Os 15 Concursos mais Difíceis do Brasil e 17 Dicas para ser Aprovado Neles!

0
439

Já vamos adiantando que é muito difícil medir a dificuldade de um concurso público no Brasil, por isso, usamos como base o índice entre o número de candidatos escritos e o número de aprovados, além de observar a regularidade do certame, os salários e a carreira.

A lista pode se estender a cada dia, mês ou ano, mas para hoje, sem dúvidas, esses são os mais difíceis. Veja!

1 – Magistratura Federal

Esse concurso é muito conhecido pela sobra de vagas! E isto não é uma resultante da falta de preparo de candidatos, mas sim da dificuldade das provas, além das fases, que são muitas.

Para ser um Juiz Federal, o candidato tem que passar por testes objetivos, prova de sentença, prova oral e prova de títulos. Ao menos da área federal, esse concurso é o mais difícil.

Porém, não a toa, os interessados também são muitos, a começar pelo salário inicial, que é de mais de 30 mil reais!

2 – Procurar da República

O salário inicial é o mesmo do Juiz Federal e também por isso é considerado um dos cargos mais atraídos pelos candidatos que tem graduação em direito. O nível da prova é complicado e muito alto e possui as mesmas fases da prova para Juiz Federal.

A diferença é que o reconhecimento é um pouco mais plausível do que o de Juiz, no entanto, também sobram vagas como na Magistratura. Existem candidatos que miram o Concurso de Juiz e acabam por ser aprovados no de Procurador.

3 – Consultor Legislativo da Câmara dos Deputados e do Senado Federal

A dificuldade da prova e o número de testes é que levou esse cargo ao topo da lista. A concorrência dos candidatos é muito grande porque a maioria deles são altamente qualificados, além disso, tem o diminuto número de vagas (as vezes com 1 ou 2), além de ter uma pequena falta de regularidade em certos certames.

O salário atrai os candidatos: 28 mil reais.

Reprodução: Google

4 – Prático de Navios

Tem um salário tão bom que você pode ficar milionário facilmente em um único ano de trabalho. E aí entram algumas curiosidades: é um concurso altamente desconhecido no Brasil e, além do mais, as provas tem uma dificuldade gigantesca, que envolvem provas orais e práticas, inclusive, em língua estrangeira.

Por ser um concurso público não tão constante, a dificuldade é ainda mais aumentada.

Normalmente, os candidatos que miram esse cargo já estão empregados em outros de nível alto, mesmo porque ele exige uma especificidade grande com matérias e pré-requisitos de cursos voltados à área naval.

O trabalho é dividido em plantão e cada um desses plantões rendem até 10 mil reais, já o salário inicial é de 100 mil reais, aproximadamente.

5 – Cartórios

É um concurso exclusivo para os formados em direito, com matérias bastante específicas. Quem estuda para esse tipo de concurso acaba por não aproveitar as demais matérias, o que faz com que os candidatos sejam altamente qualificados, inclusive, com já atuações como juízes, procuradores ou consultores legislativos.

O salário inicial é muito variável, conforme a função, mas alguns podem chegar à 200 mil reais.

6 – Diplomata

Se formos falar do Poder Executivo Federal, então o Diplomata é o cargo mais difícil de alcançar. O número de vagas é super limitado e tem uma grande cobrança de conteúdos, com diversas fases, o que exige muita preparação dos candidatos.

Com as matérias restritas, os candidatos costumam focar muito nesse cargo, o que dificulta outras aprovações. Mas, para quem conseguir êxito, o salário agrada: 16 mil reais.

7 – Analista de Processo Legislativo da Câmara e do Senado

Os especialistas dizem que metade de Brasília estuda para esses cargos, já a outra metade queria estudar também. Essa ironia deve-se ao fato de o número de candidatos que disputam o concurso ser um dos mais altos e, como consequente, as notas também costumam ser altíssimas.

