didática de um professor. No entanto, com as referências encontradas, é possível encontrar vídeos fáceis de serem compreendidos e que vão de acordo com o seu aprendizado.

Foque em materiais de estudos que se adequem ao seu método de estudo, seja pela forma com que os professores expõem o conteúdo, seja pelos recursos de edição que os vídeos oferecem, pela facilidade de assimilação das matérias ou pela preparação no dia da prova.

Observe que você precisa tirar o máximo de cada vídeo assistido.

Além disso, também é recomendável que você tenha foco em uma área de estudo, para que evite estudar apenas o mínimo de muitas matérias.

4 Passos para saber se o Ensino a Distância para Concurso Público funciona

Estudar à Distância Pode Dar Certo?

Lia Salgado é especialista em Concursos Públicos e fala sobre o medo que certas pessoas têm na hora de estudar sozinho, em casa, por vídeos.

“É possível estudar sozinho e muitos candidatos foram aprovados (em concursos top) sem nunca ter pisado num curso preparatório”.

Ela diz que a maior parte das pessoas que começa a pensar em concurso público não sabe por onde começar devido ao grande número de caminhos que existem na atualidade para chegar à esse sucesso profissional.

  • É mesmo necessário entrar em um curso preparatório?
  • Posso estudar por apostilas?
  • O curso online tem a mesma validade do presencial?
  • Estudar com colegas é interessante?
  • Preciso ter um consultor?
  • Posso estudar sozinho?

“Em primeiro lugar, não há jeito certo ou errado. O mais importante é o que funciona para cada um. Como as pessoas têm diferentes perfis, diferentes métodos podem ser adequados”, ela garante.

“Além disso, muitos deles podem ser conjugados, simultaneamente ou em etapas diferentes da preparação, conforme o candidato for ficando mais maduro e autossuficiente”, ela complementa.

Para ela, quem estuda sozinho precisa ter um perfil especifico, de uma pessoa que tenha disciplina e determinação para vencer as dificuldades.

“Normalmente, são pessoas que, em algum momento de sua vida escolar, já fizeram concursos e têm o costume de enfrentar grandes quantidades de conteúdos novos sem a ajuda de um professor”.

Sobre os Cursos Online ou as Vídeoaulas, a Salgado diz que eles estão sendo cada vez mais difundidos e “tem a mesma qualidade dos cursos presenciais”. Além disso, ela cita algumas vantagens:

  • Evitam o deslocamento do aluno (Ganho em Custo e em Segurança),
  • Podem ser assistidos em qualquer horário e repetidas vezes.

“São a solução para quem está longe de um grande centro e não tem curso preparatório de qualidade na redondeza. Também funciona para quem tem horário de trabalho irregular ou em escala, o que dificulta acompanhar o curso presencial”.

Por fim, a especialista dá duas dicas de ouro:

– “É preciso ter disciplina. Uma sugestão é marcar dias e hora para as aulas, de acordo com a rotina do aluno para ter maior proveito”.

– “É importante fazer anotações como se estivesse em uma sala de aula, para depois preparar um bom material de revisões”.

Por que o Ensino à Distância tem dado certo no Brasil?

Sidinei Rossi é gestor de cursos técnicos do Senac EAD e cedeu uma entrevista que foi publicada na internet onde falar sobre o ensino à distância.

Ele comenta que seja pela ampliação do acesso às tecnologias, pela flexibilidade de tempo ou questões logísticas ou até mesmo devido ao custo reduzido, o EAD tem crescido potencialmente nos últimos anos.

As informações estão comprovadas em uma pesquisa feita pela Educa Insights, que mostra que esse formato de ensino acumulou crescimento de 11,1% entre 2010 e 2015, de modo que a previsão é a de que em 2023 a modalidade corresponda à mais de 50% do mercado geral.

Confira trechos da entrevista e da opinião do especialista sobre o crescimento do EAD.

Reprodução: Google

O Sucesso EAD está ligado à qual fator no Brasil?

