As 7 Melhores Dicas, de Todos os Tempos, para se dar bem no ENEM 2017

0
49

Você vai prestar o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) em 2017? Então, já deve ter dado uma busca aí no Google: “ENEM 2017”, não é? E o que encontrou? Frases típicas como “Não comece pelo começo”, “Visite o local da prova com antecedência”, “Evite baladas no dia anterior à prova”… Coisas desses tipos, não é verdade?

  • Mas, quais serão que são as dicas que realmente vale a pena?

Fizemos isso por você: selecionamos tudo que vale a pena quando o assunto é dica para o Enem 2017! Afinal, já estamos na metade do ano e você, muito provavelmente, não tem tempo para ficar perdendo até achar uma matéria realmente convincente sobre essas dicas, por isso, fizemos este artigo.

Leia e não se arrependerás!

Ah, e você quer saber como fizemos para dar dicas realmente valiosas sobre o Enem 2017, não é? Pois bem, saiba que encontramos trechos de pessoas que já sentiram na pele isso que você está sentindo agora: uma mistura de apreensão, com tensão, com pressão, com ansiedade.

Essas pessoas estiveram onde você está e, mais do que isso, conseguiram êxito. Foram bem na prova, acertaram a maior parte das perguntas e hoje cursam universidades renomadas no país todo. Óbvio que se você quer ter o mesmo êxito, pode começar por saber o que essas pessoas fizeram, não é mesmo? Bora lá!

E para ficar realmente fácil, separamos tudo por tópico! Tá mamão com açúcar curte só!

1 – Resistência

Seria exagero se disséssemos que o Enem é uma prova de resistência física, que demanda não apenas força física como também psicológica, exatamente como acontece em concursos públicos das polícias federais. Mas, mesmo que não seja tão “bruto” assim, o Enem é sim uma prova de resistência.

Afinal de contas, demanda tempo (muito tempo) de estudo, de prova e principalmente de controle emocional. “O segredo é ter resistência física e psicológica”, recomenda Marcelo Dias Carvalho, coordenador de um curso preparatório para o Enem.

ENEM: Questões sobre as Novas Tecnologias e Como Gabaritar a área de Filosofia e Sociologia

Para um campeão do Enem, a prova é muito mais “maçante” do que propriamente difícil. “Não é uma prova complicada, por isso muita gente acaba não levando muito a sério, mas ela requer toda a atenção do candidato para interpretar e ter a capacidade de resolver problemas simples”, informa Luccas Mazolli, que conseguiu entrar no Curso de Engenharia Mecânica na Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Ainda falando sobre a resistência (física e mental), Gizele Freitas, que também conseguiu uma boa pontuação no Enem e entrou no Curso de Educação Física da UFES (Universidade Federal do Espírito Santo), a recomendação é levar comida e bebida para a sala da prova.

“O ideal é que o aluno leve uma barrinha de cereais, uma maça e água. Água é importante, principalmente se estiver calor”.

2 – No Dia Anterior…

Nada de estudar muita coisa! Claro que quem cumpriu os cronogramas de estudo da forma correta, não vai precisar ficar vidrado nos livros nos dias anteriores à prova, mesmo porque isso não é indicado por nenhum especialista.

“No dia anterior, é bom assistir um filme, ler um livro, tentar relaxar e dormir bem”, aconselha Gizele. “É bom relaxar, sair, dar uma caminhada”, completa o coordenador Marcelo Carvalho.

Se o aluno é muito ansioso ou se não estou tudo que deveria, um conselho mais flexível é fazer apenas uma revisão. “Ler novamente uma matéria que é provável que cai, como porcentagem, pode ser bom. Outro jeito de se preparar na véspera é ler alguma notícia sobre assuntos atuais”, explica Marcelo.

“Não será um estudo de véspera de prova que vai influenciar decisivamente na nota final”, garante Vitor Ribeiro, outro aluno que se dedicou mais de 4 horas diárias para o Exame Nacional do Ensino Médio e conseguiu uma oportunidade no Curso de Ciência e Tecnologia da UFABC (Universidade Federal do ABC).

“O aluno que teve um estudo regular o ano todo vai se dar bem no Enem”, garante o coordenador Marcelo Carvalho.

Reprodução: Google

3 – Não Comece pelo Começo

Essa dica é verdadeiramente válida sim, senhor! Os especialistas afirmam que a melhor estratégia para começar a prova é apostar em matérias na qual o aluno tem mais afinidade, mesmo que elas não estejam no primeiro bloco do caderno de questões.

“Escolher matérias mais fáceis ajuda tanto com o tempo, já que as questões podem ser resolvidas mais rapidamente, quanto na motivação”, afirma Marcelo.