A maior dificuldade não é acerca do conteúdo em si, mas sim na quantidade de matéria que precisa ser estudada. Se pensarmos nas fases, também veremos que não é tão fácil assim. Existem candidatos que estudam por 5 anos apenas para esse cargo. Afinal, um salário de 22 mil reais parece agradar!

8 – Auditor Federal de Controle Externo do TCU

O concurso é um dos mais disputados da área de controle e fiscalização. Tem muitos candidatos e a maioria de alto nível, sendo que já ocupam cargos como CGU, Tesouro, MPOG, Bacen e outros.

O número de matérias também é alto, assim como o status do órgão, que foi eleito como a Melhor Administração Pública para se trabalhar, em 2014, conforme a Revista Exame.

O salário inicial é de 18 mil reais.

9 – Auditor-Fiscal da Receita Federal

É a menina dos olhos dos concurseiros, ou seja, com muitos candidatos, é muito concorrido e fica entre os mais difíceis do país. As matérias são bem especificas na área de exatas e, por isso, atrai muitos engenheiros, contadores, administradores e economistas.

O nível dos candidatos é alto, assim como a concorrência e o salário inicial também aumenta o interesse, sendo de 17 mil reais.

Reprodução: Google

10 – Delegado e Perigo de Polícia Federal

Esse concurso é restrito a bacharéis em direito ou em formações especificas. Porém, o que o torna difícil é a dificuldade em encontrar o perfil do candidato, já que a maioria sonha em ser policial e, com isso, fazem de tudo, através de conhecimento e preparo, para conseguir a vaga. O que deixa o nível bastante alto.

Além disso, exigem-se provas físicas e o número de vagas não é tão abundante, o que dificulta ainda mais. O salário inicial é de 18 mil reais.

11 – Carreiras da Advocacia-Geral da União e Defensor-Público Federal

Apesar de não ter um salário tão alto, a dificuldade está na alta rotatividade desses concursos, que faz com que o número de vagas e concursos seja mais constante.

Assim, eles são específicos para os formados em direito e, normalmente, os candidatos também estão se preparando para outros cargos, como o da Magistratura ou Ministério Público Federal, que estão em níveis mais altos.

O salário aqui é de 18 mil reais.

12 – Analista do Banco Central do Brasil

Tem que ter técnica para conseguir ser aprovado nesse concurso e, normalmente, os candidatos têm cursos de mestrado e doutorado. A área em foco é a econômica, que é conhecida por ter um corpo técnico impressionante.

As provas são consideradas difíceis e com matérias especificas, o que acaba por gerar um alto índice de eliminação dos candidatos, mesmo os bem preparados. O concurso é constante e tem vagas razoáveis.

O salário inicial é de 16 mil reais.

13 – Auditor-Fiscal do Trabalho

Com salário de 17 mil reais, o cargo tem candidatos de alto nível, dos quais a maior parte também estuda para a Receita Federal. As matérias são mais especificas e pequeno número de vaga eleva a dificuldade do certame.

14 – Carreiras do Ciclo de Gestão de Federal

Normalmente, tem salários de 16 mil reais e são carreiras de corpo técnico de alto nível, com candidatos que tem ótimos currículos pessoais e cursos de mestrado e doutorado em várias áreas. As matérias são complexas, porém o número de vagas e de concursos são razoáveis.

15 – Oficial da Abin

São para candidatos bem formados e com vocação para a área. As matérias cobradas são poucas e o número de vaga é razoável, porém, o nível dos candidatos é alto e a concorrência também. O salário é de 16 mil reais.

Os 5 Órgãos Mais Disputados

Se você leu o texto até aqui, já conhece os cargos mais difíceis do Brasil. No entanto, pode ser que você não tenha se identificado com o cargo em questão, por isso selecionamos também os órgãos mais disputados!

1 – Câmara dos Deputados

O Concurso Público da Câmara dos Deputados é um dos que tem maiores valores iniciais de salários, sendo que alguns chegam à 25 mil reais e outros, para cargos técnicos são de 12 mil reais.

