Descubra Como Estudar as áreas de Atualidades, Raciocínio Lógico, Direito Administrativo e Informática

0
438

Escolhemos essas 4 especialidades que são de áreas diferentes, mas muito comuns na maioria das provas dos concursos nacionais. O Raciocínio Lógico e Informática, por exemplo, normalmente, envolve questões matemáticas e é considerada básica. Assim como Atualidades, que faz intertextualidades em todos os concursos. Já o Direito Administrativo é mais específico para alguns cargos.

1 – Como Gabaritar Atualidades

Sem dúvida, está presente em todos os concursos. Isso porque hoje em dia qualquer empresa quer ter um funcionário bem preparado e atento ao que acontece no mundo. Por achar insignificante ou, simplesmente, por não ter uma apostila especifica para esse tema, muitos concurseiros deixam esse tema de lado. E o que acontece? Perdem muitos pontos e deixam de alcançar uma boa classificação final na prova.

A questão, para mais saber, é que, além de saber os fatos diários e corriqueiros, é preciso também propor soluções, ou seja, medidas viáveis para tais questionamentos. Isso é exigido, quase sempre, nas redações, inclusive. E mesmo que seu concurso seja na área de saúdes ou de bancos, os conhecimentos atuais serão cobrados.

As 10 melhores dicas para tirar nota máxima na redação1 – Erros de Ortografia. As pegadinhas da ortografia é o maior vilão dos estudantes. Esses são os erros mais cometidos, por isso, é preciso atenção. Ainda mais com a nova ortografia, que está vigorando, apesar de ainda não ser obrigatória. Leia muito antes de fazer uma redação e use palavras já conhecidas. Confira quais são as outras 9 dicas!

Reprodução: Google

Qual é a melhor dica para estudar atualidades? É selecionar as suas referências! Com isso, você ganha tempo e prioriza as informações, seguindo um acompanhamento diário. Então, procure colunistas que você goste em jornais, revistas ou mesmo na internet e foque em assuntos específicos, mas que, no geral, façam ligações com os temas globais.

Nosso intuito não é ser tendencioso, que fique claro. Mas, pode ser que você esteja meio perdido em meio há tantas informações, então, para te ajudar, selecionamos alguns sites que podem ser o seu guia informativo nesse período de estudo sobre Atualidades. São eles: El País, Revista Piauí, Roda Viva, TED Talks e Curta Doc.

Qual a melhor observação à se fazer para quem está estudando atualidades? Verificar vários pontos de vistas. Esse tópico é como se fosse a lição de casa, sabe? Você ler sobre um tema atual é ótimo, um grande começo, mas, ir além e ler várias opiniões sobre aquele mesmo tema te faz criar uma opinião própria e ter argumentos críticos para usar sempre que necessário. Não aceite aquilo que confere à sua opinião, leia as informações contrárias também.

Qual a melhor maneira de praticar os conhecimentos de atualidades? Praticando! Se na sua prova vai ter redação ou questões subjetivas, escrever sobre isso é obrigatório. Então, teste a sua capacidade de argumentar os fatos e escreva textos. Você pode fazer isso em um blog, por exemplo, ou então, apenas como rascunho mesmo e trocar a experiência com amigos e professores, que podem, inclusive, retornar com alguns comentários.

2 – Como Gabaritar Raciocínio Lógico

No ensino fundamental e médio, o que você aprende sobre raciocínio lógico? Aprende que o tema é complicado, entediante e muito complexo. Mas isso não é verdade, se você tiver o cuidado para escolher as ferramentas mentais certas para estudar. Ela não é como aquelas matérias comuns: Direito, Português ou História. Isso é o que prova o professor Irving Copi, através da definição do termo:

Reprodução: Google

Raciocínio Lógico é o estudo dos métodos e princípios usados para distinguir o raciocínio correto do incorreto. O estudo da lógica proporcionará ao estudante certas técnicas e certos métodos de fácil aplicação para determinar a correção ou a incorreção de todos os raciocínios inclusive os próprios”.

Para exemplificar a teoria, vamos usar uma frase que é muito comum nessa área: a substituição de expressões verbais por símbolos. Então, segue: “Todo cachorro é azul. Totó é um cachorro. Logo, Totó é azul”. Parece bobo, mas o raciocínio lógico é exatamente isso. É uma coisa “lógica”, assim, exatamente como falamos no nosso dia a dia, quando queremos dizer que alguns pensamentos estão incorretos.

Qual a Melhor Técnica de Memorização para ser Aprovado em um Concurso?

Qual é a melhor dica para estudar Raciocínio Lógico? É praticando. Isso mais do que nunca porque, apesar de ter algumas regrinhas de ouro, esse raciocínio precisa ser praticado, sendo que, quanto mais se pratica, mais se aprender. Por sinal, quem manda bem em raciocínio lógico, costuma se dar bem também nas demais disciplinas, por isso, inclua o tema no seu dia a dia.