Por ser um país continental existem desafios significativos para levar a educação a todas as partes do país e a Educação a Distância é uma boa alternativa.

Além disso, o formato atende um público que, cada vez mais, tem dificuldade de deslocamento e se preocupa com os custos logísticos, sem contar com outras questões como a comodidade de estudar em casa, por exemplo.

Outro fator importante é que o EAD tem possibilitado a qualificação profissionalconstante para pessoas que têm dificuldades de tempo, tornando a modalidade mais acessível com o uso mais intenso da tecnologia pelos estudantes brasileiros.

5 Dicas Rápidas

Obviamente que são dicas que podem ser usadas durante todo o estudo, mas que são voltadas, principalmente, para aquelas pessoas que optam por fazer isso sozinho, sem que esteja inserido em uma sala de aula.

Muitas pessoas acham, por exemplo, que ver vídeos em alta velocidade pode ser mais proveitoso por conseguir manter o poder de concentração, mas isso não aumenta a capacidade de aprendizado, infelizmente.

As videosaulas são ferramentas importantes sim. São dinâmicas e tem suas vantagens especificas, as quais vamos citar no decorrer do artigo.

Mas, para conseguir a aprovação, o aluno tem que saber onde quer chegar e conhecer os esforços que serão necessários para tal.

“O diferencial das aulas presenciais é o contato direto com o professor e os colegas. É um evento social. O Mas em termos de didática e aprofundamento de conteúdo, as videoaulas não perdem em nada para as convencionais”, afirma o coach de concursos públicos, Alessandro Marques.

1 – Atenção às Distrações

Essa, com certeza, é a maior distração desse tipo de aprendizado.

Quando estuda em casa, por exemplo, o estudante sofre com todas as prováveis distrações: campainha tocando, telefone também, televisão ligada, cachorro latindo no vizinho, chuva, sol demais, rádio, música, almoço…

É uma infinidade de possíveis distrações.

Quando ele vai assistir um vídeo, acontece praticamente o mesmo. E mesmo que isso não aconteça em casa, pode ser na biblioteca da escola, no escritório da empresa ou qualquer outro lugar – sempre há distrações.

Depois, que tem outros itens que são ainda mais difíceis de conseguir controlar, mas que também são simplesmente distrações.

O celular bipa, a página do Facebook aberta na janela ao lado aciona ou a janela do Skype fica piscando. Isso já é suficiente para tirar a concentração do estudante.

Se você optou por estudar através de videoaula, então, vai precisar treinar muito o seu foco e a sua concentração para com o estudo.

Aprenda a dizer não, a fechar as abas, a desligar o celular, a esquecer do mundo, se for preciso.

Tente compreender que da mesma forma que, na sala de aula, um professor não vai permitir conversas ou distrações, em casa deve acontecer o mesmo.

Tem que ser uma regra, porém, só você pode ser o próprio supervisor para se policiar para que as distrações não apareçam no seu caminho.

“Monte um roteiro. Escreva em um papel quantas horas você terá para se dedicar aos estudos a cada dia da semana. Compartilhe esses horários com as pessoas próximas, para que elas não lhe interrompam. Desligue os celulares e esqueça as redes sociais. Foco é a palavra-chave”, diz o especialista.

2 – Assista Sem Pressa de Acabar

Sim, sabemos que se você optou por estudar com vídeos é porque o tempo está escasso. No entanto, isso não é desculpa para querer ver o vídeo “correndo”, ou seja, rapidamente até que se chegue ao fim.

Aqui, vale muito aquela máxima que diz que no estudo a qualidade sempre vai ser mais importante do que a quantidade. Ou seja, você não vai passar no concurso público se assistir 100 vídeos, mas pode ter êxito se assistir 50 de forma bem feita.

O objetivo da videoaula tem que ser o aprendizado. Logo, você está fazendo isso para aprender e não para competir quem assisti mais ou mais rapidamente.