Os últimos concursos têm sido organizados pela CESPE/UnB, uma das mais temidas bancas do país, que aplica a prova com questões de alta complexidade e com um sistema marcado por anulação de pontos corretos.

Obs. Abaixo teremos um tópico falando sobre a CESPE!

O Concurso é todo realizado em Brasília e os preenchimentos de vagas acontecem apenas nessa cidade, que é onde fica a Câmara dos Deputados.

2 – Receita Federal

A Receita Federal do Brasil é um órgão público vinculado ao Ministério da Fazenda e que fiscaliza e arrecada os tributos da União.

O último concurso foi organizado pela Escola Superior de Administração Fazendária (ESAF), para o cargo de Auditor Tributário. Para a vaga de Analista, a última prova foi em 2012, feito pela mesma banca.

Os salários também são os principais atrativos, sendo de 15 mil para o Auditor e 8 mil para o Analista.

No entanto, a dificuldade está no conteúdo exigido no edital, onde são exigidos conhecimentos em Direito Tributário, Financeiro, Contabilidade e Auditoria.

Garantia e Dinheiro: Os 5 Concursos Federais mais aguardados em 2017

A ESAF também apresenta questões profundas, que exigem conhecimento teórico sobre os tribunais nacionais.

Diferente do órgão citado acima, a Receita dispõe de vagas em todo território nacional, onde é possível haver uma realocação de vagas por todo país.

O último concurso para Auditor Tributário teve mais de 250 vagas, sendo que quase 70 mil pessoas se interessaram, o que gerou uma relação de 247 candidatos para 1 vaga. Já o de Analista, tinha 665 vagas e teve 90 mil inscritos, o que deu uma margem para 128 candidatos para cada vaga, em números aproximados.

3 – Tribunal de Contas da União

O último edital é de 2015, para os cargos de Técnico e Auditor Federal de Controle Externo, com pagamentos que variavam de 8 à 14 mil reais. A banca também é a CESPE e tem os mesmos moldes do concurso público da Câmara dos Deputados, com questões difíceis, no formato de verdadeiro ou falso.

A maior atratividade é que os cargos não exigem uma área especifica, com isso graduados de qualquer curso superior podem se interessar pela vaga. E, outro ponto importante é que, como no caso da Receita Federal, esse concurso também disponibiliza vagas em várias partes do Brasil.

4 – Ministério Público da União

Esse órgão tem a principal função de defender a ordem jurídica, do patrimônio nacional, cultural, meio ambiente, direitos e interesses da coletividade. Também pode atuar no controle externo da atividade policial, com inquéritos e ações penais cabíveis.

Os últimos editais tiveram salários de mais de 8 mil reais e vagas em todas as unidades da federação. Também exige curso superior em qualquer área, mas cobra a aptidão física, que pode acabar por eliminar muitos concurseiros.

Para os cargos técnicos, são exigidos conhecimentos em Legislação Específica do MPU e Noções de Direito Constitucional e Administrativo.

7 Técnicas para Chutar Certo nas Provas de Múltiplas Escolhas dos Concursos Públicos?

5 – Polícia Federal

É o mais conhecido porque tem vagas periódicas e em diversas áreas, tais como engenharia e contadoria, além de psicologia e papiloscopia. Sem contar o cargo mais esperado todos os anos, de Agente da Polícia Federal, que costuma oferece muitas vagas.

A remuneração é de 8 mil reais em regime de dedicação integral de 8 horas diárias.

É preciso ter nível superior em qualquer área e s etapas incluem provas discursivas, objetivas, exame médico, exame de aptidão física, investigação social, avaliação psicológica e curso de formação profissional.

A banca examinadora também é a CESPE/UnB, com provas de verdadeiro e falso.