Qual a melhor observação à se fazer para quem está estudando Raciocínio Lógico? Saber usar a seu favor alguns conceitos. São eles: Proposição, Argumento e Premissa. Proposição é a afirmação de que algo é verdadeiro. Já argumento é um conjunto de proposições que utilizamos para provar algo. E as premissas são as proposições que se baseiam em argumentos.

Aliás, nunca confundam verdade com validade, assim, as proposições podem ser verdadeiras, mas apenas os argumentos serão válidos. Sendo assim, ser verdadeiro tem a ver com ter correspondência com a realidade, enquanto que ser válido ter a ver com fazer o cálculo corretamente.

Conforme está no Wikipédia, outra explicação para essas palavras é a seguinte:

  • Dedução corresponde a determinar a conclusão. Utiliza-se da regra e sua premissa para chegar a uma conclusão. Exemplo: “Quando chove, a grama fica molhada. Choveu hoje. Portanto, a grama está molhada.” É comum associar os matemáticos com este tipo de raciocínio.
  • Indução é determinar a regra. É aprender a regra a partir de diversos exemplos de como a conclusão segue da premissa. Exemplo: “A grama ficou molhada todas as vezes em que choveu. Então, se chover amanhã, a grama ficará molhada.” É comum associar os cientistas com este estilo de raciocínio.
  • Abdução significa determinar a premissa. Usa-se a conclusão e a regra para defender que a premissa poderia explicar a conclusão. Exemplo: “Quando chove, a grama fica molhada. A grama está molhada, então pode ter chovido.” Associa-se este tipo de raciocínio aos diagnosticistas e detetives, etc.

Qual a melhor maneira de praticar os conhecimentos de Raciocínio Lógico? Brincando. É sério! Brincar é uma ótima maneira de treinar o seu cérebro, logicamente falando. Além de entrarem como distração e lazer, esses jogos podem ser uma arma poderosa na mão dos estudantes.

Veja Como É Possível Treinar o Seu Cérebro e Ganhar Tempo na Prova!

Selecionamos 4 opções de brincadeiras:

  1. Sudoku: é um jogo na qual você deve preencher as casas vazias com algarismos de 1 a 9, de modo que eles não se repitam. O aspecto do sudoku lembra outros quebra-cabeças de jornal. Foi criado por Howard Garns, um projetista e arquiteto de 74 anos aposentado.
  2. Desafios: São fáceis de serem encontrados na internet e são várias as opções dos problemas em que você deve encontrar a solução. Aliás, eles usam o mesmo fundamento dos concursos.
  3. Cubo Mágico: ou Cubo de Rubik é um cubo em que você tem que o objetivo de deixar as faces dele de uma cor só. É desafiador. É um quebra-cabeça tridimensional, inventado pelo húngaro Ernő Rubik em 1974.
  4. Xadrez: É um esporte, também considerado uma arte e uma ciência. Pode ser classificado como um jogo de tabuleiro de natureza recreativa ou competitiva para dois jogadores. Desenvolve também a tomada de decisões, o pensamento crítico, maturidade e consequências, além claro, do raciocínio lógico.

3 – Como Gabaritar Direito Administrativo

Se o seu concurso exige alguma parte do Direito, então, com certeza terá Direito Administrativo, que está em concursos policiais e até mesmo militares, ou os jurídicos, propriamente ditos. Por isso, ele é tão importante e não deve ser tratado como o vilão da sua história. Mas, o que é o Direito Administrativo?

Hely Lopes Meirelles (foi um jurista brasileiro. É largamente reconhecido como um dos principais doutrinadores do Direito Administrativo e do Direito Municipal brasileiro, sendo autor de obras consideradas seminais nessas áreas) explica:

Direito Administrativo é o conjunto harmônico de princípios jurídicos que regem as atividades públicas tendentes a realizar concreta, direta e imediatamente os fins desejados pelo Estado”.

Reprodução: Google

Simplificando, podemos dizer que o Direito Administrativo regula as atividades públicas, definindo as regras para os servidores públicos, os bens, as atividades e tudo o que for responsabilidade. Ou seja, é óbvio que esse tem cairia em um concurso público, não é?