Já no dia em que é cobrada a redação, o ideal é começar justamente por ela, comenta o coordenador. “Não deixar a redação para o final é importante. Como o último dia de prova tem menos tempo, reservar a hora inicial para fazer a redação e depois se dedicar às outras questões”.

4 – Quem Lê tem mais chances!

Parece óbvio dizer para pessoas que vão prestar o Enem 2017 que ler é mega ultra blaster importante. Mas, nunca é demais lembrar mesmo porque tem jeito que parece se “esquecer” disso.

E aqui estamos falando de ler a prova mesmo, as estrofes, a pergunta, as questões. “É melhor ler as perguntas antes dos textos, assim você já sabe o que procurar quando ler o texto”, dá a dica Marcelo.

“Acho que ler atentamente as questões foi um dos fatores decisivos na minha nota final”, reflete Gizele.

“Ler faz toda a diferença em uma prova como essas”, garante Vitor.

E, de uma maneira geral, podemos falar da leitura como um todo… Da leitura do jornal, da revista, da bula de remédio, do textão do Facebook (alguns valem a pena, sim). Isso vai te ajudar a formular teses e entender conceitos. Logo, você terá o que é considerado uma boa interpretação de texto.

Como Ter um Desempenho Regular em Interpretação de Texto?

“Aqueles que têm conhecimento não mais do que regular nas matérias, mas sabem interpretar textos, costumam se sair bem”, garante o coordenador.

5 – A Redação

E já que estamos falando de textos e leituras, vamos direto à redação, que tem tudo a ver! Sabemos que a redação tem um peso muito importante e muito valioso na pontuação geral de cada candidato.

Justamente por isso, mas não somente, a redação tem que ser enfrentada no início, como já comentamos aqui. Essa dica, apesar de tudo, é bastante contestada porque alguns especialistas dizem que é preferível fazer ela no final, realmente.

A nossa dica, vendo os dois pontos, é: faça como você achar mais produtivo para você. Por isso é tão importante fazer simulados… Assim dá para ter uma ideia de qual será mais vantajoso para o seu perfil de estudante.

Já sobre a quantidade, o ideal é escrever cerca de 20 linhas e nada que vá muito além disso. “O Enem pede uma redação concisa e enxuta, então não rebusque demais”, avisa Vitor. “Leia atentamente o que está sendo pedido e tenha conhecimento da sua língua”, aconselha Gizele.

Os 5 erros mais comuns do Enem e as 10 melhores dicas para tirar nota máxima na redação

6 – A disposição

Estar disposto é o mesmo que dar o primeiro e mais importante passo, na opinião daqueles que conseguiram sucesso. Logo, vai ter melhor resultado aquele que melhor conseguir controlar o cansaço físico e mental… Lembram? Essa é uma prova de resistência também. “O exame é uma verdadeira maratona”, sintetiza Marcelo.

“O segredo para ir bem é não pensar na prova como um martírio, um sacrífico, mas sim como uma etapa necessária para que a pessoa possa ir, finalmente, para a parte mais prazerosa dos estudos: estudar o que você gosta”, diz Vitor.

“Se dedique, dê o máximo de atenção, são poucas horas que vão mudar seu futuro”, diz Luccas.

7 – Estratégia

Uma das melhores estratégias é conseguir contextualizar os temas estudados com as áreas de abrangência da prova. E se você não sabe muito bem por onde começar, como traçar essa estratégia, quais pontos importantes… Se prepare porque fizemos o próximo tópico especialmente para explicar essa parte, da estratégia.

Como ter uma boa estratégia e se dar bem no Enem 2017

A verdade é que muitos alunos se enganam, achando que o Enem vai cobrar algum conhecimento especifico, como datas históricas, personagens ou fatos, quando na verdade o que conta é a capacidade de problematizar e articular os conceitos históricos.

Pensando nisso, fizemos um guia, bastante básico, mas, ao mesmo tempo, muito importante que vai ajudar o aluno à ter uma ideia dessa estratégia, da qual estamos falando. Tudo começa lá atrás, na definição do curso, e vai até o final, com a escolha da estratégia. Veja!

  • Definição do Curso

Quem tem um objetivo vai mais longe, tenha certeza. Pode até ser que aquele estudante que nem fazia ideia do que queria cursar, conseguiu êxito, mas ele faz parte de uma minoria. Se você tenha o objetivo de passar no vestibular do Enem, vai precisar focar e ter um objetivo muito claro!

Se você ainda não sabe o que vai fazer, este é o momento certo para buscar informações sobre as profissões e tomar uma decisão sincera. Os guias são dos mais variados e os testes também.

Porém, o conselho principal é escolher, ao menos, 3 profissionais, uma de cada área (saúde, tecnologia e humanas, por exemplo) e conhecer elas a fundo. Na prática, com pessoas que trabalham nelas e não fica apenas nos testes.