Aliás, vale um adendo: esse tipo de aula é interessante justamente por ter uma didática muito mais flexível, que permite ao aluno pausar a explicação e procurar possíveis dúvidas ou inquietações, de modo a facilitar a compreensão.

Assim sendo, nada de pressa quando for assistir as videoaulas para não pecar no aprendizado do conteúdo. Só passe adiante quando já souber, verdadeiramente, o conteúdo ensinado.

“Não tenha pressa em avançar no conteúdo. Uma das vantagens dessas ferramentas é a possibilidade de pausar a explicação do professor e voltar o vídeo até que você entenda o que está sendo dito”.

3 – Play e Stop

Já falamos um pouco disso, mas é importante reforçar. Nessa opção de estudo, o aluno tem a opção de dar o “play” ou dar o “stop” nas explicações.

Isso é ótimo porque possibilita a anotação de informações importantes que poderá ser usadas para compor um mapa mental, por exemplo.

“Separe cadernos para cada matéria que você precisa estudar e faça anotações durante as videoaulas. Elas vão facilitar as revisões de conteúdo”.

  • Não entendeu? Pause e volte alguns minutos atrás e ouça novamente.
  • Ouviu algo de efeito? Anote.
  • Não entendeu uma palavra? Pause e busque a definição mais adequada.

Essa possibilidade de fazer anotações, pausar e reiniciar é que é o grande diferencial, então, use-a.

Anotar é importante porque dá para fazer várias coisas com isso: revisão, resumo e mapas mentais. Esse hábito tem que fazer parte da vida de qualquer concurseiro ou vestibulando. Afinal, é um bom hábito.

Por fim, vale a dica de sempre usar as próprias palavras para escrever, mostrando a si mesmo que entendeu o assunto e não copiar exatamente o que o professor disse. Esse exercício estimula o cérebro realmente a fim de captar e compreender as informações.

4 – Assista Novamente

Um erro comum é achar que um vídeo assistido não pode ser visto novamente simplesmente para que não haja a perca de tempo. Pensamento falho.

Se você está iniciando o seu contato com a matéria, não só pode como deve assistir o conteúdo novamente.

Com certeza, dessa nova vez, você vai aprender bem mais do que havia aprendido na primeira ocasião. Vai conseguir encontrar pensamentos que até então não tinha tido. Ou, no mínimo, vai ter uma nova visão sobre o conteúdo passado.

Essa, por sinal, também é outra grande vantagem da vídeoaula, assistir quantas vezes forem necessárias e quando você bem entender. Se é uma vantagem, pode ser usada como diferencial.

No caso das aulas físicas e presenciais, por melhor que o professor seja, não é sempre que ele vai conseguir ensinar do mesmo dia. Sempre tem dias que ele acorda mal humorado ou sem inspiração para passar o conteúdo. No caso do vídeo, a aula sempre será a mesma.

O especialista também recomenda usar materiais escritos, além das aulas:

“Após as aulas, tenha contato com o material escrito para um aprofundamento dos estudos, já que os vídeos apresentam uma introdução básica dos assuntos. Faça exercícios para fixar o conteúdo visto”.

Há quem diga que todo vídeo, que faz parte do material de estudo, tem que ser assistido, pelo menos, 2 vezes para que a memorização comece a funcionar realmente.

Isso se baseia na informação de que o cérebro humano precisa de repetição para que haja a memorização, ou então, 70% do conteúdo poderá ser esquecido com o tempo.

5 – Tenha um Plano de Estudos

Começar assistindo qualquer disciplina, pular para outro tema, fazer exercícios de um terceiro… Isso tudo é bagunçado demais para quem quer ter sucesso no dia da prova.

Como todo estudo, seja à distância ou presencial, o aluno precisa ser organizado e ter um plano de estudos.

Considere que essa forma de aprender faz parte do seu plano.

Siga o que está descrito no plano quanto às disciplinas, aos horários de estudos, ao local de estudo, aos temas, às revisões, resumos, exercícios, simulados. Tudo.

Estudar por vídeoaulas é apenas uma forma de estudo e não vai te gerar resultados positivos se você não fizer por merecer. Nunca esqueça que foco e concentração são fundamentais, mas a determinação e a garra são imprescindíveis para o sucesso.

“Se você é um concurseiro iniciante, procure organizar seu tempo para estudar, em média, duas matérias durante a semana. Isso vai fazer com que seja possível dedicar uma carga horária maior para cada uma”, dizem os especialistas.

Eles também recomendam uma média de estudo semanal: “Vinte horas de dedicação semanais é o mínimo recomendado para quem deseja passar em concursos”.

Reprodução: Google

Revisão, Resumos, Mapas Mentais e Simulados

Esse tópico nada mais é do que falar da prática. Se você seguir os tópicos acima vai conseguir mandar muito bem nos estudos, sem dúvidas. Mas, e na prática, como tudo funciona?

Para ir bem na prática, portanto, ter apenas o conhecimento não é suficiente, é preciso ir além. E ir além não é complicado: basta pegar todo conhecimento adquirido e treinar.

Você pode fazer isso de várias formas, sendo que a principal delas é com os simulados de provas anteriores.

É claro que as questões não se repetem, obviamente, mas o sentido sim. Se você consegue gabaritar uma prova de simulado, que é da mesma banca que você vai prestar no futuro, possivelmente você irá mandar bem na outra também.

Além disso, os mapas mentais são ótimas opções para conseguir memorizar conteúdos. Afinal, ninguém consegue decorar todas as fórmulas do mundo, as frases, as leis… mas é possível conseguir reter bem mais conhecimento do que os outros candidatos.

Clique Aqui e Confira todas as técnicas possíveis para Memorizar Conteúdo, otimizando o tempo e aumentando o potencial de aprendizado!

Resumos, Resenhas e Revisões também são importantes. E isso vai variar conforme o método de cada aluno. O importante é praticá-los.

Modelo para Estudar com Videoaulas

Já falamos muito aqui sobre o fato de que o estudo individualizado é positivo porque respeita o tempo de estudo e as características de cada estudante. Isso é verdade.

Porém, se você está pensando em se dedicar às vídeoaulas e ainda não sabe como começar, encontramos um modelo que pode ser útil para o seu aprendizado. Confira.

  • Assista à videoaula sem anotar nada, apenas prestando muita atenção,
  • Assista novamente, agora anotando tudo que julgar importante,
  • Execute o que foi aprendido criando mapas mentais e fazendo exercícios,
  • Se errar alguma questão, volte ao vídeo e procure a resposta certa,
  • Reforce as anotações feitas, incluindo, aquilo que é necessário.

Isso prova que métodos, técnicas e modelos de estudos existem ao monte e, portanto, isso não é desculpa para dizer que o professor é ruim ou que o material não é bom. Encontre meios baseados no seu perfil e estude, estude muito, que o resultado virá.

O site da alfaconcursos também preparou algumas orientações simples sobre as videoaulas, confira:

– Não assista a mesma aula apenas porque está com dificuldade no tema. Reveja-as de forma que consiga aprender verdadeiramente, ou seja, não faça por fazer, simplesmente. Coloque cronograma, tenha metas e saiba que só “ver” o conteúdo não vai te fazer passar.

– Estudo tudo que é cobrado no edital e não apenas os assuntos mais legais ou mais fáceis. O concurso não tolera quem é bom apenas em uma matéria. Você tem que ser bom em todas.

Como Usar o Ensino a Distância para Passar no Concurso Público – 7 Passos

– Não trate o curso online como se fosse uma visita à um site da web. Ele precisa ser tratado como um templo, no qual é preciso obedecer regras, metas, horas.

“Seja insistente e por mais que você caia no concurso a ideia fixa é nunca parar até passar. Já se perguntou porque muitos estudam e poucos passam? Quem não passa é porque para e quem passa é porque nunca para de estudar”.

Com informações do upconcurseiros, G1 e zh

Como Estudar com Videoaulas? 5 Dicas Rápidas
5 (100%) 1 vote

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.