Qual é a melhor dica para estudar Direito Administrativo? Analisando os conteúdos-chaves, que podem fazer você compreender todo contexto da disciplina. Ou seja, os Princípios do Direito Administrativo é o conceito básico e deve ser estudo a principio. Só que esses princípios são muitos, rs, e selecionamos eles para facilitar sua pesquisa. Leia:

  • Princípio da Legalidade: Diz que o administrador público está sujeito aos mandamentos da lei e às exigências do bem comum e deles não se pode afastar o desviar, sob pena de praticar ato inválido e expor-se à responsabilização disciplinar, civil e criminal, conforme o caso.
  • Princípio da Moralidade (ou Probidade Administrativa): Constitui no pressuposto de validade de todo ato da Administração Pública. Sempre que o comportamento desta ofender a moral, os costumes, as regras da boa administração, a Justiça, a equidade, a ideia de honestidade, tratar-se-á de uma ofensa ao principio da moralidade.
  • Princípio da Impessoalidade: Critério usado para evitar privilégios. Assim, na administração público não pode, no exercício da atividade, atuar com vistas a prejudicar ou se beneficiar de pessoas determinadas, uma vez que é o interesse público seu elemento norteador.
  • Princípio da Publicidade: É a divulgação oficial do ato para conhecimento público e início de seus efeitos externos. A publicidade é requisito de eficácia de qualquer ato administrativo.
  • Princípio da Eficiência: Obriga a administração pública a desenvolver mecanismos para o exercício de uma atividade administrativa célere e com qualidade.
  • Princípio da Isonomia (ou da Igualdade entre os Administrados): Prova que a administração não pode estabelecer privilégios de tratamento entre os cidadãos, devendo tratar a todos igualmente.
  • Princípio da Supremacia do Interesse Público: A administração existe para realizar fins, previstos na lei, de interesse à sociedade e não privados. Assim, quando houver conflito entre o coletivo e o individual, reconhece-se a predominância do primeiro.
  • Princípio da Presunção de Legitimidade: É concebido sob 2 aspectos: a presunção de legalidade e a presunção de verdade, que diz respeito à certeza dos fatos.
  • Princípio da Auto-Executoriedade: Prerrogativa da administração de poder converter em atos materiais suas pretensões jurídicas, sem se socorrer do Judiciário.
  • Princípio da Autotutela: A Administração Pública pode anular os próprios atos quando eivados de vícios que os tornem ilegais, porque deles não se originam direitos, ou revoga-los por motivo de conveniência e oportunidade.
  • Princípio da Hierarquia: Os órgãos da administração são estruturados de tal forma que existe sempre uma relação de infra-ordenação e subordinação. Desse princípio resultam outros poderes, como o disciplinar.
  • Princípio da Indisponibilidade do interesse público: Administrar é realizar uma atividade de zelo pelos interesses públicos e não cabe à Administração deles dispor. As pessoas administrativas não têm, portanto, disponibilidade sobre os interesses públicos confiados a sua guarda e realização.
  • Princípio da Razoabilidade: Exige que os atos não sejam apenas praticados com respeito às leis, mas que também contenha decisão razoável. Sempre deve haver uma razoabilidade entre as causas que estão ditando o ato e as medidas que vão ser tomadas.
  • Princípio da Motivação: A administração é obrigada a indicar os fundamentos fáticos e de direito de suas decisões, de modo a permitir o controle dos atos administrativos.

Se você quer ver mais detalhes sobre os Princípios do Direito Administrativo, acesse!

Qual a melhor observação à se fazer para quem está estudando Direito Administrativo? Estudar algumas leis que, obrigatoriamente, devem estar na ponta da língua. São elas:

  • Constituição Federal, em especial Capítulo VII,
  • Lei 8.112 de 1990, que dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais,
  • Lei 8.429 de 1991, que dispõe sobre as sanções aplicáveis aos agentes públicos nos casos de enriquecimento ilícito no exercício de mandato, cargo, emprego ou função na administração pública direta, indireta ou fundacional e dá outras providências.

Leia Também: As 7 Melhores Dicas de Memorização para Ser Aprovado Ainda Esse Ano!  Estudar cada item descrito no edital, por horas a fio e depois, durante a prova, não lembrar a maior parte do que estava nas apostilas e nos livros tem sido o pior problema enfrentado pelos candidatos de concursos e provas. O conteúdo, por mais compreendido que seja, parece não ter o poder de ficar fixo na mente. No entanto, ele pode sim ser memorizado. E é sobre isso que vamos falar agora. Continue Lendo…

4 – Como Gabaritar Informática

Vamos combinar que não há muito para falar sobre esse tema, afinal, Informática tem tudo a ver com o mundo digital e a atualidade. E se você acha que já sabe mexer no computador e, por isso, não precisa estudar, está muito enganado. Para ter um bom desempenho com essas questões é preciso estudar. E é por isso que estamos aqui.

Qual é a melhor dica para estudar Informática? Sabendo que os assuntos mais comuns são: Sistemas Operacionais (Linux e Windows), Aplicativos de Escritórios (Office e LibreOffice), Navegadores (Internet Explorer, Chrome e Firefox), Correio Eletrônico (Utilização de e-mail) e Segurança e Proteção (Vírus e Conceitos Similares).