17 Dicas para Ser Aprovado em Qualquer Concurso Público

Fizemos essa seleção de dicas de forma bem resumida. O intuito não é te ensinar o que fazer ou como estudar, mas são tópicos que vão, com certeza, te ajudar a conseguir ser aprovado no concurso público. Então, o ideal é ler cada um desses tópicos e notar se há algum que pode estar sendo o empecilho para você atingir o tão sonhado objetivo!

1 – A Hora é Agora: A vida passa muito rapidamente e não há tempo para perder. Se Você tem um sonho, tem que começar a realiza-lo agora. O concurso acontece todos os anos, porém o amanhã pode ser tarde demais.

2 – Objetivo de Vida: Passar no concurso público tem que ser considerado um objetivo de vida. Não dá para tê-lo como uma 2ª opção. Você vai precisar abrir mão de muita coisa, como festas de aniversários, baladas e etc. Aliás, ninguém fará isso por você, é uma questão integralmente pessoal. No máximo, as outras pessoas vão poder te elogiar quando você tiver êxito.

3 – Apoio da Família: Isso é extremamente importante e muita coisa vai depender da compreensão daqueles que estão perto de você. Convença-os de que você quer isso, que é um sonho, que eles podem te ajudar a conquistar esse objetivo. A aprovação, posteriormente, será um conquista de toda a família.

4 – Desligue-se de Boatos: Porque fulano disse isso ou aquilo. Não importa, se você não fizer por valer, então, de fato, nunca vai acontecer. Há pessoas que compram vagas, o gabarito vazou… São frases que desmotivam demais, é verdade. Mas, você precisa fazer a sua parte.

5 – Sacrifique Algumas Atividades: Você faz aula de natação, dá aula de catecismo, faz curso de inglês, é voluntário de uma instituição filantrópica, trabalha em horário comercial e quer passar em um concurso público… Então, uma hora ou outra vai precisar abrir mão de alguma dessas atividades. Resta saber qual é a prioridade.

6 – Fique por Dentro dos Assuntos: Em todo concurso tem questões de Atualidades, inclusive se a prova tiver a redação escrita. Então, fique atento ao noticiário diário, saiba sobre os fatos econômicos, os acontecimentos políticos e as notícias mais recentes. Mantenha-se informado!

7 – Seja o Chato, por alguns instantes: O chato é aquele que precisa se dedicar em um algum objetivo e não tem muito tempo para outras coisas. Então, nem sempre vai ser ruim para você ser aquele chato que “só sabe pensar em concurso”. Pense sim, busque informações, descubra pontos importantes e faça tudo que for preciso para ser nomeado.

8 – Invista da Forma Certa: Livros gratuitos e bons existem aos montes, assim como existem livros caros e ruins também. O importante é saber investir. Se tiver que gastar dinheiro com apostilas, gaste, mas faça da forma certa. Nem sempre dinheiro e qualidade estão de mãos dadas, o importante é saber onde está pisando. Foque na sua prova e busque o que é importante.

9 – Evite desperdiçar o seu tempo: Todo minuto é precioso para quem sabe que tem que adquirir o máximo de conhecimento possível. Abra mão de algumas atividades e foque no estudo. Se tiver faltando tempo, procure algumas técnicas de memorização, isso pode ajudar e muito.

Os 4 Erros Graves no Estudo – Use as Melhores Técnicas de Memorização!

10 – Não Menospreze outros Candidatos: Todo ser humano é feito de qualidades e defeitos, então nunca duvide da capacidade de quem está competindo com você. Note que você não é o único que quer passar em um concurso público.

11 – Seja Paciente: A demora na entrega do livro, uma perda de tempo, o ritmo certo, a teoria falha, as matérias não entendidas no cursinho… A vida do concurseiro é muito extensa e dinâmica, por isso é sempre importante ter paciência para conseguir realizar cada uma das etapas.

12 – Fuja da Televisão: Quando falamos em ficar antenado, não falamos para ficar na TV, tá bom? Existem diversas formas de buscar conhecimento e a televisão é uma das piores delas. Se por um lado ela é mais prática, de outro ela é cheia de entretenimentos que roubam o seu tempo. Pense nisso.