É comum que as próprias instituições tenham programas de incentivo aos interessados e pode abrir as portas para um dia de experiência, por exemplo. Vídeos no Youtube também pode contribuir nesse momento e, mais do que isso, o apoio da família é sumamente importante.

  • Passado e Presente

Aqui já estamos falando de uma forma de estudar. Como sabemos, as provas do Enem são caracterizadas pela interdisciplinaridade, ou seja, liga as questões de várias áreas: humanas, como história, e os acontecimentos recentes, como o impeachment.

Daí, já é possível ligar o tema cidadania ao direito do voto no Brasil. E também no mundo. Depois, chega-se à identidade cultural.

E assim por diante. Uma coisa puxa a outra, entende?

Por isso, existem temas que sempre caem e que, com certeza, vão continuar sendo exigidos nas provas do Enem, tal como a Escravidão no Brasil. Mas, sobre esses temas que são recorrentes vamos falar mais adiante. O importante agora é entender essa compreensão entre passado e futuro.

Esse também é um dos motivos pelo qual os especialistas recomenda que, durante o período de lazer, os estudantes do Enem optem por assistir filmes, séries ou ler livros que falem de temas reais, como esse, da Escravidão.

Inclusive, logo mais teremos um artigo específico sobre isso, que vai falar dos filmes e das séries mais indicadas para os estudantes do Enem, não deixe de nos acompanhar.

  • Dificuldades

Se você conseguiu definir um curso e consegue ver a relação entre o passado e o presente, faça alguns simulados para entender como é a prova do Enem. Algumas escolas de ensino médio costumam fazer isso automaticamente, mas nem todas. É aconselhável que o aluno tome a decisão de ir buscar as antigas provas.

Com esse simulado, que até então não vai ter pressão, o estudante vai conseguir notar quais foram os erros mais “grotescos”. A partir daí é possível começar a identificar os equívocos e discuti-los com o professor e outros colegas de turma.

Esse exercício é considerado um dos mais importantes para qualquer estudante do Enem, que tem o verdadeiro objetivo de conseguir uma boa nota. Mesmo porque nesse momento o aluno já vai conseguir mensurar o grau de dificuldade que tem em determinadas matérias e poderá passar a investir mais tempo nelas.

  • Tempo e Prática

Depois do primeiro simulado, basta seguir em frente e aumentar o nível de dificuldade até que esses simulados fiquem muito próximos à prova verdadeira. Assim, você pode começar a cronometrar o tempo, por exemplo. Depois, pode se dedicar a fazer isso nos dias exatos que acontecem o Enem, ou seja, aos sábados e domingo, no tempo que é determinado.

Faça uma verdadeira simulação, com o horário marcado, leve água e barrinha de cereal.

E isso é muito fácil de ser feito porque todas as provas anteriores do Enem ficam disponibilizadas na internet, juntamente com o gabarito, que, logicamente, você só vai ver depois.

Vai Prestar o ENEM 2017? 15 Livros Clássicos vão contribuir para o seu sucesso

A prática dos exercícios é que realmente poderá te levar à perfeição, se é que isso é possível no Enem. Ao menos, o que podemos garantir é que praticar é uma das formas mais eficientes de fazer isso e fica a par dos temas mais contextualizados pela banca organizadora do Enem.

Alguns especialistas dizem que é possível fazer um simulado desses, que realmente se parecem com a prova do Enem, por mês. Ou seja, até a data do Enem, o aluno poderá ter feito 10 simulados e obviamente vai estar muito ajustado ao tempo da prova, evitando deixar de responder alguma questão importante ou se “embananando” na hora de passar tudo para o cartão de resposta.

  • Como Estudar

Por fim, após simulados, conhecimento dos temas, você vai conseguir descobrir o melhor jeito de estudar, lembrando que é preciso compreender o tema assim como sabe usá-lo durante a prova.

Note que cada pessoa é diferente da outra, portanto não há rotinas que vão se aplicar à todos os estudantes. Para tanto, basta notar que alguns preferem estudar logo pela manhã e outros preferem a noite.

O ideal é você conseguir identificar qual o seu melhor jeito, que será aquele que te trará produtividade e tranquilidade, ao mesmo tempo. Mas, é preciso saber também que estudar há apenas 3 meses do vestibular não vai te trazer muitos benefícios, pelo menos não em tão pouco tempo.

E, mesmo que não há regras ou rotinas generalizada para todos, o mais comum, conforme os especialistas, é conseguir equilibrar os estudos com outras atividades, que são importantes para aliviar o estresse, a ansiedade, a tensão. Tais como exercícios físicos, relacionamentos sociais, alimentação balanceada, shows, teatro, filmes, entre outros.