Reprodução: Google

Vamos detalhar, de maneira simples, cada um desses tópicos, acompanhe:

Sistemas Operacionais: É um conjunto de programas que faz com que o computador funcione. Ele é responsável pelo gerenciamento das tarefas. A diferença entre Linux e Windows é que o primeiro é gratuito, desenvolvido em 1991 e possui um código aberto. Já o outro, é da Microsoft e é o mais usado em computadores pessoais.

Aplicativos de Escritórios: Os mais cobrados são os que realizam as seguintes tarefas processamentos de textos, editor de planilhas e edição de apresentações. Eles permitem que você escreva no computador, faça cálculos e crie apresentações, além de outras funções.

Navegadores: É usado para acessar dados e são programas que possibilitam o acesso a páginas virtuais da internet. Os navegadores mais populares são: Internet Explorer, Google Chrome, Firefox. Todos eles são gratuitos e possuem funções parecidas.

40 Curiosidades sobre os Concursos Públicos que farão você obter melhores resultados e ser aprovado

E-mail: Ou Correio Eletrônico é um serviço que possibilita o envio e recebimento de mensagens e os provedores mais famosos são Gmail, Hotmail e Yahoo. É uma identidade para as principais ferramentas atuais, tais como redes sociais, site de compras, etc.

Segurança e Proteção: É fundamental para o bom desempenho de qualquer trabalho. Assim, possibilita o bloqueio de Vírus, Worm, Firewall, Cavalos de Troia, e outros.

Qual a melhor observação à se fazer para quem está estudando Informática? Uma dica é usar e conhecer expressões que são usadas em diversos programas. Por exemplo, a função abrir é a mesma para todos os programas e pode ser realizada pelas combinação das teclas “Control” + “S”.

Por Que as Pessoas não Conseguem ser Aprovadas em Concursos Públicos? 4 Lições de Pessoas Bem Sucedidas para Mandar Bem

E não é apenas isso que seleciona os melhores candidatos dos outros. Aliás, melhores candidatos aqui, podem ser traduzidos por candidatos mais bem preparados. Porque, afinal de contas, já sabemos que todos são capazes de passar em um concurso público. Histórias comoventes e de superação é o que não falta no noticiário nacional. Esse é outro ponto que pode fazer você passar em um concurso público. Ou não. Depende de você.

Para além de ser perseverante e estar bem preparado, será que existem alguma característica especifica que pode fazer as pessoas passarem mais rapidamente nos concursos públicos? A resposta é sim. E essa resposta nós buscamos, além de outras fontes, com o Roniere Miranda, autor do livro “Finalmente Concursado”, da editora Método. Confira!

Leia Mais: 5 Objetos Indispensáveis para estudar para Concursos

Nos estudos, organização é utilizar menos coisas para evitar a bagunça e evitar o desfoque. No entanto, para os Concursos Públicos, alguns itens se tornam indispensáveis e nós listamos 7 deles. Confira na sua mesa de estudo se você tem todos eles e se não tiver, trate de arranjar logo para turbinar os seus estudos.

1 – Caneta Marca Textos e Canetinhas: Serve para destacar as partes fundamentais do seu texto, isso vai ajudar na revisão. Com ele, você pode grifar também as palavras-chaves e, vamos combinar, com menos de 3 reais, você consegue comprar um. Já as canetinhas coloridas são úteis para especificar as anotações, sendo que, por exemplo, as verdes podem significar entendimento, enquanto que a vermelha vai marcar onde ficaram dúvidas.

2 – Post-it: Aqueles papeis retangulares que podem ser colados em vários lugares tem a utilidade de te lembrar de algumas ações durante o estudo. Além disso, eles podem ser colados em lugares específicos, como na parede em frente ao seu material de estudo ou dentro de um livro. Alguns bloquinhos são vendidos por 5 reais.

Reprodução: Google

3 – Tablet: É ótimo para consultas em livros e referências extras. Apesar de ter um valor mais alto do que as outras opções aqui listadas, ele tem muita utilidade e é super cômodo já que você não vai precisar ir até a biblioteca e nem amontoar vários livros na sua mesa de estudo. Mas, atenção, na hora do estudo, não o deixe conectado nas suas redes sociais. A média de preço é de 300 reais.

4 – Caderno de Anotações: É aonde você vai anotar fórmulas e comentários preciosos, importantes para cada disciplina. É, também uma ótima maneira de fixar o conteúdo, afinal, quando você escreve você memoriza mais facilmente. Um caderno custa por volta de 10 reais.

5 – Garrafa de Água: Já deixe a garrafa perto para não perder a concentração e ficar levantando a cada 5 minutos. Ficar hidratado é essencial para o bom funcionamento do seu cérebro.

Com informações do SegredosdeConcurso

Descubra Como Estudar as áreas de Atualidades, Raciocínio Lógico, Direito Administrativo e Informática
5 (100%) 1 vote

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.