13 – Tenha uma Programação: Você não pode perder as aulas do cursinho, nem deixar de fazer uma atividade física. Estudar, então é mais importante ainda. Com tantas tarefas e compromissos, fica claro que você precisa ter um bom planejamento do seu tempo e do seu estudo.

14 – Seja Confiante: De um lado você não tem que menosprezar seus concorrentes, é verdade. Porém, do outro lado da balança, você precisa estar confiante que estudou o suficiente e que tem boas chances de passar no concurso. Se você não acredita, envolva sua família e seus amigos nesse processo, sempre com a paciência como aliada.

15 – Junte-se aos Melhores: Sempre se compare com aqueles que tiveram êxito. Se fizer simulados, busque ficar entre os primeiros colocados e nunca se compare com os últimas da lista. Converse com aqueles que têm melhores resultados, saibam como eles estudam e o que fazem, troque experiência.

16 – Ganhe o Dia, mas nunca perca a noite: Dormir bem é fundamental para manter acessa a chama do sucesso. Mesmo com a falta de tempo, é possível manter um cronograma diário. E como dito, as técnicas de memorização podem ajudar nisso.

17 – A Prova Difícil: É difícil para todo mundo. Não se desespere! Se você achar que a questão está tomando muito tempo, vá para a próxima. O importante é não desanimar, afina o que é difícil para você é difícil para os outros também.

As 10 Melhores Dicas para Você Gabaritar as Provas do Cespe/UnB

O Centro de Seleção e Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CESPE/UnB) é integrante da Fundação Universidade de Brasília (FUB) e tem a missão de promover concursos públicos em todo território nacional, com provas do Programa de Avaliação Seriada (PAS) ou mesmo provas do vestibular da prova universidade.

Mas, foi através de concursos como da AGU (Advocacia Geral da União), Banco do Brasil, Petrobras, Conselho Federal de Psicologia, Câmara dos Deputados, INSS e tantos outros que a banca ficou famosa. Ah, e ficou famosa por ser muito exigente, vamos combinar! Então, para ajudar você, que muito estuda, separamos algumas dicas super valiosas para conseguir prestar essas provas com mais segurança e habilidade.

VALE A PENA ESTUDAR PARA CONCURSO PÚBLICO? 7 VERDADES SOBRE ELES

“São provas muito bem elaboradas, geralmente bem contextualizadas quando se trata, por exemplo, de língua portuguesa – questões sempre muito bem ancoradas no texto. E, é preciso ter muito cuidado porque a banca cria, muitas vezes, uma argumentação lógica para fundamentar um item que está errado”, diz o professor Rodrigo Bezerra.

O Perfil do Cespe: Como dito, a fama é de ser uma banca extremamente difícil e com aplicações de provas muito bem elaboradas. As questões vão além das fórmulas e exigem muito raciocínio e a capacidade de interpretar dados. Os textos costumam ser longos e falta de atenção derruba a maioria dos candidatos. Então, aqui vale a primeira dica: saber usar o tempo à seu favor.

As correções do Cespe: Na maioria das vezes, a modalidade é de múltipla escolha, mas existem casos que usa-se o “Certo ou Errado”. A tática é infalível para derrubar os despreparados e, além disso, dificulta o chute. Ah, esse é um ponto bastante diferente e que vale ser estudado: as correções são feitas no sistema de 1×1 e 2×1. Ou seja, quando você erra uma questão, você anula uma acertada. E, a cada dois erros, um acerto é anulado.

Leia na Íntegra:

As 10 Melhores Dicas para Você Gabaritar as Provas do Cespe/UnB. (Bônus: Entenda também a PEC 241)

Com informações do tudosobreconcursos e pontodosconcursos

Os 15 Concursos mais Difíceis do Brasil e 17 Dicas para ser Aprovado Neles!
5 (100%) 1 vote

SEJA O PRIMEIRO A COMENTAR

DEIXE UMA RESPOSTA