Os 5 temas mais recorrentes dos últimos anos

O que fazer para ir bem na prova do Enem você já sabe. Afinal, acabamos de mencionas as melhores dicas. Agora, queremos apenas terminar esse artigo citando esse tópico que fala sobre os temas frequentes.

Se você vai seguir o cronograma e fazer muitos simulados, vai notar que alguns temas costumam ser cobrados com certa frequência.

Assim sendo, na fase final dos seus estudos, ou seja, logo quando a prova estiver para acontecer, uma boa alternativa é sintetizar e resumir temas que costumam ser mais frequentes e que, obviamente, tem mais probabilidade de acontecer.

Por exemplo, análise de gráficos é quase que “de lei” no Enem. Funções de 1º grau também, além das figuras geométricas. Isso tudo vale ser estudado ou revisado dias antes da prova.

Por isso, criamos esse artigo, baseados em matérias do UOL, que citou os 5 temas mais recorrentes dos últimos anos. Confira agora!

1 – O Trabalho Escravo

É assunto considerado temático porque o trabalho molda a humanidade pelo mundo e isso provoca interações nos modos de produção, o que gera consequências sociais, políticas e econômicas.

A escravidão vigorou até 1888 ao obrigar uma parcela da população à condições precárias de vida e ao trabalho forçado durante séculos, o que colocou brancos e negros em patamares diferentes, em uma desigualdade que dura até os dias atuais.

O Brasil atual, a colônia, o império, o tráfico de escravos… Todos esses são termos que não falham em ser cobrados do Enem, o que não deve ser diferente em 2017.

2 – Questão Indígena

Os índios do Brasil também fazem parte da lista dos assuntos mais cobrados no Enem, conforme opinião da professora Daily Matos.

3 – Era Vargas e o Estado Novo

Também é recorrente em história do Brasil e tem ação privilegiada pela banca examinadora, conforme Daily. Entre 2012 e 2014, houve 5 questões relativas ao mandatos de Vargas, 3 das quais relacionadas ao Estado Novo, uma ao voto feminino, uma sobre a conquista social. Teve também uma sobre o movimento de 1932.

4 – Império e República Oligárquica

Em 2 anos foram mais de 13 questões que variaram entre o autoritarismo de D. Pedro I e a crise do Café, a partir de 1929, em um levantamento da escola Objetivo.

“Questões sobre os bandeirantes, sobre a ditadura-civil militar ou sobre a Guerra do Paraguai, por exemplo, nunca aparecem de forma direta e crua, mas sempre acompanhadas de documentos de diversas natureza, como fotografias, textos, músicas e pinturas”, diz a escola.

As Melhores Dicas de Português, Física e Biologia Para Passar No Enem 2017

Portanto, o segredo é o aluno conseguir articular todos os elementos de maneira crítica.

5 – História Geral

Se assunto for para fora do Brasil, então é preciso focar em temas que dizem respeito à ordem econômica, como a formação do capitalismo ou as ideias sociais e políticas do século 19. Também os regimes políticos e os movimentos sociais.

“Uma visão crítica, ou seja, não dogmática, da história impõe-se como necessária ao candidato”, diz Daniel Gomes, do Poliedro.

Ainda conforme ele, temas como filosofias da Grécia Antiga e Imperialismo na África também costumam ter destaques.

Leia Também…

ENEM é porta de entrada para Estudar no Exterior. Descubra Como isso é Possível!

Na metade de março, três Instituições de Ensino Superior de Portugal passaram a usar as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como seleção para admissão de alunos brasileiros. São elas: Instituto Universitário de Ciências da Saúde, Escola Superior de Saúde do Vale do Ave e a Escola Superior de Saúde do Sousa. Agora, ao todo, são 21 Instituições Portuguesas que aceitam o exame como porta de entrada para os brasileiros.

A lista com todas as Universidades Portuguesas que Aceitam o Enem está no final do texto.

Os acordos são firmados entre as instituições, o Inep e os alunos e acontecem desde 2014. O diretor da Cespu (Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário), Luis Manuel Duarte Martins da Silva, disse que mais de 20% das vagas dessas instituições são direcionadas à estudantes estrangeiros.

Para a seleção, eles vão usar a nota da prova de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, somada com a nota do ensino médio do candidato.

Entre as Universidades, há de se destacar a Universidade Veiga de Almeida (UVA), que está oferecendo mais de 500 bolsas de estudo para alunos que tiveram pontuação acima de 350 no Enem de 2016. Assim, quanto maior a pontuação, mais chance ele tem de conseguir a vaga.

Leia a noticia na íntegra… Clique Aqui!

Com informações do ig e uol

As 7 Melhores Dicas, de Todos os Tempos, para se dar bem no ENEM 2017
5 (100%) 1 vote

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA